PIPA Podcast

(ultima atualização em julho/2021)

Em mais uma iniciativa para difundir as discussões a respeito das artes visuais no Brasil, o Prêmio PIPA lança o PIPA Podcast. Reconhecido pelo estímulo à produção nacional de arte contemporânea  e também pela divulgação da arte e de artistas brasileiros, desde 2010, o Prêmio PIPA agora se expande para mais uma mídia. Em alguns episódios, o curador do Instituto PIPA Luiz Camillo Osorio debate os textos críticos que ele escreve para a coluna no site do Prêmio PIPA, entre outros temas ligados ao circuito artístico. Em outros, são convidados artistas indicados ao Prêmio, além de curadores, colecionadores e pesquisadores de arte para que discutem variados temas relacionados às artes visuais.

Osorio, além de curador do Instituto PIPA, também é diretor do Departamento de Filosofia da PUC-Rio. Entre 2009 e 2015, foi curador do MAM-Rio e curador do Pavilhão brasileiro na Bienal de Veneza de 2015. Ele também participou do conselho de curadoria do MAM-SP entre 2005 e 2009 e assinou a coluna de crítica de arte nos Jornais O Globo (1998/2000 e 2003/2006) e Jornal do Brasil (2001), além da revista espanhola EXIT Express (2006/2007).

O público ainda pode saber mais sobre os assuntos abordados nos episódios através dos posts de referências, disponibilizados aqui na página, abaixo de cada conversa. Todos os episódios do podcast também estão nas principais plataformas de streaming, além do nosso canal Prêmio PIPA no YouTube.

Idealização: Mariana Casagrande
Apresentação: Mariana Casagrande, Alexia Carpilovsky e Patricia Bello
Edição: Alexia Carpilovsky

Episódios:

Publicado em 08 de julho de 2021. O quanto de arte tem no futebol? Para pensar o esporte como uma experiência artística, poética e estética, Mariana Casagrande e Luiz Camillo Osorio conversam com Lula Wanderley, artista, psiquiatra e diretor do vídeo “Arte é futebol sem bola”, e Pedro Duarte, doutor e mestre em Filosofia pela PUC-Rio. Esse debate foi motivado pelo texto “Futebol e arte”, que Luiz Camillo Osorio, curador do Instituto PIPA, escreveu para o site do Prêmio PIPA em janeiro de 2021, logo após a morte do ídolo do futebol Diego Maradona.

Veja aqui as referências feitas neste episódio

Publicado em 17 de junho de 2021. Pra falar sobre DJ curadoria – a idealização de exposições e eventos de música e arte sonora – conversamos com Chico Dub, DJ e produtor cultural que assina a direção artística e a curadoria do Novas Frequências, festival internacional de música de vanguarda conectado às novas tendências musicais e experimentais. Nos acompanham nesta conversa, Frederico Coelho, pesquisador em História, Literatura, Artes Visuais e música popular, e Luiz Camillo Osorio, curador do Instituto PIPA.

Veja aqui as referências feitas neste episódio

Publicado em 03 de junho de 2021. Conversamos com Maura Marvão, representante da casa de leilões Phillips, a quarta maior leiloeira do mundo, em Portugal e na Espanha. Maura já trabalhou nas Nações Unidas e no New Museum of Contemporary Art, em Nova Iorque, e é fundadora e presidente do núcleo português do National Museum for Women in the Arts de Washington. Ela é especialista em arte do século XX e arte contemporânea.

Maura junta-se à Mariana Casagrande, Lucrécia Vinhaes e Luiz Camillo Osorio para falar sobre as implicações da pandemia para a leiloeira, assim como a dinâmica dos leilões virtuais; a arte brasileira no mercado internacional, entre outros assuntos.

Veja aqui as referências feitas neste episódio

Publicado em 13 de maio de 2021. Elias Maroso foi um dos artistas indicados ao PIPA 2020. Ele vive em Porto Alegre, RS, onde desenvolve uma pesquisa acadêmica em artes visuais voltada ao objeto, à intervenção urbana e à eletrônica aplicada, em que critica a arte restrita ao espaço institucional. Maroso entrou no acervo do Instituto PIPA em 2020 com as obras “Criptocromo” e “OK/Cancel”.

