Daily Archives: 10 de outubro de 2014

Veja a programação do MAM-Rio para esta semana

(Rio de Janeiro, RJ) Acontece neste sábado (11) a abertura da mostra “Limiares – a Coleção Joaquim Paiva no MAM-Rio”, com obras da coleção que desde 2005 o MAM passou a abrigar em comodato. Atualmente com 1963 trabalhos de fotógrafos brasileiros e estrangeiros, adquiridos a partir do início dos anos 1980. Já a exposição do Prêmio Aquisições Marcantonio Vilaça Funarte 2013 entra nas suas últimas semanas de exibição, com obras de Guilherme Dable, Jimson Vilela, João Modé, Luiza Baldan, Carlos Belivacqua, Eduardo Coimbra, Ernesto Neto e Fábio Baroli. Os visitantes do Museu de Arte Moderna podem ainda conhecer os trabalhos dos finalistas do PIPA 2014 e votar no seu artista favorito para definir o vencedor do Voto Popular Exposição. Veja a programação completa do MAM-Rio.

Abertura “Noite Americana ou Luas Invisíveis” | Mostra individual de Gisele Camargo

(Rio de Janeiro, RJ) “As obras dessa “Noite Americana” são, um convite para um passeio do olhar em suas múltiplas perspectivas. Gisele nos apresenta pontos de vista que conservam a cena, porém nos oferecem a possibilidade livre da edição – ou síntese – dessa paisagem. A lua, mais do que assunto das pinturas, é um tema a mais de fruição da aventura e do experimento que é pintar. Sem esconder o fascínio pelo ícone, não se furta em apontar para o seu lado escuro, pleno de vazio e mistério”, explica Frederico Coelho, curador da mostra.

Mostra coletiva revisita trajetória de artistas contemplados pelo programa Rumos Artes Visuais

(São Paulo, SP) “Singularidades/Anotações – Rumos Artes Visuais 1988-2013” é composta por obras de 35 artistas e apresenta um conjunto heterogêneo de obras que inclui pinturas, gravuras, esculturas, fotografias e instalações interativas. O projeto faz parte da série Rumos Legado, que revisita a trajetória de diversos artistas contemplados pelo programa ao longo de quase duas décadas. Berna Reale, Luiz Roque, Marcelo Moscheta, Rommulo Conceição, Sofia Borges e Tatiana Blass, artistas que participaram de edições diferentes do programa Rumos Artes Visuais e Rumos Arte e Teconologia, estão entre os artistas em cartaz.

“Cenários” e “Transarquitetônica” | Mostras de Vânia Mignone e Henrique Oliveira

(São Paulo, SP) O público paulista tem a oportunidade de visitar duas mostras individuais de dois importantes artistas do cenário da arte contemporânea em um mesmo espaço, simultaneamente. Henrique Oliveira apresenta “Transarquitetônica”, enquanto Vânia Mignone expõe “Cenários”. Para Vânia, a pintura é uma continuação do desenho, da gravura e da colagem, por vezes combinando todos esses meios. Em seus trabalhos, enfatiza a crueza e precariedade dos materiais ao trabalhar com placas de MDF e montar suas composições como peças de um tabuleiro. Henrique propõe uma discussão poética sobre a história da arquitetura, do racionalismo das últimas décadas aos abrigos e cavernas do passado, vencendo o desafio de ocupar os 1600m² de um edifício com forte marca da escultura moderna de Oscar Niemeyer.

31ª Bienal de São Paulo | “Como (…) coisas que não existem”

(São Paulo, SP) Armando Queiroz, Arthur Scovino, Clara Ianni, Virgínia de Medeiros, Thiago Martins de Melo e Yuri Firmeza são alguns dos artistas apresentando projetos recentes ou inéditos na 31ª edição da Bienal, cujo tema é “Como (…) coisas que não existem”, uma invocação poética do potencial da arte e de sua capacidade de agir e intervir em locais e comunidades onde ela se manifesta. O leque de possibilidades para essa ação e intervenção está aberto – uma abertura que é a razão da constante alteração do primeiro dos dois verbos no título, antecipando as ações que poderiam tornar presentes as coisas que não existem.

“Das Viagens, dos Desejos, dos Caminhos”, mostra coletiva com artistas do norte e nordeste

(Vila Velha, ES) “A mostra convida o espectador a percorrer diferentes trilhas, em distintas possibilidades de territorializar/desterritorializar, na construção de novas linhas de fuga por meio do desejo que conduz ao outro lugar. Os caminhos e deslocamentos se amalgamam entre solidão, afeto e ausência”, explica o curador Bitu Cassundé. Entre objetos, instalações, fotografias, pinturas e vídeos, a exposição indaga a questão da territorialidade e suas relações afetivas, de identidade e pertencimento, assim como o “imaginário geográfico” que se legitima por composições sociais, estruturas e estratégias de convivência. Participam da exposição Armando Queiroz, Jonathas de Andrade, Marcone Moreira, Rodrigo Braga, Virginia de Medeiros, Yuri Firmeza, dentre outros.

Em cartaz | “Weatherspoon’s Art on Paper”, mostra coletiva com Sandra Cinto

(Greensboro, EUA) Desde 1965, “Art on Paper” tem documentado a história da arte contemporânea através de impressionantes obras em papel. Vários curadores ao longo dos anos abordaram a mostra bienal Weatherspoon’s Art on Paper de maneiras diferentes. Para a edição de 2014, a curadora Xandra Eden convidou menos artistas que em edições anteriories para dar ao público a oportunidade de entender mais profundamente a obra de cada artista.

O PIPA respeita a liberdade de expressão e adverte que algumas imagens de trabalhos publicadas nesse site podem ser consideradas inadequadas para menores de 18 anos. Copyright © Instituto PIPA