Prêmio PIPA 15 anos: depoimento de Luiz Camillo Osorio, curador do Instituto PIPA

O Prêmio PIPA está comemorando seu 15º ano. Para celebrar esse marco, convidamos algumas pessoas que fazem parte dessa história para gravarem depoimentos sobre essa trajetória.

Luiz Camillo Osorio é o curador do Instituto PIPA e diretor do Departamento de Filosofia da PUC-Rio. Ele participou da criação do Prêmio PIPA juntamente com Roberto Vinhaes e Lucrécia Vinhaes.

Em 2009, Osorio era curador do Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro e pediu a Roberto que colaborasse com o acervo daquela instituição. Vinhaes achou que seria melhor colaborar não apenas com o museu, mas com a arte contemporânea brasileira como um todo. Criou-se então o Prêmio PIPA, com o objetivo de destacar artistas visuais brasileiros.

De 2010 a 2018, o PIPA manteve uma parceria com o MAM-Rio, onde ocorreram as exposições dos finalistas. Neste período, foram doadas para o acervo do museu obras de 35 artistas contemporâneos brasileiros, que são hoje artistas de destaque no cenário nacional e internacional.

Em seu depoimento, Osorio fala das muitas transformações sofridas na arte e no circuito artístico brasileiro:

“O Prêmio PIPA tentou acompanhar essas mudanças, dar conta a cada ano dessas mudanças. Tirar um pouco a temperatura do que estava se passando com a produção artística brasileira. Apostar na diversidade, apostar na qualidade, apostar na descentralidade, apostar na inclusão. Isso é o nosso papel. Muitas outras coisas poderiam ser ditas, mas queria focar nisso: o papel que o Prêmio PIPA tem em mostrar a diversidade e a qualidade de uma cena plural como a brasileira, e como ela mudou nesses 15 anos, e como o PIPA mudou e se manteve firme apoiando, estimulando e fortalecendo a arte brasileira.”



O PIPA respeita a liberdade de expressão e adverte que algumas imagens de trabalhos publicadas nesse site podem ser consideradas inadequadas para menores de 18 anos. Copyright © Instituto PIPA