Veja aqui as referências feitas neste episódio

Publicado em 22 de abril de 2021. O que você perguntaria a Luiz Camillo Osorio? Alguns ouvintes nos enviaram dúvidas sobre arte brasileira, montagem de exposições, crítica de arte, além de curiosidades sobre a trajetória profissional de Luiz Camillo Osorio no circuito artístico. O curador do Instituto PIPA responde essas questões em “Luiz Camillo Osorio: arte, crítica e trajetória profissional”.

Veja aqui as referências feitas neste episódio

Publicado em 08 de abril de 2021. O que é crypto art? O que são os NFTs? Luiz Camillo Osorio, Cecilia Fortes e Luiz Motta discutem os limites da originalidade do digital e as novas estéticas que surgem com as obras tokenizadas. Arte digital pode ser única e autêntica?

Veja aqui as referências feitas neste episódio

Publicado em 18 de março de 2021. Neste episódio, Panmela Castro relembra o início da carreira, momento de envolvimento com a arte urbana, que a levou mais tarde a ser considerada “rainha do grafite brasileiro”. A artista também falou sobre as intervenções e performances, suportes que permitem que ela rememore algumas vivências e experiências próprias, além de abordar os projetos de arte e direitos humanos que criou para atender mulheres negras e de periferia, como a Rede NAMI.

Veja aqui as referências feitas neste episódio

Publicado em 11 de fevereiro de 2021. O artista plástico e carnavalesco Leandro Vieira mistura arte e carnaval desde 2015 e já conquistou dois campeonatos pela Estação Primeira de Mangueira, em 2016 e 2019. Neste ano de não carnaval, ele conversou com a gente sobre a importância cultural do carnaval pra nossa herança brasileira, sobre o sincretismo religioso do país que está presente no carnaval e também sobre escolhas estéticas e políticas.

Veja aqui as referências feitas neste episódio

Publicado em 28 de janeiro de 2021. Neste episódio, Luiz Camillo Osorio, curador do Instituto PIPA, e Mariana Casagrande, assistente do coordenação do Prêmio PIPA, conversam sobre colecionismo de arte com Luiz Chrysostomo, que tem atualmente uma coleção particular com 1.500 peças e é presidente do conselho do Museu de Arte do Rio. Chrysostomo fala sobre a importância do colecionismo para o circuito artístico e também sobre a formação e as mutações de um acervo, além da necessidade de preservar as obras como memória nacional.

Veja aqui as referências feitas neste episódio

Published on August 27th, 2020. Amanda Abi Khalil is a Libanese independent curator based between Rio and Beirut. She is one of the curators of the online platform Covideo-19 and the creator of the Temporary Art Platform. This is PIPA Podcast’s first episode in English.

See the references cited in this episode

Publicado em 06 de agosto de 2020. Conversamos com Marcela Campos e Helô Sanvoy do coletivo de arte Grupo EmpreZa, um dos dez selecionados ao apoio emergencial PIPA em Casa deste ano. No episódio, questionamos o que é o corpo contemporâneo, como podemos explorá-lo em performances e como nos relacionamos com o corpo quando precisamos nos comunicar pelo ambiente virtual.

Veja aqui as referências feitas neste episódio

Publicado em 23 de julho de 2020. Denilson Baniwa foi o vencedor do PIPA Online 2019. O artista nasceu na aldeia Darí, no Amazonas, e traz em seus trabalhos referências culturais à aldeia indígena de origem, misturando esses símbolos com elementos urbanos. O trabalho de Denilson é marcado pela luta pelos direitos dos povos indígenas e pela preservação das florestas.

Veja aqui as referências feitas neste episódio

Publicado em 09 de julho de 2020. Gutman é psiquiatra, psicanalista e professor universitário e realiza pesquisas na área de intersecção entre a psicanálise, a psicopatologia, a filosofia, a literatura e as artes visuais. No episódio, Gutman fala sobre as convergências entre a psicanálise e a arte.

