Arthur Scovino de portas abertas em “Casa de Caboclo – Av. São João”

O artista Arthur Scovino apresenta a individual “Casa de Caboclo – Av. São João”, mostra com obras relacionais que ocupam sua própria casa. De 14 de novembro a 14 de dezembro, o público poderá assistir a perfomances e observar produções em constantes transformações, e o espaço pode ser visitado gratuitamente.

O apartamento-obra fica no Prédio do Banharão, na Avenida São João, no Centro de São Paulo, mas essa não é a primeira versão do trabalho. A “Casa de Caboclo” foi concebida especialmente para a 31ª Bienal de São Paulo, em 2014, e, no ano seguinte, participou das exposições de obras selecionadas da Bienal em Belo Horizonte e Cuiabá. Na versão atual da Casa, não há apenas os trabalhos anteriores já vistos: estes continuam na exposição com propostas de participação do público, mas a mostra também foi recriada com novas obras. Fotografias, vídeos, objetos, desenhos e performances estão presentes como formas de expressão do artista.

Sobre o elemento principal da mostra, Scovino explica: “A casa como metáfora esteve em minhas criações e exposições desde 2014, quando na Bienal da Bahia desenhei as bases para construir as obras relacionais que se desenvolveram em várias cidades desde então”. O termo “obras relacionais”, que Scovino utiliza, remete àquelas que reavaliam nossa relação com o ambiente que nos cerca, principalmente o meio urbano. O artista ainda comenta sobre as experiências prévias com o trabalho agora exposto: “A colaboração do público foi fundamental no processo da obra ‘Casa de Caboclo’ apresentada na Bienal de São Paulo e São Jorge Elevador, criada na Bienal da Bahia e exibida esse ano na exposição ‘À Nordeste’ no Sesc 24 de maio”.

“Casa de Caboclo – Av. São João”, individual de Arthur Scovino
De 14 de novembro a 14 de dezembro

Av. São João, 1113, apt.11. República, São Paulo
Quintas e sextas, das 11h às 18h; sábados, das 10h às 13h
Visitação gratuita



O PIPA respeita a liberdade de expressão e adverte que algumas imagens de trabalhos publicadas nesse site podem ser consideradas inadequadas para menores de 18 anos. Copyright © Instituto PIPA