Esta semana no MAM-Rio

EXPOSIÇÕES

Limiares – A Coleção Joaquim Paiva no MAM
Prorrogada até 22 de março de 2015 | curadoria Luiz Camillo Osorio e Marta Mestre
Somente sábado, dia 24, às 17h: visita guiada e conversa entre Marta Mestre, o colecionador Joaquim Paiva e o público, numa troca de idéias sobre fotografia, curadoria e colecionismo.
Basta retirar a sua senha na bilheteira do MAM-Rio.

Sobre a mostra:
Em 2005, sob a forma de comodato, o MAM passou a abrigar a Coleção Joaquim Paiva que conta atualmente com 1.963 trabalhos de fotógrafos brasileiros e estrangeiros, adquiridos a partir do início dos anos 80. Trata-se de um importante acervo que incorpora diferentes espectros artísticos, desde a fotografia clássica, o retrato, a reportagem, as práticas documentais contemporâneas ou os tangenciamentos da fotografia com as artes visuais.

Amilcar de Castro
25 nov 2014 – 08 fev 2015 | curadoria Paulo Sérgio Duarte
A exposição apresenta um resumo da obra de Amilcar de Castro dividida em quatro núcleos: Esculturas ao ar livre – esculturas monumentais na área externa do l; Núcleo a escultura e o método – no interior do prédio estarão expostas esculturas de diferentes portes; Núcleo de desenhos – obras de grande escala sobre tela e obras de menor porte sobre papel; Núcleo Gráfico – como designer gráfico, Amilcar realizou um papel revolucionário, assumindo o papel de principal artífice da reforma gráfica do Diário do Rio de Janeiro, o Jornal do Brasil.

Caneta, Lente & Pincel
06 dez 2014 – 01 fev 2015 | curadoria Vivian Faingold e Renato Amado
O coletivo multiartístico sai da sua plataforma virtual para expor obras inéditas, em uma mostra em que a própria exposição também é obra, reiterando seu caráter polifônico, multidisciplinar e colaborativo, em uma ação artística expandida e contemporânea.

Operação Condor – João Pina
18 dez 2014 – 22 fev 2015 | curadoria Diógenes Moura
Foi depois de fotografar ex-presos políticos portugueses que João Pina passou a conhecer e a pesquisar a Operação Condor, o plano secreto que “irmanou” seis países latino-americanos durante a Guerra Fria. Sua lente funcionou como um olho a observar os efeitos que esse longo período da ditadura provocou em nossa sociedade, em alguns sobreviventes e nos familiares. Estamos diante da nossa própria história. Resta-nos saber que tipo de justiça queremos.

IMAGENS DA ESCURIDÃO E DA RESISTÊNCIA: repressão, exclusão e opressão
18 dez 2014 – 22 fev 2015 | curadoria Luiz Camillo Osorio
A história do Brasil e do Rio de Janeiro é marcada por tensões sociais e pela luta por direitos e pelo acesso à cidadania. Nossa democratização enfrenta um passado escravocrata e patriarcal que parece manter-se inabalável. Os artistas situam-se no interior dessa luta buscando reconfigurar formas de ver e transformar a realidade, solidarizando-se com a parte dos excluídos e com a resistência a toda forma de opressão. A exposição é um pequena recorte desta luta.

“Resistir ao passado, ignorar o futuro e a incapacidade de conter o presente”
14 jan 2015 – 1 mar 2015 | curadoria Luiz Camillo Osorio e Marta Mestre
O ateliê e as ruas estão presentes no trabalho do artista e nesta exposição, através do uso da vídeo, do livro de artista e do cartaz, testemunhando modos de apreensão da realidade.
A exposição conta ainda com a apresentação de “Equilíbrio I, II e III” do artista Carlos Zilio.

“Genealogias do Contemporâneo” – Coleção Gilberto Chateaubriand
Exposição permanente | curadoria Luiz Camillo Osorio
Totalmente remodelada em abril de 2013 a exposição é dividida em: Brasil visões e vertigens, Cidade partida, Corpos híbridos, Respirações geométricas e Mergulho na coleção: nesta edição é apresentado um conjunto de trabalhos de Arlindo Daibert.

“MAM Sua história, seu patrimônio”
Exposição permanente | curadoria Elizabeth Catoia Varela
Mostra sobre nossa história e a arquitetura. Estão presentes, além da grande maquete do conjunto arquitetônico do museu, materiais gráficos de diversas épocas.

