Rogério Ghomes

(ultima atualização em abril/2024)

Ponta Grossa, PR, 1966.
Vive e trabalha em Londrina, PR.
Representado pelas galerias Referencia Zilda Fraletti e Galeria Murilo Castro.

Indicado ao PIPA 2012.

Rogério Ghomes parte da fotografia para explorar um universo sensível que não são apenas registros. Sentidos se escondem por trás das suas imagens enigmáticas. Para o artista, o início de cada obra é fruto do acaso dos deslocamentos por territórios, viagens e descobertas. Logo, com o decantamento dessa memória, as imagens vão assumindo novas camadas: sugerem o espiritual, o existencial, “o modo de estar e existir” como diz. Tão importante quanto o clique da câmera é o uso do texto, que confere uma camada sensível à obra revelando e dando nova forma a sentidos que não se captam só com cor e luz. Os jogos de palavras, seja nos títulos ou nas próprias imagens, são como revelações que o artista faz aos poucos dos sentidos que nos convida a descobrir. Nada em sua obra é por acaso: o enquadramento, tratamento, título, impressão, instalação, conexão com o espaço. Tudo é pensado, resultados parciais de pesquisas que testam os limites do fotográfico e estão longe de acabar.

Contemplado no Programa Rede Nacional Funarte Artes Visuais (2015) com o projeto Campo Expandido: narrativas da imagem e no Edital Conexão Artes Visuais MinC/Funarte/Petrobrás (2013) com o projeto Campo Expandido: a convergência das imagens. Finalista Prêmio PIPA (2012) e do Prêmio Brasil Arte Contemporânea na ARCO_ madrid (2010). Realizou exposições individuais e integrou diversas exposições coletivas nacionais e internacionais, entre as quais, 20 anos Faxinal das Artes: processos e lacunas MAC PR (2022), Lugar-comum MAC USP (2021), Afinidades MON (2021), Pequenos Gestos: memórias disruptivas – MAC PR (2019), Bienal Internacional de Curitiba (2015 e 2019). Fotolivros ibero-americanos – Lisboa (2017). Silver Night of Projections – Encontros da Imagem, Braga, Portugal (2015). Todos precisam de um espelho para lembrar quem são, Encuentros Abiertos, Buenos Aires, Argentina (2008), Coleção Pirelli de Fotografia, Museu de Arte de São Paulo – MASP (2009), II Bienal Internacional de Fotografia Cidade de Curitiba (2000), Panorama de Arte Brasileira – MAM SP (1997), VI Bienal de Havana (1997).

Suas obras integram coleções privadas e instituições públicas como: Coleção de Fotografia ABACT, Coleção Joaquim Paiva – Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro – MAM RJ, Coleção McLaren Londres, Coleção Pirelli – MASP de Fotografia, Fundação Cultural de Curitiba – FCC, Museu de Arte Moderna de São Paulo – MAM SP, Museu de Arte Contemporânea da Universidade de São Paulo – MAC USP, Museu de Arte Contemporânea do Paraná – MAC PR, Museu Oscar Niemeyer – MON, Museu Nacional de Belas Artes -MNBA.

Doutor em Tecnologias da Inteligência e Design Digital pela PUC-SP e Mestre em Design pela UNESP. É docente no Departamento de Design na Universidade Estadual de Londrina – UEL.

Site: www.rogerioghomes.com/

Vídeo produzido pela Matrioska Filmes, exclusivamente para o PIPA 2012:


Posts relacionados



Videos relacionados




O PIPA respeita a liberdade de expressão e adverte que algumas imagens de trabalhos publicadas nesse site podem ser consideradas inadequadas para menores de 18 anos. Copyright © Instituto PIPA