Obra de Arissana Pataxó, parte da coleção do PIPA, integra “Ah, eu amo as mulheres brasileiras!”

(São Paulo, SP)

Abre no próximo sábado, dia 08 de julho, a coletiva “Ah, eu amo as mulheres brasileiras!” que foi exibida pela primeira vez em Nova York e agora estará em cartaz no Centro Cultural São Paulo.

Com curadoria de Luiza Testa, a exposição reúne as artistas Alice Ruiz, Berna Reale, Benedita Arcoverde, Santarosa Barreto, Lenora de BarrosVitória Cribb, Micaela Cyrino, Camilla D’Anunziata, Brenda Nicole, Juliana Manara, Arissana Pataxó, Milena Paulina, Dalila Coelho, Manuela Navas, Mari Nagem, Marta Neves, Micaela Cyrino, Raquel Pater, Terroristas del Amor e Yacunã Tuxá. Faz parte da mostra a obra “Meruka”, de Arissana Pataxó, emprestada pelo Instituto PIPA.

A coletiva apresenta 36 obras como uma revisão crítica da imagem estereotipada das mulheres brasileiras. Ao mesmo tempo, sugere caminhos para mudanças de paradigmas, por meio do afeto e da sororidade. Nos Estados Unidos, a ideia foi chamar a atenção do público para a visão dos estrangeiros em relação às brasileiras. Um olhar muitas vezes preconceituoso, que objetifica seus corpos – nem sempre diferente do que acontece no Brasil. Aqui, esses danos ganham outra dimensão. Nesse sentido, mais questões surgiram, como o racismo, a antinegritude, a transfobia, a violência sexual doméstica, a questão da feminilidade e o etarismo.

“Ah, eu amo as mulheres brasileiras!”
Curadoria de Luiza Testa
De 08 de julho a 27 de agosto de 2023

Centro Cultural São Paulo
Rua Vergueiro, 1000, Liberdade – SP
Funcionamento: De terça a sexta, das 10h às 19h; sábado, domingo e feriados, das 10h às 18h

 



O PIPA respeita a liberdade de expressão e adverte que algumas imagens de trabalhos publicadas nesse site podem ser consideradas inadequadas para menores de 18 anos. Copyright © Instituto PIPA