Bitu Cassundé

(ultima atualização em fevereiro/2024)

Vive e trabalha na cidade do Crato, CE.
Membro do Comitê de Indicação PIPA 2011, 2012, 2014, 2015, 2018, 2020 e 2024.

Bitu Cassundé (Várzea Alegre/CE, 1974): Curador, pesquisador, educador, é Gerente de Patrimônio e Memória do Centro Cultural do Cariri (Crato/CE). Em 2023, foi curador da segunda edição do “Projeto Ling Apresenta” no Instituto Ling de Porto Alegre/RS. Foi curador do Museu de Arte Contemporânea do Ceará de 2013 a 2020 e coordenou o Laboratório de Artes Visuais do Porto Iracema da Artes de 2013 a 2018. Integrou a equipe curatorial do projeto “À Nordeste”, no SESC 24 de Maio/SP em 2019, juntamente com Clarissa Diniz e Marcelo Campos; participou da equipe curatorial do Programa Rumos Artes Visuais do Itaú Cultural (São Paulo, 2008 a 2010) e dirigiu o Museu Murillo La Greca (Recife, 2009 a 2011). Em 2015, participou da 5ª edição do Prêmio CNI SESI SENAI Marcantonio Vilaça, da equipe curatorial do 19º Festival Videobrasil e do Arte Pará; com Clarissa Diniz formou a coleção contemporânea do Centro Cultural Banco do Nordeste, vinculado ao projeto Metrô de Superfície.

Seus principais projetos curatoriais são: “Leonilson – Sob o Peso dos Meus Amores”, no Itaú Cultural (São Paulo, 2011) e na Fundação Iberê Camargo (Porto Alegre, 2012); “Metrô de Superfície”, no Paço das Artes (São Paulo, 2012); “Metrô de Superfície II”, no Centro Cultural São Paulo (São Paulo, 2013); “Rotas: Desvios e Outros Ciclos”, “Leonilson Inflamável e Carneiro”, no Museu de Arte Contemporânea do Ceará (Fortaleza, 2013/2014); “Das Viagens, dos Desejos, dos Caminhos” (Museu Vale/ES, 2014); “Zé – Acervo de Experiências Vitais” (MAC-CE, 2018); “À Nordeste” (SESC 24 de Maio, SP). Em 2022, curou “Antonio Bandeira: Amar se Aprende Amando”, na Pinacoteca do Estado do Ceará, e, em 2023, a exposição individual de Efrain Almeida, “Encarnado”, no Centro Cultural do Cariri. Suas últimas pesquisas se dedicam a investigar as relações de trânsito entre as regiões Norte/Nordeste do Brasil, com ênfase nos ciclos econômicos, fluxos migratórios e as conexões entre vida, desejo e arte. Questões relacionadas à subjetividade, confissão, intimidade, biografia, também integram suas pesquisas. Atualmente desenvolve pesquisa de doutorado em artes na UFPA/Belém. Vive na cidade do Crato/CE.


Posts relacionados



O PIPA respeita a liberdade de expressão e adverte que algumas imagens de trabalhos publicadas nesse site podem ser consideradas inadequadas para menores de 18 anos. Copyright © Instituto PIPA