Daily Archives: 24 de abril de 2015

Veja a programação completa do MAM-Rio

(Rio de Janeiro, RJ) Segue em cartaz no MAM-Rio a mostra “Poucas e Boas…!” que apresenta uma seleção de trabalhos da coleção do Museu que remetem à história da arte do século XX e se articulam com a exposição permanente “Genealogias do Contemporâneo”. Também em exibição, “Mutações”, de Matías Duville traz 103 obras do artista argentino realizadas entre 2002 e 2015. Além de outras mostras e da programação educativa, os visitantes podem assistir esta semana na Cinemateca aos últimos filmes da mostra sobre o Cinema Novo Alemão.

Coletiva “Encruzilhada” reúne 115 trabalhos de 74 artistas

(Rio de Janeiro, RJ) Afonso Tostes, Alexandre Mazza, Ana Mazzei, André Komatsu, Antonio Dias, Armando Queiroz, Berna Reale, Beto Shwafaty, Cao Guimarães e Rivane Neuenschwander, Carla Zaccagnini, Carlos Vergara, Chico Fernandes, Cinthia Marcelle e Tiago Mata Machado, Daniel Steegmann Mangrané, Ivan Grilo, Joana Traub Csekö, Laura Lima, Lenora de Barros, Luiz Braga, Marcos Chaves, Maria Laet, Mauro Restiffe, Milton Marques, Nazareno Rodrigues, OPAVIVARÁ!, Paulo Nazareth, Rafael RG, Raquel Versieux, Regina Parra, Renata Lucas, Rodrigo Braga, Vivian Caccuri e Waltércio Caldas são alguns dos 74 nomes presentes na mostra que é parte do programa Curador Visitante da Escola de Artes Visuais do Parque Lage.

0

Leia a entrevista de Ayrson Heráclito para o Marina Abramovic Institute

Ayrson Heráclito foi um dos oito artistas selecionados para apresentar performances ao vivo durante “Terra Comunal – Marina Abramovic + MAI”. A performer Marina Abramovic e as curadoras Paula Garcia e Lynsey Peisinger selecionaram oito artistas brasileiros para integrar o MAI Presents, uma das seções presentes na exposição. Heráclito foi entrevistado sobre seu trabalho e sua experiência na mostra pelo escritor e curador Ulisses Carrilho para o Marina Abramovic Institute. Leia a entrevista.

Visita guiada como o artista | “Tombo”, individual de Rodrigo Braga

(Rio de Janeiro, RJ) Rodrigo Braga criou a instalação “Tombo” especialmente para o vão central da Casa França-Brasil. Ali, estarão dispostas no chão mais de 15 toras de aproximadamente cinco metros de comprimento cada, segmentadas de cinco palmeiras imperiais centenárias. O site specific provoca uma imediata relação com as 24 colunas internas do espaço, um dos marcos neoclássicos do país, construído em 1820 pelo arquiteto francês Grandjean de Montigny. O artista realizará uma visita guiada pela exposição somente neste final de semana.

Mostra dos indicados ao Prêmio Marcantonio Vilaça, coletiva com participações de diversos artistas

(São Paulo, SP) A 5ª edição do Prêmio Marcantonio Vilaça para as Artes Plásticas acontece hoje em São Paulo e terá pela primeira vez uma mostra coletiva com obras dos 30 artistas selecionados. Entre eles, estão Bárbara Wagner, Berna Reale, Beto Shwafaty, Cinthia Marcelle, Daniel Acosta, Gê Orthof, Grupo EmpreZa, Jorge Menna Barreto, Lais Myrrha, Lia Chaia, Lourival Cuquinha, Mabe Bethônico, Marcelo Moscheta, Milton Marques, Otavio Schipper, OPAVIVARÁ!, Paulo Nazareth, Raquel Stolf, Reginaldo Pereira, Rodrigo Braga , Thiago Martins de Melo, Virginia de Medeiros e Waléria Américo.

Abertura | “Noir – a noite na metrópole”, individual de Antonio Saggese

(Rio de Janeiro, RJ) Antonio Saggese vem captando situações em São Paulo sempre com tomadas noturnas, em uma fotografia alusiva ao cinema noir. Seu trabalho mais recente lida com a fotografia expandida, que nas palavras do fotógrafo significa: “uma fotografia cinética, diversa da cinematografia, em que a cena, pela rarefação ou pela recorrência, resiste ao avançar. Dilatado o corte temporal operado na fotografia, referem-se os fluxos, movimentos sem culminação dramática, bem como a imobilidade dos tempos mortos.”

Acontece hoje o evento de encerramento da ocupação Arte Sonora

(Rio de Janeiro, RJ) O projeto é uma prática artística do duo Franz Manata e Saulo Laudares que, ao longo de seis anos, deixou de ser apenas um workshop com happening em seu encerramento e se transformou numa plataforma de pesquisas, ações, gravação de programas sobre o tema para veiculação online com a participação de importantes artistas e pensadores brasileiros. Hoje, em um castelo na Zona Sul do Rio de Janeiro, acontece o encerramento com programação a partir das 19h30.

“Reminiscências” apresenta trabalhos inéditos de Renato Pera

(São Paulo, SP) Das arquiteturas sugeridas por Renato Pera alcançam-se horizontes que não pertencem à cidade. O pensamento sobre os processos – matemáticos e humanos – que constroem nossas cidades imbuiu no artista discursos pregressos e presentes criando uma tempestade. Entre a tradição que construiu o mundo contemporâneo com todos os seus problemas e a inovação incessante que não permite a sedimentação de nada além da informação cotidiana; Renato parece guardar da primeira suas intenções e da segunda a dúvida constante: Quando parar?

O PIPA respeita a liberdade de expressão e adverte que algumas imagens de trabalhos publicadas nesse site podem ser consideradas inadequadas para menores de 18 anos. Copyright © Instituto PIPA