Novos vídeos exclusivos | Assista às entrevistas com artistas indicados ao PIPA 2015

Esta semana divulgamos quatro entrevistas exclusivas do Prêmio. Conversamos com Fernando Lindote (Santana do Livramento, RS, 1960), Gustavo Von Ha (Presidente Prudente, SP, 1977), Lucia Laguna (Campos dos Goytacazes, RJ, 1941) e Raïssa de Góes (Rio de Janeiro, RJ, 1976).

Assista às entrevistas:

Fernando Lindote

O artista Fernando Lindote foi indicado ao PIPA pela primeira vez este ano e, ao longo de sua carreira, realizou diversas instalações, performances, pintura, fotografia, vídeo, desenho e escultura para espaços institucionais e urbanos.

Neste vídeo Lindote, que cresceu em Santana do Livramento, na fronteira com o Uruguai, relata que aos 13 anos começou a desenhar cartum para um jornal local. “Fazer cartum naquele momento era exercitar um tipo de opinião no jornalismo dentro da situação da ditadura. O que não ia para o editorial era possível fazer através do cartum ou do quadrinho.”

O artista fala ainda de como seu trabalho foi se transformando a partir de suas reflexões, do espaço que usa como ateliê e que fica ao lado de sua casa e da sua relação com a pintura e o desenho.

Assista ao vídeo:



Saiba mais sobre a obra e carreira de Fernando Lindote, acesse a página do artista.

Gustavo Von Ha

A produção de Gustavo Von Ha (indicado ao PIPA pela primeira vez nesta edição) desenvolve-se a partir de uma pesquisa sobre os tênues limites entre realidade e ficção, arte e mercado, produção autoral e indústria cultural dentro do contexto da arte contemporânea. Essas questões também problematizam o papel do artista nos dias de hoje.

Nesta entrevista exclusiva, Von Ha conta que utilizou a câmera lúcida (um instrumento medieval) nas séries “Projeto Leonilson” e “Projeto Tarsila”, em que reproduz imagens de artistas importantes da História da Arte brasileira. “Antes da internet, da era digital, a imagem, a cada cópia, a cada replicação, ia se transformando, ou perdendo qualidade ou virando outra imagem. Hoje em dia uma imagem pode ser reproduzida na internet um milhão de vezes e é exatamente a mesma imagem.”

Na entrevista o artista fala também da produção de trailers em que “divulga” filmes inexistentes e que chegaram a ser confundidos pelo público e por alguns veículos como sendo de filmes reais. “Mesmo com todos os dados e dizendo que esse filme não existe, fica uma certa dúvida”.

Assista ao vídeo:



Saiba mais sobre a obra e carreira de Gustavo Von Ha, acesse a página do artista.

Lucia Laguna

Quatro anos após a primeira indicação e conceder sua primeira entrevista ao Prêmio, a artista e professora de Literatura Brasileira, Portuguesa e Latina, Lucia Laguna, fala novamente com exclusividade para o PIPA.

Neste vídeo, ela conta como começou a pintar aos 54 anos e como acontece a construção de suas obras que são iniciadas a partir de exercícios propostos aos seus assistentes. Laguna relata que suas principais temáticas são o seu entorno, o subúrbio do Rio de Janeiro, sua casa, seu ateliê, o jardim e a paisagem de sua janela.

Assista ao vídeo:



Para saber mais sobre Lucia Laguna, ver imagens de suas obras, outros vídeos e informações sobre sua carreira, acesse a página da artista.

Raïssa de Góes

O trabalho de Raïssa de Góes é voltado para a pesquisa da ligação entre imagem e palavra. Trabalhando há seis anos com a temática do esquecimento, a artista – que está na França fazendo doutorado sobre o tema – fala ao PIPA pela primeira vez.

Góes fala sobre as obras “Desaparecidos” (2011), em que trabalha com projeção de negativos das fotos de desaparecidos políticos do Brasil durante a ditadura, e “Diário” (2007 – 2011), primeira obra desenvolvida pela artista com o tema do esquecimento, na qual transferiu para uma fita corretora todas as letras do diário de Katherine Mansfield, escritora neozelandesa que viveu entre 1888 e 1923.

“As páginas do livro não ficaram totalmente em branco, elas ficaram com o vazio da letra (…) as palavras continuam como vazios. (…) Eu consegui perceber que mesmo quando se opera o apagamento do esquecimento, ainda resta escrita. E é isso que eu tenho perseguido: ou uma escrita que seja imagem, ou que seja texto mesmo.”

Assista ao vídeo:



Para saber mais sobre Raïssa de Góes, ver imagens de suas obras, outros vídeos e informações sobre sua carreira, acesse a página da artista.

Anualmente os artistas que participam do PIPA são convidados a gravar uma entrevista em vídeo com exclusividade para o Prêmio. Com elas conhecemos melhor os artistas, suas carreiras, ideias e motivações. As entrevistas são produzidas pela Matrioska Filmes.

Para assistir aos outros vídeos e conhecer mais sobre os artistas indicados nesta edição, acesse a página dos vídeos de 2015.



O PIPA respeita a liberdade de expressão e adverte que algumas imagens de trabalhos publicadas nesse site podem ser consideradas inadequadas para menores de 18 anos. Copyright © Instituto PIPA