Regina de Paula apresenta “Tratado Elementar de Arquitetura”

A artista Regina de Paula apresenta a exposição “Tratado Elementar de Arquitetura”, com curadoria de Marcelo Campos, na Galeria Mercedes Viegas Arte Contemporânea.

A exposição de Regina de Paula fala da existência humana na relação com odesejo utópico de construção, criando conexões entre a arquitetura clássica, a modernista e a paisagem da cidade.
Tratado elementar de arquitetura se constitui de vídeos, objetos, fotografias e pintura reunidos em dois núcleos que problematizam a visão de Regina de Paula acerca de certas noções de espaço. O primeiro grupo se desdobra a partir de um livro que pertenceu ao avô da artista: Le vignole de poche, um tratado de arquitetura clássica, em edição francesa de 1890, baseado no estudo das cinco ordens de Giacomo Barozzio da Vignola, publicado em 1562. Sobre o texto e as ilustrações do livro, a artista sobrepõe outra arquitetura, ao realizar sobre suas páginas intervenções: desenhos colados , feitos com fita adesiva, a partir das plantas baixas e das perspectivas esquemáticas dos corredores do Super Shopping Center Cidade de Copacabana, no Rio de Janeiro. O projeto deste shopping, de autoria de Henrique Mindlin, de premissas modernistas, foi ao longo do tempo contaminado por um comércio de bricabraques, tornando-se conhecido como Shopping dos Antiquários.
Nesse âmbito, Regina apresenta dois vídeos complementares: o primeiro com imagens do livro Le vignole de poche sendo folheado manualmente, com as intervenções sobre suas páginas sendo vistas quadro a quadro. O segundo mostra imagens dos corredores e vitrines do Super Shopping Center Cidade de Copacabana, e é inspirado na fotografia que passeia pelo espaço, como os olhos de uma pessoa, tal qual o filme Ano Passado em Marienbad, de Alain Resnais (1961).
O segundo núcleo da exposição reúne obras relacionadas ao utópico desejo de construção e seu contrário. Parte-se de uma paisagem natural e urbana, ao mesmo tempo: a praia, em conexão com duas construções arquitetônicas emblemáticas: o castelo e o templo grego. Matéria prima do ato de brincar, a areia toma a forma simbólica de um castelo, elemento simbólico da infância e recorrente na obra da artista, apresentado em fotografias.
templo, aparece em duas miniaturas: de areia e borracha preta. Além de criar uma, alusão ao estudo da arquitetura clássica do livro de Giacomo Vignola, esses templos contradizem o ideal de eternidade e a clareza iluminista.
Completa esse núcleo uma peça que sintetiza a exposição: uma construção disposta no chão, cuja forma alude a planta baixa do shopping de Copacabana, feita de pequenos cubos de areia.
Regina de Paula, na exposição Tratado elementar de arquitetura, coloca em questão alguns aspectos da existência: a impossibilidade de concretização da utopia, a mobilidade contraditória das cidades, e o sentido de transitoriedade que o tempo a tudo impõe.

Tratado Elementar de Arquitetura
Galeria Mercedes Viegas Arte Contemporânea
horário: segunda à sexta de 12h às 20h – sábados das 16h às 20h
Rua João Borges 86
Gávea, Rio de Janeiro
tel | fax: 55 21 2294 4305
galeria@mercedesviegas.com.br



O PIPA respeita a liberdade de expressão e adverte que algumas imagens de trabalhos publicadas nesse site podem ser consideradas inadequadas para menores de 18 anos. Copyright © Instituto PIPA