Textos críticos Camillo

“É isso o Inconsciente? Sei lá.”, por Guilherme Gutman em diálogo com o último texto de Luiz Camillo Osorio

Gutman, que realiza pesquisa na área de intersecção entre a psicanálise, a psicopatologia, a filosofia e a arte, discute em “É isso o Inconsciente? Sei lá.” a ideia da “indeterminação da experiência estética forte”, esse “saber lá” levantado por Luiz Camillo Osorio no último texto publicado em sua coluna

0

“Isso é arte? Sei lá.”, por Luiz Camillo Osorio

No novo texto crítico, Luiz Camillo Osorio, curador do Instituto PIPA, discute o “lugar da arte”. Analisando as possibilidades de experiência estética, Camillo argumenta que a perspectiva do espectador deve ser de deslocamento, de “sair de si em direção a um não saber”. Nesse deslocamento, há uma inclinação do indivíduo para um outro-saber (inesperado) que é apresentado pelo artista. Leia o texto na íntegra!

“JOHN BERGER: pensar com o olho, agir com o texto”, texto crítico de Luiz Camillo Osorio

Depois de ler a biografia do escritor e crítico de arte inglês John Berger, o curador do Instituto PIPA Luiz Camillo Osorio compara a política do século XX, de “pensar o impossível”, com a experiência do século XXI, que, segundo ele, configura tempos sombrios marcados pela mediocridade do não pensamento

“O MoMA caiu na real”, novo texto de Luiz Camillo Osorio

Neste texto, o curador do Instituto PIPA Luiz Camillo Osorio comenta a recente expansão do MoMA, em Nova York, uma reforma cujo investimento foi de US$450 milhões. Veja quais são as transformações históricas do museu para se adaptar à contemporaneidade da arte, assim como a visão de Camillo sobre o reposicionamento do museu americano

0

Luiz Camillo Osorio conversa com Denilson Baniwa

O curador do Instituo PIPA conversa com o vencedor do PIPA Online 2019, Denilson Baniwa. Vindo do Amazonas para o Rio de Janeiro, Denilson comenta nesta conversa sobre como sua prática e trajetória artística se relaciona com sua origem indígena e como ela se insere no contexto da arte contemporânea globalizada.

0

“Uma biografia degenerada: Emil Nolde e o nazismo”, de Luiz Camillo Osorio

Em sua coluna, Luiz Camillo Osorio, curador do Instituto PIPA, aborda a complexidade entre política, arte e história usando como base para essa discussão o caso de Emil Nolde, pintor antissemita da Alemanha nazista que, por conta da estética exasperada e “deformada” em suas obras, era um artista negado pelo regime que pessoalmente defendia. “Como lidar com essa contradição entre autor e obra?” e “Esse é um passado exclusivamente alemão?” são algumas perguntas de Camillo

O PIPA respeita a liberdade de expressão e adverte que algumas imagens de trabalhos publicadas nesse site podem ser consideradas inadequadas para menores de 18 anos. Copyright © Instituto PIPA