Veja aqui as referências feitas neste episódio

Publicado em 16 de abril de 2020. Alice Miceli, fotógrafa das séries Chernobyl e Campos Minados, retrata o “perigo do invisível na paisagem”. Este ano, em mais uma iniciativa de fotografar o esse não visto, Alice iniciou uma residência na Suíça em que pesquisa a origem de doenças epidêmicas e os padrões de contaminação dos vírus na paisagem natural. Neste momento de pandemia, conversamos com Alice sobre a representação espacial das doenças e como a artista pensa em traduzir esta pesquisa em imagens.

Veja aqui as referências feitas neste episódio

Publicado em 02 de abril de 2020. O que significa o fechamento de instituições de arte e a perseguição a exposições e trabalhos artísticos no século XXI?
No quinto episódio do  PIPA Podcast, conversamos com o curador do Instituto Luiz Camillo Osorio e com o artista Wagner Schwartz sobre a censura recente à arte no país e no mundo. Por que estamos limitando a pluralidade e a diversidade da arte?

Veja aqui as referências feitas neste episódio

Publicado em 19 de março de 2020. Aleta Valente ficou conhecida pela página de memes que administra no Instagram, Ex-miss Febem. Na plataforma, em que ela atua desde 2015, a artista publica fotos de autorrepresentação produzidas pelo celular, único equipamento que a artista tinha acesso quando iniciou o trabalho. Aleta foi indicada ao PIPA 2017 e 2019.

Veja aqui as referências feitas neste episódio

Publicado em 05 de março de 2020. O Museum of Modern Art (MoMA), referência em arte moderna e um dos museus mais visitados do mundo, apresentou grandes mudanças em seu projeto de curadoria em 2019. No total, foram investidos US$ 450 milhões nessas transformações, que resultaram na reforma de áreas de convivência e em uma nova disposição dos trabalhos artísticos. Luiz Camillo Osorio, curador do Instituto PIPA, comenta essas diferenças na curadoria do museu norte-americano e explica as razões que levam as instituições a repensarem a maneira de contar a história da arte moderna.

Veja aqui as referências feitas neste episódio

Publicado em 20 de fevereiro de 2020. Guerreiro do Divino Amor, vencedor do Prêmio PIPA 2019, fala sobre “Superficções”. O trabalho, que o artista desenvolve desde 2005, é uma série de vídeos em que ele mistura ficção com realidade para narrar a formação de cidades como São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília. O suíço que hoje vive no Rio aborda questões históricas, políticas e sociais brasileiras para – com ironia e uma “estética do precário” – analisar o contexto nacional contemporâneo. Guerreiro também comenta quais são suas maiores referências estéticas, o que pensa sobre a cultura de memes e como é participar do coletivo carnavalesco Bunytos de Corpo, que satiriza o culto ao corpo e à imagem.

Veja aqui as referências feitas neste episódio

Publicado em 06 de fevereiro de 2020. No primeiro episódio da temporada, Luiz Camillo Osorio discute o texto mais lido de sua coluna em 2019: “Arte, não arte e a partir da arte”. No programa, assim como no texto, Camillo debate a autonomia das definições dadas ao que é atualmente classificado como arte – e por quem são feitas tais denominações. Considerando que o poder da arte “só interessa na medida em que é constantemente posto em risco”, Camillo analisa a incorporação de novas atividades e práticas (que há algumas décadas não seriam incluídas no status artístico) à arte. No programa, o curador do Instituto PIPA cita Duchamp, Cézanne, Goya, entre outros nomes que marcam a história da arte.

Veja aqui as referências feitas neste episódio

O que é arte? Qual é a função da arte? Arte é um objeto? É uma ideia? Arte tem dono? Tem limites? Arte é sempre política? Sempre subjetiva ou disruptiva? Onde mora a arte? Nos museus? Nas ruas? Essas e outras perguntas são colocadas em debate no Podcast do PIPA.

O podcast é desenvolvido e organizado por Mariana Casagrande, Alexia Carpilovsky e Patricia Bello.

Escute também nas plataformas: Spotify Apple Podcasts Youtube Google Podcast RSS Feed

 


O PIPA respeita a liberdade de expressão e adverte que algumas imagens de trabalhos publicadas nesse site podem ser consideradas inadequadas para menores de 18 anos. Copyright © Instituto PIPA