Bienal de Veneza

Bienal de Veneza 2013

A Bienal de Veneza (La Biennale di Venezia) – atualmente presidida por Paolo Baratta – tem sido, por mais de um século, uma das mais prestigiadas instituições culturais do mundo. Desde a sua fundação, tem promovido novas tendências artísticas. Em Veneza, organiza eventos internacionais no campo da arte contemporânea que estão entre os mais importantes do mundo.

55ª Exposição Internacional de Arte
O Palácio Enciclopédico
1º de junho até 24 de novembro, 2013

A 55ª Exposição Internacional de Arte acontece em Veneza, no Giardini e no Arsenale, assim como em vários outros locais da cidade.

Com cerca de 150 artistas de 37 países, “O Palácio Enciclopédico” apresenta trabalhos dos brasileiros Artur Bispo do Rosário (1910-1989), Paulo Nazareth e Tamar Guimarães.

Representando o Brasil no pavilhão nacional, Odires Mlászho, com Bruno Munari, Hélio Fervenza, Lygia Clark e Max Bill.

O título escolhido pelo curador Massimiliano Gioni para a 55ª Exposição Internacional de Arte é Il Palazzo Enciclopedico / O Palácio Enciclopédico. Massimiliano Gioni apresentou a escolha de tema evocando o artista ítalo-americano autodidata Marino Auriti que, em 16 de novembro de 1955 patenteou nos EUA o design do seu Palazzo Enciclopedico (Palácio Enciclopédico), um museu imaginário cujo objetivo era abrigar todo o conhecimento do mundo, reunindo todas as maiores descobertas da raça humana, da roda ao satélite. O plano de Auriti nunca se concretizou, mas o sonho do conhecimento universal surge diversas vezes durante a história, como algo que excêntricos como Auriti dividem com muitos outros artistas, escritores, cientistas e profetas que tentaram – muitas vezes em vão – criar uma imagem do mundo que capturasse sua infinita variedade e riqueza.

Além da 55ª Exposição Internacional de Arte, terão eventos paralelos relacionados à Biennale:

• Sessões Biennale, um projeto para Universidades
O projeto está acontecendo novamente pela quarta vez, após um sucesso extraordinário dos anos anteriores. Essa iniciativa é oferecida pela Biennale di Venezia para instituições desenvolvendo pesquisas e treinamentos no campo das artes – Universidades e Academias de Belas Artes. A Bienal busca prover condições favoráveis para uma visita de 3 dias para grupos de pelo menos 50 pessoas, entre professores e estudantes: preços de alimentação reduzidos, a possibilidade de organizar seminários nos locais da exposição – gratuitamente e com assistência na organização da viagem.

• Encontros na Arte
O programa Encontros na Arte consiste em uma série de conversas com Marco Paolini, durante os meses de verão e quatro eventos durante o outono, sobre os tópicos: o mito do artista autodidata; a antropologia de imagens e história da arte; enciclopédias e outros vôos da imaginação; nada é mais doce que não saber tudo. O último encontro, “Vamos falar sobre nós”, está marcado para o dia 24 de novembro, o último dia da 55ª Exposição Internacional de Arte.

• Catálogo e guia rápido
O catálogo da 55ª Exposição contém reproduções das obras, perfis dos artistas participantes e uma sessão especial de ensaios coordenados por Sina Najafi e Jeffrey Kastner, em que historiadores da arte, filósofos, acadêmicos e escritores discutem várias formas de obsessão, sistemas de informação, aventuras de conhecimento e outras jornadas da imaginação.

Um guia detalhado da Exposição será publicado, contendo textos monográficos curtos de todos os artistas convidados à 55ª Exposição: o guia inclui mais de 150 textos e artigos sobre todos os artistas destacados, junto a informações úteis sobre os Pavilhões Nacionais e os Eventos Colaterais.

Eventos Colaterais
47 Eventos Colaterais são promovidos por diversas organizações e expostos em diferentes locais pela cidade.

Entre eles, destacamos:

Emergency Pavilion: Rebuilding Utopia
Quarenta anos se passaram. Quando o mundo começou a mudar? Foi em 1973 ou 1989? Quando a “imaginação no poder” morreu, foi em 1968 ou 2012? Ou foi em 1º de janeiro de 2013?

Artistas: Ella de Burca (Ireland) / Jota Castro (France/Peru) / Patrick Hamilton (Chile) / Emily Jacir (Palestine) / Cinthia Marcelle (Brazil) / Teresa Margolles (Mexico) / Wilfredo Prieto (Cuba) / Santiago Sierra (Spain) / Jorge Tacla (USA/Chile)

Teatro Fondamenta Nuove, Cannaregio 5013
1º de junho – 10 de novembro
14h às 18h, fechado nas segundas-feiras
Organização: MAC (Museo de Arte Contemporaneo de Santiago de Chile); Fundacion CorpArtes;
www.mac.uchile.cl
www.corpartes.cl
www.emergencypavilion.org

Future Generation Art Prize @ Venice 2013
O Future Generation Art Prize @ Venice apresenta a segunda edição do primeiro prêmio de arte global com 21 artistas de quase todos os continentes e 16 países diferentes, como André Komatsu, Eva Kotatkova, Rayyane Tabet e Xing Yan; 21 declarações independentes de artistas, incluindo o vencedor do prêmio principal Lynette Yiadom-Boakye e os vencedores dos prêmios especiais: Ryanne Tabet, Marwa Arsanios, Jonathas de Andrade, Micol Assaël e Ahmet Ögüt oferecem um escopo de posições artísticas, mapeamento e descoberta de inovadoras tendências futuras de uma nova geração de artistas.

Palazzo Contarini Polignac, Dorsoduro 874 (Accademia)
1º de junho – 1º de setembro
10h às 18h, fechado nas segundas-feiras
Organização: Victor Pinchuk Foundation; PinchukArtCentre
www.pinchukartcentre.org
www.pinchukfund.org

Visite as páginas dos indicados ao PIPA André Komatsu, Cinthia Marcelle, Jonathas de Andrade, Odires Mlászho, Paulo Nazareth e Tamar Guimarães para aprender mais sobre suas carreiras e obras.

Para ver todos os locais em quais a Bienal acontece, clique aqui.

Para ver todos os eventos colaterais que acontecem durante a Bienal, clique aqui.



O PIPA respeita a liberdade de expressão e adverte que algumas imagens de trabalhos publicadas nesse site podem ser consideradas inadequadas para menores de 18 anos. Copyright © Instituto PIPA