Luiz Monken, "Pontos Pretos", 2008

Exposição explora a noção de tensão nas esculturas de 10 artistas

(Rio de Janeiro, RJ)

A Galeria Mercedes Viegas abre amanhã, 22 de fevereiro, a exposição “A-Tensão”, com esculturas de 10 artistas, incluindo José Resende, membro do Comitê de Indicação do Prêmio PIPA 2014.

Centrada na ideia de instabilidade, a exposição explora a noção de tensão, que atravessa todas as obras. A tensão aparece na forma como os trabalhos se sustentam, sejam apoiados contra a parede, pendendo do teto, no chão ou equilibrando-se em si mesmos; também está na maneira como os materiais que formam a obra dialogam em conjunto. Da delicadeza de “Gota”, escultura de Daniela Antonelli constituída de materiais como osso, couro e sementes que pendem do teto por um fio de linha, até as esculturas de Tunga e Ivens Machado, mais robustas e corpulentas, a tensão costura os trabalhos expostos, criando um diálogo entre eles. 

“A-Tensão”, coletiva com Angelo Venosa, Carlos Bevilacqua, Cristina Lapo, Daniela Antonelli, Frida Baranek, Ivens Machado, José Damasceno, José Resende, Julio Villani, Luiz Monken e Tunga
Curadoria de Mercedes Viegas
Em cartaz de 22 de fevereiro até 22 de março de 2018

Mercedes Viegas Arte Contemporânea
Rua João Borges, 86 – Gávea
Funcionamento: seg – sex, 11h às 19h; sáb, 15h às 19h
T: (21) 2294 4305
galeria@mercedesviegas.com.br



O PIPA respeita a liberdade de expressão e adverte que algumas imagens de trabalhos publicadas nesse site podem ser consideradas inadequadas para menores de 18 anos. Copyright © Instituto PIPA