Maria do Carmo M. P. de Pontes

Vive e trabalha em Londres, RU.
Membro do Comitê de Indicação do Prêmio PIPA 2020.

Maria do Carmo M. P. de Pontes é uma escritora e curadora independente com mestrado em curadoria pelo Goldsmiths College (2011). Projetos e exposições recentes incluem a curadoria do setor Masters da SP-Arte 2020; Rhythmic Beats: Ivan Serpa e seu legado na Embaixada do Brasil em Londres e Amazones – um recorte da coleção Catherine Petitgas, na ArtParis, Grand Palais, Paris (ambas 2019); Há sempre uma terceira vez (2018 – 19) e Faço tudo para não fazer nada (2017–18), ambas individuais de Carlito Carvalhosa em São Paulo; Hallstatt (2016–17), no Galpão Fortes d’Aloia & Gabriel, São Paulo; a curadoria dos Solo Projects da feira ARCOmadrid (2016); Akakor na Baró Galeria, São Paulo (2015) e Alter-Heróis no Museu de Arte Contemporânea da Universidade de São Paulo (MAC–USP) (2014). Em 2014 ela fundou Question Centre, uma plataforma nômade de exposições curtas cujo recorte estabelece relações geracionais entre artistas. Editou Monumento (2019), um livro sobre a obra de Alexandre da Cunha, colabora com diversos livros e revistas, e contribui regularmente para Conceptual Fine Arts.

 


O PIPA respeita a liberdade de expressão e adverte que algumas imagens de trabalhos publicadas nesse site podem ser consideradas inadequadas para menores de 18 anos. Copyright © Instituto PIPA