Sallisa Rosa

Goiânia, GO, 1986.
Vive e trabalha no Rio de Janeiro, RJ.

Indicada ao Prêmio PIPA 2020. 

Sallisa Rosa atua com a arte como caminho e experiências intuitivas, ficção, identidade e natureza, sua prática circula entre fotografia e vídeo, mas também instalações e obras participativas. O trabalho de Sallisa foi destaque na exposição “Histórias feministas: artistas após 2000 no Museu de Arte Moderna de São Paulo” (MASP, 2019), “VAIVEM”, no Centro Cultural Banco do Brasil, Rio de Janeiro (CCBB, 2019), na Bienal do Barro, Caruaru (2019), “Estratégias do Feminino”, Farol Santander, Porto Alegre (2019), Museu de Arte da Pampulha, Belo Horizonte (2019) e “Dja Guata Porã”, Museu de Arte do Rio de Janeiro (MAR, 2017).


Posts relacionados



O PIPA respeita a liberdade de expressão e adverte que algumas imagens de trabalhos publicadas nesse site podem ser consideradas inadequadas para menores de 18 anos. Copyright © Instituto PIPA