Daily Archives: 6 de junho de 2014

Anúncio dos Finalistas 2014 | Assista ao vídeo

Luiz Camillo Osorio – Curador do MAM-Rio e Conselheiro do PIPA – anuncia os quatro artistas que vão expor no Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro de 6 de setembro a 16 de novembro e concorrer a um total de R$120 mil, incluindo a participação no Programa de Residência Artística da Residency Unlimited, em Nova Iorque.
Os finalistas foram escolhidos, pelo Conselho do Prêmio, entre todos artistas participantes desta edição, tendo como um dos parâmetros o número de indicações recebidas. Os quatro selecionados são artistas que já participaram de outras edições do PIPA.
Assista ao vídeo e veja as reações dos finalistas.

Matéria no Valor Econômico sobre Finalistas PIPA

Em ritmo de Copa do Mundo, a matéria sobre os Finalistas PIPA 2014, publicada no caderno Eu& Fim de Semana do jornal Valor Econômico, é intitulada “Seleção brasileira de arte contemporânea”, e assinada pelo jornalista Jacílio Saraiva.
A reportagem fala sobre a dinâmica do Prêmio, a parceria com o MAM-Rio e traz trechos de entrevistas nos quais os finalistas desta edição do PIPA dissertam sobre seus trabalhos e sobre o Prêmio.
O texto ainda relata sobre finalistas de outras edições que aparecem com destaque na mídia internacional.
Leia a matéria completa.

Artistas indicados ao PIPA 2014 | Novas entrevistas e páginas

Alexandre Brandão e André Griffo foram indicados ao PIPA pela primeira vez este ano. Os artistas concederam entrevistas exclusivas para o Prêmio, que foram publicadas esta semana aqui no site. Também esta semana, criamos as últimas duas páginas de artistas indicados ao PIPA 2014. Conheça Runo Lagomarsino (Malmö, Suécia, 1977) e Yana Tamayo (Brasília, DF, 1978). Agora todos os indicados já tem suas páginas aqui no site, com imagens de obras, informações sobre carreira, textos e vídeos.
Assista ao vídeos e acesse as novas páginas de artistas indicados ao PIPA 2014.

MAM-Rio | Programação de junho

(Rio de Janeiro, RJ) Em junho, o Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro terá seis exposições em cartaz. Dentre elas “Territórios e capital: extinções”, individual de Lourival Cuquinha, um dos artistas mais inovadores da cena pernambucana contemporânea; e “Alimentário arte e patrimônio alimentar brasileiro”, que conta a história da alimentação no Brasil através de fotos, vídeos, painéis, objetos e obras de arte. O Programa Educativo e Cinemateca também trazem novidades, dentre as quais destaca-se o seminário Dimensões Contemporâneas da Montagem Cinematográfica, que é gratuito e acontece entre os dias 4 e 6 deste mês. De 7 de junho à 28 setembro o MAM-Rio funciona em horário especial de inverno. Veja os horários e as datas das exposições e eventos do Museu.

“Viva Maria” | Mostra coletiva com Gustavo Speridião, Hector Zamora, Pablo Lobato e Traplev

(São Paulo, SP) Em meio ao verdadeiro suspense quanto aos rumos do cenário social e político do Brasil no momento de realização da Copa do Mundo, a curadora de “Viva Maria” reuniu trabalhos que lançam mão de ironia, ou mesmo de afiado cinismo, para indagar a realidade ou propor utopias. No embate entre produções históricas e contemporâneas, a exposição propõe uma reflexão aberta, inconclusa, sobre a crítica social na arte – no caso do Brasil, antes condicionada pela repressão e pela censura, e agora marcada por uma confusão ético-moral onde a corrupção domina e a crítica se faz por vozes dispersas.

“Do Valongo à Favela: imaginário e periferia” apresenta a zona portuária carioca através de obras de arte

(Rio de Janeiro, RJ) A exposição examina como foi sendo formado o imaginário cultural dessa periferia, por meio de sua presença na arte. A mostra cria um percurso desde as imagens antigas do lugar e das atividades ali decorridas, até a elaboração da favela como questão de interesse da arte para muito além dos limites geográficos que lhe deram origem. Obras de André Komatsu, Caio Reisewitz e Laercio Redondo integram a mostra que se divide em oito núcleos: Praia Formosa, Rua do Valongo, Pequena África, O Bairro Rubro, Praça Mauá, Problema Social, Fato Estético e Periferia é periferia.

SP Arte Brasília | Veja as galerias e artistas participantes

(Brasília, DF) Realizada pelos mesmos idealizadores da SP-Arte que chega no ano de sua 10ª edição, foi inaugurada esta semana a primeira edição da Feira Internacional de Arte de Brasília, que reúne 33 galerias nacionais na capital do país. “Realizar a Feira Internacional de Arte de Brasília, reunindo dezenas de galerias de vários estados brasileiros e exibindo centenas de artistas, brasileiros e estrangeiros, no coração do pais, é, para todos, a retomada de um período de grande euforia, e um momento de celebração”, afirma Fernanda Feitosa, idealizadora e diretora da SP-Arte.

Individual de Marilá Dardot tem como eixos a cor, a geometria, o tempo e a literatura

(Rio de Janeiro, RJ) Nova exposição da artista mineira radicada em São Paulo, “Pouco a pouco” apresenta nove trabalhos, com datas entre 2002 e 2014. Com obras em diversos suportes – como instalação, vídeo, pintura e escultura – que têm como eixos a cor, a geometria, o tempo e a literatura
, esta é a maior individual de Dardot dos últimos seis ano. “A obra de Marilá Dardot baseia-se em alguns pressupostos. Em primeiro lugar, apóia-se numa crença ferrenha na escrita como gatilho humanístico e afetivo que nos reposiciona diante de nós, dos outros e do mundo.”, comenta Cristiana Tejo.

O PIPA respeita a liberdade de expressão e adverte que algumas imagens de trabalhos publicadas nesse site podem ser consideradas inadequadas para menores de 18 anos. Copyright © Instituto PIPA