Sábado dia 6 | Programação SP-Arte

Hoje São Paulo recebe uma série de eventos paralelos durante a Feira SP-Arte.

Veja alguns destaques:

A Galeria Transversal inaugura exposição coletiva com Claudio Mubarac, Elisa Bracher e Fabrício Lopes.

O evento acontece às 11hs, no novo endereço da galeria na Vila Madalena, na Rua Fidalga, 545.

***

Abertura de exposição – Sandra Cinto

Abertura da primeira ocupação artística da Casa do Sertanista, por Sandra Cinto, representada pela Casa Tiângulo.
Uma das unidades do Museu da Cidade de São Paulo da Secretaria Municipal de Cultura, a Casa do Sertanista, também conhecida como Casa do Caxingui, inaugura dia 06 de abril de 2013 ás 14h, após obras de restauro, a instalação A Casa das Fontes, da artista Sandra Cinto.

Concebida especialmente para o espaço, a instalação é resultado da investigação realizada pela artista nos últimos meses sobre a arquitetura da casa e seu uso. São três fontes, uma de três metros e duas de um metro e meio de diâmetro, que ocupam três cômodos principais da casa de maneira simétrica, como a própria arquitetura bandeirista característica do espaço.

Fundidas em concreto, as fontes trazem elementos simbólicos presentes na produção escultórica da artista, como a vela, o cavalo de carrossel e o braço, por onde a agua flui de volta ao prato que ampara as esculturas. O conjunto aponta um deslocamento para o espaço privado de elementos públicos (fontes) e íntimos (como os elementos oníricos presentes na produção da artista e que constituem as fontes), apontando para o uso do espaço no século XVII, onde a casa e seu entorno reuniam uma série de funções hoje consideradas públicas, por sua situação na cidade e seu isolamento em relação aos centros urbanos.

Sandra Cinto iniciou sua trajetória na década de 1990, realizando representações de céus e nuvens, contidas em caixas e armários. Em seus desenhos, que se destacam sobretudo por ampliarem-se para o espaço. Seus objetos ou desenhos apresentam escadas, pontes, abismos, candelabros, velas acesas e árvores sem folhas e frutos em um ambiente fantástico. Na instalação, assim como na produção da artista, sonho e realidade parecem coexistir em silenciosa e contraditória harmonia.

O evento acontece às 14h00, na Praça Dr. Enio Barbato, s/n.

***

Conversa “Entre ser um e ser mil”, com participação de Fabio Morais e Regina Melim.

Após a conversa será realizado o lançamento do livro, no espaço da Livraria da Vila.

entre ser um e ser mil
o objeto livro e suas poéticas

A Editora Senac São Paulo lança, em 6 de abril, durante a SP-Arte/2013, entre ser um e ser mil – o objeto livro e suas poéticas, organizado pela artista plástica, ilustradora, educadora e escritora Edith Derdyk. A publicação reúne 12 ensaios produzidos por teóricos, designers, curadores, críticos, editores, artistas que vivem e convivem com livros de forma diversa. A obra também traz sete escrituras visuais – duplas assinadas por artistas, que também pensam no livro como objeto poético.

Como ensaístas, assinam a obra: Paulo Silveira, Adolfo Montejo Navas, Amir Brito Cadôr, Ana Luiza Fonseca, Elaine Ramos, Fabio Morais, Martha Hellion Sarah Bodman, Odilon Moraes, Galciani Neves, Regina Melim, Rafaela Jemmene. Já as duplas são de autoria de Guto Lacaz, Lucia M. Loeb, Marilá Dardot, Paulo Bruscky, Raquel Stolf, Daniel Escobar e Elida Tessler. No evento de lançamento, os autores brasileiros estarão presentes para uma mesa de conversa (14h), entre eles Paulo Silveira, Amir Brito, Regina Melin, Fabio Morais, Martha Hellion (México), seguida por sessão de autógrafos (15h30).

O livro entre ser um e ser mil – o objeto livro e suas poéticas promove o diálogo entre as artes plásticas, a literatura, o design gráfico, proporcionando novas descobertas e interpretações sobre o que é o ‘livro de artista’, que variam de acordo com a experiência e o olhar de cada um. Para Edith Derdyk, o leitor é levado “a uma reflexão sobre as possibilidades formais que se entreabrem a partir da investigação do livro como objeto poético”. Por meio de discussões conceituais, experiências, impressões, análises, imagens e interpretações, os autores – artistas e pensadores – mostram como a criatividade, a inovação, a informação e a poesia podem encontrar-se em um único objeto. E dessa forma, o livro transforma-se em mil objetos, que podem ser observados, manuseados, vivenciados, aqui em busca de sua nova história.

