“Efeito Tyndall”, com Alexandre Brandão, agora online

(São Paulo, SP)

Utilizando a metáfora do efeito Tyndall – efeito óptico de espalhamento da luz que torna visíveis partículas de poeira suspensas no ar através de uma réstia luminosa – cinco artistas se propõem a “tornar o invisível visível”. Em “Efeito Tyndall”, na Galeria Central, Adriana Affortunati Martins, Alexandre Brandão, C.L. Salvaro, Jurgen Ots e Nicolas Bourthoumieux lançam mão de objetos, formas e matérias que explorem significados diferentes daqueles que assumem inicialmente. A mostra agora está disponível online pelo link https://www.centralgaleria.com/efeito-tyndall/

Alexandre Brandão usa matérias brutas (luz, calor e reações do tempo) para apontar a tensão que surge quando elas são manipuladas. Na série “Estudo Cítrico”, por exemplo, as letras de um alfabeto minimalista viram ferramentas de desenho e na obra “Tectônica”, a passagem do tempo cria fissuras na realidade que remetem a solos desérticos.

De acordo com a descrição da coletiva, “os artistas de O Efeito Tyndall oferecem para a matéria resíduos e escombros da nossa civilização em uma nova ressonância. Sem usar artifícios, eles evidenciam não somente os elementos usados, mas também as suas propriedades metafóricas, da mesma forma que a linguagem escrita contém, além da seu significado primeiro, ideias maiores que ultrapassam a mera descrição. Nas suas obras, o tempo, a relação entre o humano, a natureza e o manufaturado aparecem como as camadas deixadas pelas marés, em arranjos intuitivos fugindo da monumentalidade para privilegiar a presença individual das formas e do que existe além das aparências”.

“Efeito Tyndall”, coletiva online com Adriana Affortunati Martins, Alexandre Brandão, C.L. Salvaro, Jurgen Ots e Nicolas Bourthoumieux
Link: https://www.centralgaleria.com/efeito-tyndall/

Galeria Central
Bento Freitas, 306, Vila Buarque, São Paulo
seg – sex 11-19h / sáb 11-17h
+55 11 2645 4480
info@centralgaleria.com

 



O PIPA respeita a liberdade de expressão e adverte que algumas imagens de trabalhos publicadas nesse site podem ser consideradas inadequadas para menores de 18 anos. Copyright © Instituto PIPA