“Omissíssimo” explora enigmas, mitos e mistérios em trabalhos artísticos

(Rio de Janeiro, RJ)

“omissíssimo”, o maior palíndromo da língua portuguesa, explora trabalhos artísticos em que enigmas, mitos e mistérios são testados. Do dia 13 de fevereiro a 04 de abril, na Galeria Athena, em Botafogo, Alan Sierra, Kamilla Langeland, Maria Antelman, Sjur Eide Aas e Tatiana Grinberg utilizam jogos de espelho, corpos híbridos, fendas, objetos flutuantes, luas, esferas translúcidas, amuletos e elementos naturais na exposição. 

A artista carioca Tatiana Grinberg apresenta “Cortes”, orifícios que atravessam uma chapa de aço que se estilhaça no piso da galeria. A forma das perfurações indicam serem causadas por extremidades de um corpo humano que não mais habita o objeto. Os fragmentos que pousam no chão atravessam a arquitetura do espaço assim com a chapa foi atravessada. Os objetos refletem o piso, paredes, os visitantes e outras obras. 

Em tempos onde ideias obscurantistas assombram o campo sociopolítico, parece contraditório falar na importância da preservação do mistério. Mas uma ideia fundamental para as artes é de que nem tudo deve ser examinado à luz da ciência, e que há diferença entre conhecimento e informação. Um pensamento milenar que convida a um mergulho em superfícies auto reflexivas. Assim como um dos mais conhecidos aforismas de Delfos ‘Conheça a si mesmo’ pode, e deve segundo Sócrates, ser interpretado como ‘Olhe para si mesmo'”, segundo o release da exposição. 

“omissíssimo”, coletiva com Alan Sierra, Kamilla Langeland, Maria Antelman, Sjur Eide Aas, Tatiana Grinberg
De 13 de fevereiro a 04 de abril, 2020

Galeria Cavalo
Rua Sorocaba 51, Botafogo, Rio de Janeiro, RJ, Brasil
Horário de visitação: de terça a sexta-feira, das 12h às 20h. Sábados, das 13h às 17h
Tel.: +55 21 2267-7654

 


O PIPA respeita a liberdade de expressão e adverte que algumas imagens de trabalhos publicadas nesse site podem ser consideradas inadequadas para menores de 18 anos. Copyright © Instituto PIPA