Suzete Venturelli, "Que país é esse", Animação Computacional, homenagem a Renato Russo Duração: 02:47” Dimensão: 320x240 pixels

Academia de Curadoria apresenta “Aceitar e continuar”

(Brasília, DF)

Do dia 15 de dezembro até 03 de março de 2024, a Academia de Curadoria, sob coordenação de Ana Cândida Avelar, membro do Conselho do PIPA, apresenta a exposição Atualização do sistema, com 100 artistas, no Museu da República de Brasília, DF. A exposição Aceitar e Continuar, terceira mostra da coleção ARTEMÍDIAMUSEU, reflete sobre os pactos que fazemos com a cultura digital e como, na vida imitando a arte, estamos agindo sem avaliar as consequências de nossas escolhas automatizadas.

No salão principal do museu, o tema é a tecnologia que perpassa o cotidiano de todas as sociedades humanas. “É uma exposição sobre a história de como a tecnologia une os saberes humanos e não humanos e como, coletivamente e colaborativamente, a gente consegue modificar a realidade sempre por meio dessas técnicas, sejam elas métodos ou sistemas, sejam elas objetos como ferramentas e equipamentos que promovem a transformação da realidade”, explica Ana Avelar.

A exposição reúne obras de arte tecnológicas, algumas feitas com celular, até obras construídas com materiais do cotidiano, como pás, banquinhos, funis e outros objetos. “Os saberes tradicionais estão imbuídos da ideia de tecnologia porque, para transformar a realidade, precisamos estender nosso corpo, nossa inteligência. Objetos como o próprio funil ou a pá estendem nossa capacidade e de cavar terra para além das nossas mãos, às vezes são tecnologias muito simples que a gente não valoriza”, explica a curadora.

Os 12 curadores escolheram obras do acervo do próprio Museu Nacional da República e também contaram com empréstimos das coleções das galerias Almeida & Dale, da Casa Albuquerque e da Cerrado Galeria. Entre as obras há trabalhos de Gilberto Prado e Suzette Venturelli, referências na produção de arte e tecnologia, Bia Medeiros e Corpos Informáticos, pesquisadores de videoarte e performance, além de nomes importantes da arte contemporânea brasileira, como Alfredo Volpi, Fayga Ostrower, Cildo Meireles, Jac Leirner, Nelson Leirner, Mira Schendel, Antonio Henrique Amaral, Almandrade e Augusto de Campos. Artistas da cidade, como Cirilo Quartim, João Angelini, Raquel Nava, Elder Rocha, Fernanda Azou, Adriana Vignoli, Diego Bressani e Evandro Soares também têm obras na mostra.
Atualização do sistema
Curadoria: Amanda Sammour, Ana Avelar, Ana Roman, Isaac Guimarães, Marcella Imparato, Marina Romano, Rachel Vallego, Renata Reis, Tálisson Melo, Tamires da Mata, Tania Sulzbacher e Thiara Grizilli
De 15 de dezembro de 2023 a 03 de março de 2024
Museu da República de Brasília
Setor Cultural Sul, próximo à Rodoviária do Plano Piloto
De terça-feira a domingo, das 9h às 18h30


O PIPA respeita a liberdade de expressão e adverte que algumas imagens de trabalhos publicadas nesse site podem ser consideradas inadequadas para menores de 18 anos. Copyright © Instituto PIPA