Assista às vídeo-entrevistas de artistas indicados ao PIPA 2023 e conheça suas páginas

Nesta décima quarta edição do Prêmio PIPA, estão participando ao todo 73 artistas – dos quais 61 foram indicados pela primeira vez – escolhidos pelo Comitê de Indicação. Assim como nas últimas edições, o Prêmio está focado na produção mais recente, sendo voltado para artistas que realizaram sua primeira exposição individual ou coletiva há no máximo 15 anos. O objetivo do PIPA 2023 é ser um incentivo para artistas em início de carreira, com produção diferenciada.

Um importante momento de toda edição se dá com a criação das páginas de cada Artista Participante nos sites em português e inglês do Prêmio: todos os artistas que participam da premiação têm sua própria página, onde estão reunidas imagens de trabalhos, textos, vídeos, informações sobre a trajetória, entre outros conteúdos. Essas páginas que estão sendo adicionadas agora, somadas às já existentes, constituem uma fonte de consulta e pesquisa sobre a arte contemporânea brasileira, e podem ser posteriormente atualizadas a partir do envio de mais material pelos artistas, estando assim sempre à par dos novos momentos da produção de cada um.

Além desse conteúdo, as páginas também contam com uma vídeo-entrevista oferecida pelo PIPA e realizada pela produtora Do Rio Filmes, formato que possibilita que o artista apresente seu trabalho ao público de uma forma mais próxima e pessoal. Esses vídeos estão sendo gradativamente adicionados às páginas, conforme ficam prontos, e também são divulgados nas plataformas do Prêmio.

Nesta postagem, apresentamos abaixo vídeo-entrevistas com alguns dos nomes indicados ao PIPA 2023:

Ana Lira é artista visual, fotógrafa, curadora, rádio host, escritora e editora baseada no Brasil. É especialista em Comunicação Social pela UFPE com ênfase em Teoria e Crítica de Cultura. Possui uma prática baseada no fortalecimento de práticas criativas colaborativas, ouvindo as comunidades em que está inserida e dedicando atenção especial às dinâmicas que envolvem as sensibilidades cotidianas. Produz poéticas de percepção,  articulação coletiva e mediação para observar o corolário das relações de poder que afetam a maneira como produzimos conhecimento no mundo.

Visite a página da artista aqui.

Vídeo produzido pela Do Rio Filmes exclusivamente para o Prêmio PIPA 2023:

Os trabalhos acontecem em desenhos, vídeos, ações e associações entre objetos que surgem da ação do desenho latente no mundo. Pensa e experimenta a força escritural diária – o ato de inscrever ou grafar -, as atmosferas das palavras e seus instrumentos. Interessam as tentativas de pequenas tarefas impossíveis, assim como os deslocamentos de sentidos, territórios e forças que envolvem a necessidade de inscrição dos seres – individual e coletivamente – nas superfícies do cotidiano e suas reverberações. Entende o campo de artes como permeável, mutante e não dissociável da sua ação e pensamento em educação. Encara o desenho como lugar de ação, como possibilidade de transformação das relações com as linhas (imaginárias, visuais, virtuais ou concretas), com os objetos e seus desvios de função, com os acontecimentos e suas linhas de força.

Daniela Seixas é artista e educadora. Experimenta trabalhos artísticos em diferentes mídias e realiza experimentos cotidianos em educação, com especial atenção nas relações com desenho/escrita. Cursou Artes Visuais na Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ) e mestrado em Processos artísticos contemporâneos na mesma instituição. Professora da Educação Básica e do curso de Licenciatura em Artes no Instituto de Aplicação Fernando Rodrigues da Silveira (CAp-UERJ), atua em oficinas diversas, projetos de extensão em educação e cursos livres de artes para crianças e jovens (EAV-Parque Lage).

Visite a página da artista aqui.

Vídeo produzido pela Do Rio Filmes exclusivamente para o Prêmio PIPA 2023:

Gustavo Nazareno, autodidata, vem desenvolvendo uma pesquisa pictórica e imagética que percorre os ritos ancestrais africanos e a mitologia dos orixás. Em sua produção, carregada de nuances que extrapolam os temas para além da questão religiosa, o panteão iorubá é reverenciado como uma força epistemológica, de conhecimentos ancestrais e de mistérios. As figuras, ou as paisagens, como vem explorando em sua recente produção, são contemplativas e repletas de histórias pessoais, por meio de fábulas que cria para guiar os traços vistos nas obras.

Visite a página do artista aqui.

Vídeo produzido pela Do Rio Filmes exclusivamente para o Prêmio PIPA 2023:

As esculturas, desenhos e vídeos de Juliana Cerqueira Leite partem da necessidade de reformular a maneira em que o corpo humano é representado, para que sua forma reflita volição, pluralidade e a oscilação de um ser que se faz. Sua obra está engajada com a história da arte figurativa, formalmente desestabilizando suas narrativas. Sua prática explora noções de controle sobre matéria e a tradução física do corpo sobre desejo, vontade e intenção.

Visite a página da artista aqui.

Vídeo produzido pela Do Rio Filmes exclusivamente para o Prêmio PIPA 2023:

Matheus Mestiço, artista autodidata, cresceu ao redor de festejos populares como Folia de Reis e Catopé. Iniciou sua produção artística em 2014, na intenção de resgatar sua ancestralidade afro-indígena. A escolha de sua assinatura artística segue o fenótipo, mas também reivindica o lugar da mestiçagem como uma identidade étnico-racial brasileira pouco explorada. Sua pesquisa evoca elementos primitivos e subjetivos do encantamento, resultantes da contemplação da Natureza e do Tempo como agente polidor das formas. O artista estabelece uma relação com outras concepções de Tempo, como tempo mítico, circular e lógico. Através de diferentes suportes, Mestiço desenvolve uma codificação intuitiva, organizando formas, elementos e instantes que essencialmente se conectam, constituindo assim, uma narrativa pictórica pessoal. Mestiço mostrou seu trabalho pela primeira vez em 2022 na exposição “Despertar do Inconsciente” na Casa Bicho, Rio de Janeiro. Suas obras já fazem parte de coleções privadas.

Visite a página do artista aqui.

Vídeo produzido pela Do Rio Filmes exclusivamente para o Prêmio PIPA 2023:

Acompanhe o site e as redes sociais do Prêmio PIPA para conhecer a cada semana novas páginas de artistas indicados, e para assistir às suas vídeo-entrevistas.



O PIPA respeita a liberdade de expressão e adverte que algumas imagens de trabalhos publicadas nesse site podem ser consideradas inadequadas para menores de 18 anos. Copyright © Instituto PIPA