“Ocidente”, individual de Felipe Cohen, termina esta semana

(São Paulo, SP)

Estes são os últimos dias para conferir a individual de Felipe Cohen, “Ocidente”. Em cartaz na Galeria Millan desde o fim de novembro, a mostra do paulista quatro vezes indicado ao Prêmio PIPA utiliza-se de elementos geométricos para investigar o gênero pictórico da paisagem.

Arranjados como se de acordo com um jogo – a técnica, que lembra o Tangram chinês, já foi vista em “Chão ou Vão”, de 2013 – triângulos são os protagonistas da série “Luz Partida”, criando paisagens compostas por mares, montanhas, sóis e céus minimalistas. Já “Ocaso #3”, “Lago” e “Ocidente” combinam materiais como MDF, feltro e vidro a formas geométricas para criar objetos que mimetizam acidentes naturais.

Por último, aparecem os círculos: o artista encaixou confetes de papel coloridos em buracos rasos no chão, dotando o confete, símbolo da efemeridade, de uma qualidade de permanência. Um conflito entre o tempo do dia-a-dia e o tempo imaterial presente na poética de Cohen desde o princípio.

Veja algumas reproduções da série “Luz Partida”, exibidas em “Ocidente”, na galeria abaixo:

“Ocidente”, de Felipe Cohen
De 23 de novembro a 20 de dezembro de 2016

Galeria Millan
Rua Fradique Coutinho, 1360 – São Paulo
T: (11) 3031-6007
Funcionamento: ter – sex, 10h às 19h; sáb, 11h às 18h



O PIPA respeita a liberdade de expressão e adverte que algumas imagens de trabalhos publicadas nesse site podem ser consideradas inadequadas para menores de 18 anos. Copyright © Instituto PIPA