Conheça novas obras adquiridas pelo Instituto PIPA

O Instituto PIPA continua com sua missão de criar um acervo representativo da arte contemporânea produzida no Brasil a partir de 2010 ( ano de lançamento  do Prêmio PIPA). Tem como fatores  para direcionar as aquisições, que as obras sejam de artistas que já participaram do Prêmio PIPA, e que dialoguem com o amplo e atual tema “Deslocamento”.

Em 2020, entre as novas obras adquiridas, estão quatro instalações de Ana Paula Oliveira e uma pintura de André Griffo.

André Griffo, é um artista do Rio de Janeiro que foi indicado ao Prêmio PIPA nos anos de 2014, 2018 e 2019. Em 2018, o Instituto já havia adquirido duas pinturas do artista para a coleção: “O Golpe, a prisão e outras manobras incompatíveis com a democracia” e “Aproximação Forçada”. A primeira foi emprestada pelo Instituto para participação em exposições em outras instituições.

Seus trabalhos são reflexões relacionadas à sociedade brasileira. As pequisas de imagens para seus trabalhos são feitas através de visitas em diferentes espaços urbanos. A mais recente aquisiçào foi uma pintura em grande escala que chamou atenção do conselho do Instituto quando foi apresentada em vídeo para o PIPA Em Casa ( apoio emergencial no período de isolamento social, causado pelo Covid 19).Veja os detalhes a seguir:

André Griffo, “O vendedor de miniaturas”, 2020, tinta e pastel óleo, lápis de cor e grafite s/ lona, 177 x 223 cm

Veja o vídeo do quadro:

 

Ana Paula Oliveira, artista mineira residente em São Paulo, foi indicada ao Prêmio PIPA em 2010 e 2014. Em 2010 foi eleita a primeira vencedora do PIPA Online. Em 2017, doou espontaneamente para o Instituto o livro objeto “Vouindo”, Livro de artista resultado do Prêmio Edital Proac 2016. O Instituto sempre acompanhou oo trabalho da artista e finalmente em 2020 adquiriu as 4 obras abaixo.

Ana Paula Oliveira cria, com suas esculturas e instalações, situações de tensão e equilíbrio entre materiais ora muito brutos, ora muito delicados. Seus trabalhos parecem nos colocar num estado de suspensão, testemunhas de um desastre que está prestes a ocorrer, mas incapazes de ter qualquer tipo de controle sobre o que se apresenta. A artista provoca diversos tipos de encontros em suas peças e instalações, como por exemplo entre animais – vivos, taxidermizados ou fundidos em chumbo e toras de madeira, blocos de ferro ou placas de vidro; contrapondo, através de gestos ou situações violentas, a leveza de um à força do outro.”

Ana Paula Oliveira

  • “Porninho”, 2013, vidro e ninho de passarinho metalizado, 40x140cm
  • ‘Da série Vistanã”, 2016, vidro e pássaro taxidermizado, 100x40cm
  • ‘Da série Vistanã”, 2013, vidro e pássaro taxidermizado, 60x60cm
  • “Indo adentro”, 2010, metal e pássaro taxidermia, 90x180cm

 



O PIPA respeita a liberdade de expressão e adverte que algumas imagens de trabalhos publicadas nesse site podem ser consideradas inadequadas para menores de 18 anos. Copyright © Instituto PIPA