Eliana Brasil

Confira páginas e vídeo-entrevistas de artistas participantes do PIPA 2021

As páginas dos artistas indicados ao Prêmio PIPA são gradualmente alimentadas com conteúdo referente aos seus trabalhos. Cada participante tem uma página, na qual há informações sobre sua trajetória, além de imagens, textos e/ou vídeos sobre suas obras. Essas páginas servem como um catálogo da arte contemporânea brasileira e pode ser atualizada pelo artista a qualquer momento.

Neste post, apresentamos páginas de alguns dos 64 nomes do PIPA 2021 para que você saiba mais sobre eles:

Ana Hortides

Artista visual e pesquisadora. Doutoranda em Arte, Experiência e Linguagem na UERJ, Mestre em Estudos Contemporâneos das Artes na UFF (2016), na qual se Graduou em Produção Cultural (2012). Pesquisa e constrói uma poética em torno das questões políticas e sociais que envolvem a casa e o íntimo, a partir do ponto de vista de quem nasceu e cresceu no subúrbio carioca, problematizando de forma material e conceitual o que chama de uma potência política do doméstico.

Vídeo produzido pela Do Rio Filmes exclusivamente para o Prêmio PIPA 2021:

ASCURI

Associação Cultural dos Realizadores Indígenas (ASCURI) é um grupo de jovens realizadores/produtores culturais indígenas de Mato Grosso do Sul que busca, por meio da linguagem cinematográfica e das novas tecnologias de comunicação, desenvolver estratégias de formação, resistência e fortalecimento do jeito de ser indígena tradicional.

Vídeo produzido pela Do Rio Filmes exclusivamente para o Prêmio PIPA 2021:

Eliana Brasil

A artista visual é graduada em Artes Visuais pela UFPR (2019). Integra o Coletivo Ero Ere Mulheres Artistas, junto a outras artistas negras em Curitiba. Apresenta em seus trabalhos questões pertinentes à memória, afetividade e pertencimento. Sua poética também aborda a autoafirmação e a construção de identidade da mulher preta. Eliana Brasil se expressa por meio da performance, pintura e de instalações têxteis, pensando as possibilidades de intersecção da arte têxtil com as linguagens da pintura e escultura. Ativista da identidade racial e pertencimento da população negra, integra desde 2016 a Rede de Mulheres Negras do Paraná – RMN-PR.

Vídeo produzido pela Do Rio Filmes exclusivamente para o Prêmio PIPA 2021:

Elisa Arruda

Elisa Arruda (1987) é uma artista visual nascida na região amazônica. É Mestre em Arquitetura e Urbanismo pela FAUUSP (2017) e atualmente vive e trabalha entre Belém e São Paulo.

Vídeo produzido pela Do Rio Filmes exclusivamente para o Prêmio PIPA 2021:

Genilson Guajajara 

Meu nome é Genilson Guajajara sou da Aldeia Piçarra Preta, terra indígena Rio Pindaré\MA quero falar um pouco sobre o mundo da fotografia, como ela chegou na minha vida a as pessoas que mais contribuíram para que isso acontecesse, foram pessoas que apareceram na minha vida no ramo da educação e quando apareceu as oportunidades de estar participando da formação política organizada pela rede Justiça nos trilhos do GEDMMA, que desenvolve oficina dentro das comunidades atingidas por grandes empreendimentos.

Um novo mundo foi apresentado para mim porque até então aqui no nosso território não tinha esse tipo de ferramenta assim tão acessível para nós os povos indígenas do território Rio Pindaré, sempre quis registrar a cultura do meu povo, a “festa da menina moça” que é um rito de passagem da moça para a fase adulta.

Em 2019 fizemos a nossa primeira exposição fotográfica na casa do Maranhão, com o tema a festa da Menina moça, no mesmo ano apresentei uma palestra e um curta metragem sobre o ritual da festa da menina moça, no IV Simpósio Nacional de Arte e Mídia na UFMA.

Vídeo produzido pela Do Rio Filmes exclusivamente para o Prêmio PIPA 2021:

Gustavo Silvamaral

Gustavo Silvamaral é bacharel em Artes Visuais pela UNB, nascido em Brasília onde até hoje desenvolve seu trabalho. O artista constrói um diálogo continuo com a linguagem pictórica, independente do suporte que utiliza, se posiciona enquanto pintor. Existe uma insistência em pensar o monocromático, colocando a cor como protagonista do trabalho, pensando sua relação com o espaço. O amarelo de Silva e seus possíveis significados estão sempre sendo negociados entre a obra e quem a olha, ele é potência nele mesmo e na relação que tenciona.

Silvamaral constrói uma pintura que se estende a tudo que vai de encontro ao olhar, se coloca enquanto um observador ativo do mundo, trazendo a realidade como ferramenta primordial, mas uma realidade que se altera dentro dos caprichos do olhar pictórico. Gustavo acumula diversos objetos descartados e os utiliza como referência visual essencial do seu trabalho, catalogando essas materialidades em seus inúmeros cadernos de artista, que são condutores de muitas de suas proposições.

Vídeo produzido pela Do Rio Filmes exclusivamente para o Prêmio PIPA 2021:

Ivã Coelho

Ivã Coelho, vive e trabalha em Salvador/Ba. Graduado em Direito em 2007, desde 2011 assumiu a ficção fotográfica como expressão e experimentação artísticas para escrever, ler e entender um mundo baseado e orientado cada vez mais por imagens. Com formação artística de base autodidata, investe em estudos sobre o pensar fotográfico, usos e possibilidades da imagem na construção de narrativas de caráter existencial, social e de auto representação. Alicerça seus trabalhos em questões perenes do ser humano através de diálogos com as vertentes visuais contemporâneas e, principalmente, com a literatura, a poesia, as teorias do imaginário, os direitos humanos e a filosofia. Toda leitura, toda experiência de vida pode servir de leitmotiv para criar imagens que conterão, dentro ou fora de suas bordas, outras possibilidades de entendimento do que lhe cerca. De algum modo, além de um ato, o fazer fotográfico deve ser um tipo consciência, possibilitando que se esteja no mundo de maneira viva, tanto estética quanto criticamente.

A cada semana, vamos postar novas páginas e vídeos. Fique de olho!



O PIPA respeita a liberdade de expressão e adverte que algumas imagens de trabalhos publicadas nesse site podem ser consideradas inadequadas para menores de 18 anos. Copyright © Instituto PIPA