Adriana Vignoli, 2019, MAB. Foto: Jean Peixoto

Mostra virtual “Obra-Arquivo MAB” apresenta trabalhos que registram a obra de reforma do museu

No próximo dia 21 de abril, quarta-feira, às 11h, vai acontecer o lançamento do catálogo impresso e a abertura da mostra Obra-Arquivo MAB”, projeto em que 18 artistas foram convidados para registrar a obra de reforma do MAB, “com o objetivo de criar um arquivo de memórias poéticas da transformação das ruínas em um espaço que seria entregue à população”. A publicação e a exposição são resultado dessa residência artística realizada em 2019, com a participação dos artistas visuais que moram e produzem em Brasília: Adriana Vignoli, participante do PIPA em Casa, Cintia Falkenbach, Gisel Carriconde Azevedo, Hilan Bensusan, Igu Krieger, Krishna Passos, Leci Augusto, Lino Valente, Lis Marina Oliveira, Luciana Ferreira, Mário Jardim, Matias Mesquita, Maurício Chades, Nivalda Assunção, Raísa Curty, Suyan de Mattos, Valéria Pena-Costa e Yana Tamayo.

Em 2019, durante o período das obras, os artistas foram divididos em três grupos para acompanhar por algumas semanas todo o processo de revitalização do espaço. Idealizado por Gisel Carriconde Azevedo, o projeto tem curadoria e acompanhamento crítico de Cinara Barbosa. Devido às medidas restritivas para o combate à pandemia, tanto o lançamento do catálogo como a inauguração da mostra coletiva dos trabalhos serão realizadas online pelo canal do projeto no Instagram @obraarquivomab. A mostra coletiva segue até 20 de maio, e como parte da programação serão realizadas mesas-redondas com os artistas, com transmissão pelo canal do Youtube do projeto. Os encontros ficarão gravados e poderão ser acessados após o fim das transmissões. Vídeos da curadora geral Cinara Barbosa e da idealizadora do projeto e curadora da mostra virtual Gisel Carriconde Azevedo apresentarão o projeto de residência, o catálogo e a mostra virtual. A participação é gratuita e livre para todos os públicos. O vídeo ficará no IGTV do projeto e poderá ser acessado a qualquer momento.

De acordo com Cinara Barbosa, a curadoria do projeto assumiu novos parâmetros para criar um “livro-exposição”, que registra e preserva a memória por meio das linhas de pesquisa dos artistas em 2019. “A residência teve um caráter especial, uma vez que os artistas moram na cidade e experimentaram a vivência no espaço de reforma e construção do canteiro de obra no museu”, ressalta a curadora. O acompanhamento crítico buscou preservar a especificidade das linhas de pesquisa de um e de outro, uma vez que ao longo da residência os artistas se encontraram e produziram no mesmo espaço ao mesmo tempo. “No canteiro de obras, eles mergulharam na possibilidade do estranhamento com o espaço e do espaço com a cidade. Foi um processo de ativação de memórias de forma ampla”, diz a curadora.

Mostra coletiva, mesas-redondas virtuais

Mostra virtual Obra-Arquivo MAB”, com Adriana VignoliMatias Mesquita e Yana Tamayo
Instagram @obraarquivomab
De 21 de abril a 20 de maio, 2021

Três mesas-redondas
Canal do projeto no Youtube shorturl.at/pvxDH
No dia 29 de abril, quinta-feira, às 19h30, acontece a mesa-redonda 1 com a participação dos artistas Adriana Vignoli, Igu Krieger, Krishna Passos, Lis Marina, Matias Mesquita e Hilan Bensusan
mesa-redonda 2, no dia 6 de maio, quinta-feira, às 19h30, traz os artistas Luciana Ferreira, Mário Jardim, Maurício Chades, Valéria Pena-Costa, Lino Valente e Yana Tamayo
Na quinta-feira, 13 maio, às 19h30, Suyan de Mattos, Leci Augusta, Cintia Falkenbach, Nivalda Assunção, Gisel Carriconde Azevedo e Raísa Curty participam da mesa-redonda 3



O PIPA respeita a liberdade de expressão e adverte que algumas imagens de trabalhos publicadas nesse site podem ser consideradas inadequadas para menores de 18 anos. Copyright © Instituto PIPA