Coletiva com artistas PIPA no MAR


Yuri Firmeza | Da série Ação 3, 2006 | fotografia | 90 x 68 cm

“O Abrigo e o Terreno”

Com os artistas:
Adir Botelho | André Komatsu | Anna Maria Maiolino | Antonio Dias | Antonio Manuel | Ascânio MMM | Bispo do Rosário | Carlos Nelson Ferreira dos Santos (Quadra Arquitetos Associados) | Cildo Meireles | Clarice Lispector | Cláudia Andujar | Dulcinéia Catadora | E/Ou | Ernesto Neto | Flávio de Carvalho | Graziela Kunsch | Guy Veloso | Hélio Oiticica |
Ivens Machado | Jorge Mario Jáuregui | Lino | Lotes Vagos | Lucia Koch | Lygia Pape | Marcio Almeida | Marepe | Maria do Carmo Secco | Miguel Rio Branco | Mira Schendel | Montez Magno | Morrinho | Opavivará! | Paula Trope | Poética do Dissenso | Raul Mourão | Roberto Magalhães | Rochelle Costi | Rosana Palazyan | Rubens Gerchman | Sergio Magalhães |
Usina | Walter Carvalho | Waltercio Caldas | Yuri Firmeza |

Curadoria de Paulo Herkenhoff e Clarissa Diniz.

O abrigo e o terreno inaugura o projeto Arte e sociedade no Brasil, dedicado à atuação da arte brasileira no campo da alteridade e das relações sociais. A exposição reúne artistas e iniciativas de diversas regiões em torno de uma questão que – dadas as reformas urbanísticas que hoje transfiguram o Brasil, principalmente o Rio de Janeiro – se faz especialmente urgente: as concepções de cidade e as forças que se aliam e se conflitam nas transformações urbanísticas, sociais e culturais do espaço público/privado. Entrecruzando distintos horizontes políticos e estéticos – como a ideia de cidade do homem nu de Flávio de Carvalho (1930), a constatação de uma cidade de casas fracas (Clarice Lispector em O Mineirinho, 1962), o projeto de urbanização da favela Brás de Pina (escritório Quadra, década de 1960) ou a atuação de artistas (2003-2007) na Ocupação Prestes Maia, em São Paulo –, a mostra problematiza a propriedade, a posse e o usufruto dos espaços sociais – o terreno – e os modos como produzem política e subjetividade, do direito à habitação ao desejo de abrigo. Concebida como um laboratório de diálogos e antagonismos que percorre o século XX e invade a contemporaneidade, O abrigo e o terreno inclui ainda uma programação de atividades com intervenções, debates, palestras e publicações.

Entre os artistas participantes, vários são indicados ao PIPA.
Para saber mais sobre sua carreira e obras, clique no nome do artista e acesse sua página:
André Komatsu
Lucia Koch
OPAVIVARÁ!
Raul Mourão
Yuri Firmeza

“O Abrigo e o Terreno”
1º de março a 14 de julho

MAR – Museu de Arte do Rio
Praça Mauá
20090-060 | Rio de de Janeiro RJ
[21] 2203-1235
Marcação e agendamento de visitas
agendamento@museudeartedorio.org.br

Visitação
ter – sex > 10-17h
sáb, dom e feriados > 10-17h

R$ 8,00 | R$ 4,00 meia-entrada
meia-entrada: estudantes de escolas particulares
(ensino fundamental e médio) e universitários.
Gratuito às terças-feiras para o público em geral.



O PIPA respeita a liberdade de expressão e adverte que algumas imagens de trabalhos publicadas nesse site podem ser consideradas inadequadas para menores de 18 anos. Copyright © Instituto PIPA