OUTROS EVENTOS

CINEMATECA EM JANEIRO 2015

Chaplin sem Carlitos

Em janeiro a cinemateca exibe uma mostra com longas metragens de Charles Chaplin sem o personagem que o imortalizou – Carlitos. A retrospectiva traz todos os seus filmes sonoros e um mudo, que é o primeiro drama de sua carreira, onde ele preferiu não ser ator.

sex 16
18h30 – Chaplin – Luzes da ribalta (Limelight) de Charles Chaplin. EUA, 1952. Com Charles Chaplin, Claire Bloom, Nigel Bruce. Legendas em português. 137’. Cópia em DVD.
Um comediante falido e uma dançarina com instintos suicidas conseguem encontrar esperança e o sentido de suas vidas, depois que se encontram.
Classificação indicativa – 14 anos.

sab 17
16h – Chaplin – Um rei em Nova Iorque (A King in New York) de Charles Chaplin. Grã-Bretanha, 1957. Com Charles Chaplin, Maxime Audley, Jerry Desmond. Legendas em português. 110’. Cópia em DVD.
Um monarca deposto recentemente se muda para Nova Iorque e acidentalmente vira uma celebridade televisiva. Logo ele é erroneamente acusado de comunista.
Classificação indicativa – 14 anos.

18h – Chaplin – A condessa de Hong Kong (A Countess from Hong-Kong) de Charles Chaplin. Grã-Bretanha, 1967. Com Marlon Brando, Sophia Loren, Sydney Chaplin. Legendas em português. 120’. Cópia em DVD.
Uma descendente da nobreza russa, cuja família fugiu para Hong Kong por conta da revolução soviética, conhece um rico empresário americano.
Classificação indicativa – 14 anos.
.
qui 22
18h30 – Resistir ao passado, ignorar o futuro e a incapacidade de conter o presente – Trocas Bruscas de Vijai Patchineelam. Brasil, 2012, HD video, 22´. O movimento é dado pela sucessão de imagens estáticas e de objetos. Filmado no Jardim Canadá, área tomada pela indústria de mineração com transformação acelerada e pouco planejada. Parte 2 de Vijai Patchineelam, Brasil, 2014, HD video, 15´. Uma visão do bairro Jardim Canadá. Seguindo cães de rua o video retrata a paisagem explorando os terrenos baldios e as ruas do bairro. Sessão retrilhadas por DEDO e Pontogor.
sex 23
18h30 – Chaplin – Casamento ou luxo (A woman of Paris) de Charles Chaplin. EUA. 1923. Com Edna Purviance, Clarence Geldart, Carl Miller. Legendas em português. 78’. Cópia em DVD. Sessão com acompanhamento de piano ao vivo por Cadu.
Primeiro drama da carreira de Chaplin, que preferiu não ser ator no filme. Um homem acaba se apaixonando por uma cortesã.
Classificação indicativa – 14 anos.

sab 24
16h – Chaplin – Monsieur Verdoux de Charles Chaplin. EUA, 1947. Com Charles Chaplin, Mady Correl, Allison Roddan. Legendas em português. 124’. Cópia em DVD.
Homem cínico sustenta sua família se casando e assassinando mulheres ricas por conta do dinheiro.
Classificação indicativa – 14 anos.

18h30 – Chaplin – O Grande Ditador (The great dictator) de Charles Chaplin. EUA, 1940. Com Charles Chaplin, Paulette Goddard, Jackie Oakie. Legendas em português. 125’. Cópia em DVD.
Ditador quer expandir seu império, enquanto um pobre barbeiro judeu tenta escapar da perseguição do regime imposto pelo déspota.
Classificação indicativa – livre.
sab 31
16h – Extra – Lady Snowblood – vingança na neve (Shurayukihime) de Toshiya Fujita. Japão, 1973. Com Meiko Kaji, Toshio Kurosawa, Masaaki Daimon. Legendas em português. 97’. Cópia em DVD.
Filme que inspirou Kill Bill de Quentin Tarantino, baseado no mangá de Kazuo Koike. Mulher é estuprada e espancada por um grupo de ladrões, que assassinam seu marido e seu filho.
Classificação indicativa – 18 anos.

