Arquivo PIPA: (2014) veja o início do Pivô, importante associação cultural criada em 2012 no Edifício Copan e em efervescente atividade

O Prêmio PIPA não é apenas uma premiação que ocorre em um momento específico do ano: é também uma plataforma repleta de material sobre arte contemporânea brasileira. Assim, o PIPA funciona como uma fonte de pesquisa para curadores, artistas, professores, por contar com vídeos, textos, entrevistas, imagens de obras, currículos, catálogos disponíveis gratuitamente, e muito mais.

Pensando em circular cada vez mais esse material, vamos compartilhar toda semana, às quintas-feiras, algum vídeo de nosso extenso arquivo, convidando o público a mergulhar nos demais conteúdos. Nesta aba, por exemplo, você pode consultar os vídeos por ano, e nesta aqui, por técnica do trabalho. Ambas as abas, e outras, estão contidas na aba “Vídeos”, no topo do site.

Para esta semana, selecionamos um vídeo produzido pela Matrioska Filmes em 2014 que apresenta o Pivô, uma associação cultural sem fins lucrativos, fundada em 2012, que atua como plataforma de intercâmbio e experimentação artística a partir do seu espaço no Edifício Copan, no centro de São Paulo, e agora a partir, também, da nova sede Pivô Salvador, uma expansão recente do projeto para a Bahia. O objetivo principal da instituição é fomentar e divulgar a produção artística local e criar um espaço livre e aberto para a interlocução entre diversos agentes do campo da cultura contemporânea, em esfera nacional e internacional.

No vídeo, um registro do Pivô ainda no início de sua trajetória, que hoje já soma 12 anos, conhecemos o espaço a partir de Fernanda Brenner, a diretora fundadora da associação e também membra do Comitê de Indicação do PIPA 2015 e 2018. Ela conta que o local que abriga o Pivô ficou fechado por 20 anos, abandonado, até que diversas pessoas se juntaram para testar possibilidades e preenchê-lo de vida, percebendo que havia uma demanda para um espaço assim em São Paulo. Hoje, o lugar é vibrante de atividades, entre elas o Pivô Pesquisa, o programa de residências artísticas do Pivô, mencionado neste vídeo de 2014 por Catarina Duncan, assistente curatorial na época e membra do Comitê de Indicação do PIPA 2021, e realizado até hoje (saiba mais aqui). Paralelamente, o Pivô desenvolveu uma rede de profissionais que colaboram frequentemente com o programa, contando com a participação de mais de 600 artistas, entre brasileiros e estrangeiros.

Segundo o portal da associação, “O programa do Pivô se articula entre projetos comissionados, exposições, programas públicos, publicações e residências artísticas, sempre levando em conta o potencial que a arte contemporânea tem de instaurar questionamentos críticos e abrir novas possibilidades de envolvimento com as questões cruciais do nosso tempo”.

Assista ao vídeo para conhecer a trajetória inicial do espaço, que contribuiu para a reativação do centro de São Paulo por meio do vetor cultural, e depois aproveite para conhecer o Pivô hoje, seja visitando pessoalmente uma de suas sedes ou acompanhando virtualmente (Instagram do Pivô), para ficar à par de todas as suas atividades e oportunidades:

PIVÔ SP
Edifício Copan, loja 54, Avenida Ipiranga 200, São Paulo, SP
T. +55 (11) 3255-8703
contato@pivo.org.br

PIVÔ SALVADOR
Rua Boulevard Suíço 11A, Nazaré, Salvador, Bahia
T. +55 (71) 4101-0540
T. +55 (71) 9402-0025
pivosalvador@pivo.org.br



O PIPA respeita a liberdade de expressão e adverte que algumas imagens de trabalhos publicadas nesse site podem ser consideradas inadequadas para menores de 18 anos. Copyright © Instituto PIPA