Leandro Lima e Gisela Motta, "A Espera"

“Tempo presente” estimula a experiência de coletividade e troca com o público

(São Paulo, SP)

“O presente é tão grande, não nos afastemos. Não nos afastemos muito, vamos de mãos dadas”. O trecho do poema “Mãos dadas”, de Carlos Drummond de Andrade, é inspiração por trás da exposição que começa na próxima terça, 31 de outubro, no Espaço Cultural Porto Seguro, reunindo os trabalhos de Laura Vinci, Laura Belém, Leandro Lima e Gisela Motta, NazarenoOpavivará, Raquel Kogan, Tomie Ohtake. A coletiva convoca a presença física, afetiva e intelectual do seu público através do convite à interação com as obras, à experiência coletiva, à troca e ao uso dos próprios sentidos como meio de dar sentido.

Espalhadas por ambientes diferentes do Espaço Cultural Porto Seguro, as instalações dos sete artistas estimulam, cada uma a sua maneira, não só uma aproximação entre público e obra, mas entre os próprios visitantes. O coletivo Opavivará instalou, no segundo andar do Espaço, uma gigantesca rede onde os visitantes podem se sentar e interagir entre si. Chama ironicamente de “A rede social”, ela, feita de pano, se opõe às conexões meramente virtuais geradas pela tecnologia. Evocando o mito grego de Narciso e as atuais selfies, Nazareno torna literalmente o visitante parte da obra, refletindo-o nela através de espelhos.

No térreo, a instalação de Leandro Lima e Gisela Motta permite que o público, se preferir, veja a obra “de dentro”, uma vez que os mesmos bancos que fazem parte da vídeo-instalação podem ser usados pelos visitantes. A cortina de fumaça de Laura Vinci preenche de mistério e incerteza a rampa de acesso ao mezanino, cuja parede de vidro se abre para a rua e convida os passantes a investigar o espaço. Raquel Kogan também brinca com o espaço, incitando os visitantes a imprimir, calçando sapatos especiais, citações sobrepostas. Por fim, Laura Belém traz uma experiência sensorial completa, evocando questões sobre deslocamento, tempo, cultura e memória.

– Queríamos uma exposição contemporânea, que trouxesse um dos fatores cruciais a toda experiência poética: os sentidos –, explicam os curadores Amanda Dafoe e Rodrigo Villela. – Ao mesmo tempo, queríamos que esse tipo de experiência mostrasse que todo ser humano é dotado de uma poética e que é na relação com seu entorno, tempo e espaço que isso acontece. É assim também que podemos refletir com mais profundidade sobre as questões de cada época.

“Tempo presente”, coletiva com Laura Vinci, Laura Belém, Leandro Lima e Gisela Motta, NazarenoOpavivará, Raquel Kogan, Tomie Ohtake
Curadoria de Amanda Dafoe e Rodrigo Villela
Em cartaz de 31 de outubro até 17 de dezembro de 2017

Espaço Cultural Porto Seguro Alameda
Barão de Piracicaba, 610 – Campos Elíseos
Funcionamento: ter – sáb, 10h às 19h; dom, 10h às 17h
T: (11) 3226-7361
oi@espacoculturalportoseguro.com.br

 



O PIPA respeita a liberdade de expressão e adverte que algumas imagens de trabalhos publicadas nesse site podem ser consideradas inadequadas para menores de 18 anos. Copyright © Instituto PIPA