Darvasa, de Camila Sposati

Em outubro de 2011, Camila Sposati passou 25 dias em Darvaza, com o apoio do Prêmio Montehermoso Arte e Investigação, Espanha. Pesquisando lugares no deserto do Turcomenistão e cidades no Uzbequistão, Sposati desenvolveu seu projeto “Revolução cartográfica, transcendendo as raízes simbólicas da Terra“, no qual vários temas de sua poética estão fisicamente presentes: a cor e a energia e aspectos químicos, geológicos e arqueológicos encontrados nessas localidades. Esses processos levam ao título dessa exposição individual na Casa Triângulo. Darvaza é um lugar onde a arte e a ciência se encontram através de um signo amplo, expandido.

Camila Sposati (São Paulo/Brasil, 1972) é Mestre em Artes pela Goldsmiths College of London/UK; Pós-graduada em Fotografia pelo Centro di Ricerca de la Fotografia em Pordenone/Itália e Bacharel em História pela Pontifícia Universidade Católica-PUC, São Paulo/Brasil. Artista pesquisadora no Departamento de Química das universidades UCL e Loughborough/UK.
Exposições recentes: 2011 Gabião, Mariantonia-Centro Universitário da USP, São Paulo/Brasil [individual]; 2011Lustwarande11′ – Raw, Park De Oude Warande, Museum De Pont, Tilburg/Holanda; 2010 Great Glen Airshow, Highland Institute of Contemporary Art, Escócia. Próximas exposições: 2012 Highland Institute of Contemporary Art, Inverness/Escócia [individual]; Centro Cultural Montehermoso, Vitoria-Gasteiz/Espanha. Próxima residência artística: 2012Paris-Récollets, Paris/França. 

Clique aqui para visitar a página de Camila Sposati.

Torne-se amigo do PIPA:
Facebook: www.facebook.com/premioPIPA
Google +: www.plus.google.com/premioPIPA


O PIPA respeita a liberdade de expressão e adverte que algumas imagens de trabalhos publicadas nesse site podem ser consideradas inadequadas para menores de 18 anos. Copyright © Instituto PIPA