18h – Extra – Lady Snowblood – uma canção de amor e vingança (Shurayukihime:Urami renga) de Toshiya Fujita. Japão, 1974. Com Meiko Kaji, Toshio Kurosawa, Masaaki Daimon. Legendas em português. 89’. Cópia em DVD.
Continuação de Lady Snowblood – vingança na neve.
Classificação indicativa – 18 anos.

EDUCAÇÃO E ARTE

Programa em família dom 15h
Acolhimento de público em geral para visitas ao acervo e às exposições temporárias e desenvolvimento de atividades artístico-educativas nos espaços internos e externos do museu. Livre

Visitas em grupo
Visitas em grupo agendadas

ter a sex 13h e 15h grupos até 40 pessoas
agendamento: atendimento@mamrio.org.br

Programa compreendendo visitas comentadas às exposições, atividades práticas de sensibilização e proposições artístico-educativas.
Elaborado para alunos do ensino formal público e privado bem como ongs, fundações e demais instituições e grupos que trabalhem com educação especial e inclusão social.
Visitas em grupo sem agendamento
qua 16h | sáb e dom 15h
Programa elaborado para os visitantes interessados em acompanhamento comentado às exposições do museu
Programa em família: EU, VOCÊ e o MAM
dom 14h
Acolhimento de público em geral para visitas ao acervo e desenvolvimento de atividades artístico-educativas nos espaços internos e externos do museu.
Em torno de
última quarta-feira do mês, 16h
Conversas, palestras e debates sobre tópicos relacionados ao museu e às artes em geral.
Encontros com arte
qui das 14h às 16h (quinzenal)
agendamento: educarte@mamrio.org.br
Encontros elaborados para diretores, coordenadores que propiciam visitas interativas às exposições, principalmente o acervo permanente, ações artístico-educativas e abordagens metodológicas.
Ação e percepção
último sábado do mês, 16h
agendamento atendimento@mamrio.org.br
Encontros elaborados visando ampliar a acessibilidade ao museu, constando de visita ao acervo e atividades artístico-educativas.
Todas as atividades do programa de educação e arte do MAM são gratuitas

Museu de Arte Moderna Rio de Janeiro
Av Infante Dom Henrique 85, Parque do Flamengo 20021-140 Rio de Janeiro RJ Brasil.
T +55 (21) 3883 5600
www.mamrio.org.br facebook/museudeartemodernarj
twitter/mam_rio

Horários
ter – sex 12h – 18h | sáb, dom e feriados 12h – 19h
A bilheteria fecha 30 min antes do término do horário de visitação.

Ingressos
Exposições R$12,00 (inclui uma sessão gratuita na cinemateca válida no dia da emissão do ingresso).
Maiores de 60 anos e estudantes maiores de 12 anos R$6,00. Domingos ingresso família até 5 pessoas R$12,00.
Cinemateca R$6,00
Maiores de 60 anos e estudantes maiores de 12 anos R$3,00. GRATUIDADES Amigos do l, crianças até 12 anos e funcionários das empresas mantenedoras e parceiras (mediante apresentação de crachá, com direito a um acompanhante) e quartas após às 15h.

Como chegar Referência: O Museu de Arte Moderna está localizado entre o Monumento aos Pracinhas e o Aeroporto Santos Dumont

Ônibus (linhas e pontos)
Da Zona Sul >> Via Parque do Flamengo: 472 (Leme), 438(Leblon),154 (Ipanema), 401 (Flamengo), 422 (Cosme Velho). Ponto na Avenida Beira Mar em frente à passarela.
Via Aterro: 121, 125 e 127 (Copacabana). Ponto na Avenida Presidente Antônio Carlos em frente ao Consulado da França.
Da Zona Norte >> 422 (Tijuca), 472 (São Cristóvão), 438 (Vila Isabel),401 (Rio Comprido). Ponto na Avenida Presidente Wilson, em frente à Academia Brasileira de Letras.
Da Zona Oeste >> Frescão Taquara-Castelo (via Zona Sul). Ponto mais próximo localiza-se na Avenida Presidente Wilson, em frente à Academia Brasileira de Letras.
Metrô: Estação Cinelândia

Acesso a deficientes Cadeiras de rodas, rampas de acesso até os salões de exposição, elevadores e sanitários especiais.

Estacionamento Pago no local 7h – 22h

Para mais informações acesse http://mamrio.org.br.


O PIPA respeita a liberdade de expressão e adverte que algumas imagens de trabalhos publicadas nesse site podem ser consideradas inadequadas para menores de 18 anos. Copyright © Instituto PIPA