Sobre a organizadora:

Edith Derdyk é artista plástica, ilustradora e educadora. Tem realizado exposições desde 1981, no Brasil e no exterior. Contemplada com bolsas e prêmios Prêmio Funarte Arte Contemporânea (2012); The Banff Centre (Canadá, 2007); Prêmio Revelação Fotografia Porto Seguro Fotografia (2004); The Rockefeller Foundation/Bellagio Center (Itália, 1999); Bolsa Vitae e APCA (2002). Edith é autora dos livros Formas de pensar o desenho, O desenho da figura humana, Linha de costura e Linhas de horizonte. Organizou Disegno.Desenho.Designio, da Editora Senac São Paulo e também é autora/ilustradora de livros infantis.

O evento acontece às 14hs no auditório SP-Arte, térreo do Pavilhão da Bienal.

***

Lançamento e conversa, com participação de Ricardo Basbaum – Flying Letters Manifestos

Lançamento do conjunto de correspondências trocadas entre os dois artistas no período de 1993-1995: Ricardo Basbaum, de Londres, enviando notícias da vida e da cena artística e Alex Hamburger, no Rio de Janeiro, atualizando o amigo sobre os principais acontecimentos do circuito local. De volta ao Rio as conversas e os diálogos continuam, sempre sublinhadas por indagações e inquietações múltiplas.

Os artistas estarão presentes e realizarão uma leitura performática at random das cartas.

O evento acontece as 17hs na Editora Parentesis, Núcleo Editorial, pavimento térreo da SP-Arte.

***

Daisy Xavier lança o livro “Último azul”, no stand da Galeria Eduardo Fernandes.

Como o próprio nome já sugere, a publicação apresenta diversas imagens e informações sobre a exposição individual da artista que recebeu o título de Último Azul e esteve em cartaz no Museu de Arte Moderna (MAM) do Rio de Janeiro de 3 de dezembro de 2011 a 5 de fevereiro de 2012.

Entretanto, o livro não se limita a essa exposição da artista. Em 253 páginas, a obra também registra diversos outros trabalhos. Entre eles, vídeos, fotografias, instalações, pinturas e desenhos produzidos por Daisy. Além disso, nas páginas do livro é possível encontrar textos de dois importantes críticos brasileiros: Luisa Duarte e Paulo Sergio Duarte.

Daisy Xavier começou a expor em 1980 e , desde então, já mostrou seus trabalhos em instituições como Tomie Ohtake, em São Paulo; Centro Cultural Brasil Colômbia, em Bogotá; e no Paço Imperial e Centro Cultural Banco do Brasil, ambos no Rio de Janeiro. Na sua carreira artística, Daisy sempre se interessou em pesquisar questões como as relações entre sólido e líquido, cheios e vazios e de corpos em transição que podem assumir diversas formas. Na exposição do MAM Rio, por exemplo, a artista reuniu 15 obras inéditas que, juntas, formam uma grande instalação. Entre essas obras, cadeiras e outros mobiliários equilibrados por garrafas de cor azul.

O evento acontece às 17hs, no stand da Galeria Eduardo Fernandes.

***

Marcelo Moscheta lança seu livro Norte.

Marcelo Moscheta – vencedor do PIPA Voto Popular Exposição 2010 – lança o livro “Norte”, pela Imã Editorial. A publicação é o resultado da expedição que o artista fez durante três semanas ao círculo polar ártico.
“Norte” é uma espécie de diário de bordo, que traz ainda 60 fotografias de instalações, do processo de produção e da expedição ao ártico.

***

Clique aqui para ver a relação completa de artistas e colaboradores do PIPA que participam desta edição da feira .

SP-Arte / 2013
Datas
03 de abril [somente para convidados], das 14h às 22h [preview] e das 17h às 22h [abertura]
04 e 05 de abril, das 14h às 22h
06 e 07 de abril, das 12h às 20h

Pavilhão Ciccillo Matarazzo
[Pavilhão da Bienal]
Parque do Ibirapuera, Portão 3
São Paulo, Brasil

Bilheteria
R$ 30,00 [inteira]
R$ 15,00 [meia entrada*]
*estudantes, pessoas com deficiência e idosos [mediante apresentação de documento]

Outras informações
Último acesso permitido até 1 hora antes do encerramento do evento.
Crianças até 10 anos e portadores do cartão vip não pagam entrada [mediante apresentação de documento].
Guarda Volumes
A SP-Arte possui serviço de guarda volumes gratuito localizado em ambas as portarias, nos pavimentos térreo e primeiro. É proibido o acesso ao evento com malas, mochilas e bolsas de grande vulto.
Máquinas Fotográficas
É permitido o uso de máquinas fotográficas sem o flash. O uso do tripé deve ser mediante autorização do Expositor.



O PIPA respeita a liberdade de expressão e adverte que algumas imagens de trabalhos publicadas nesse site podem ser consideradas inadequadas para menores de 18 anos. Copyright © Instituto PIPA