CORREÇÃO – São 101 artistas indicados para concorrer ao PIPA 2010!

Houve um erro de processamento em nosso sistema, e um dos boletins não foi computado, ficando fora da soma final.
Com isso, os nomes de 05 artistas indicados não entraram na lista dos indicados ao PIPA 2010, divulgada na semana passada.
Assim, ao invés de 96, temos um total de 101 artistas concorrendo este ano.

Como nosso maior intuito é valorizar todos os artistas e fazer prevalecer sempre
as indicações de nossos colaboradores, integrantes do Júri de Seleção 2010, não poderíamos
deixar de fazer essa correção.

Pedimos desculpas a todos. A seguir os nomes de mais 5 artistas indicados à primeira edição do PIPA:

JAÍLTON MOREIRA

EDUARDO FROTA

Fortaleza, CE, 1959. Vive e trabalha em Fortaleza, CE.
Formação
1979/80  – Curso Intensivo de Arte/Educação (CIAE) Escolinha de Arte do Brasil – EAB, Rio de Janeiro, RJ.
1982/86  – LICENCIATURA PLENA EM EDUCAÇÃO ARTÍSTICA, FACULDADES INTEGRADAS BENNET, RIO DE JANEIRO, RJ.
1983 Escola de Artes Visuais – EAV, Parque Lage, Rio de Janeiro, RJ: Oficina do Corpo /Oficina Permanente.

Exerce atividade didática como Professor de Arte e Arte Educador desde 1979.
Como Artista Plástico, desenvolve seu trabalho desde 1977.

Exposições Coletivas Recentes

III Bienal do Mercosul – Porto Alegre – RS
2002
XXV Bienal Internacional de São PAulo – SP

Faxinal das Artes – Curitiba – PR
2003
Centro Excêntrico – CCBB – Brasília – DF
2004
Narrativas – Centro Cultural São Francisco – João Pessoa – PB

Aquisições – MAMAN – Recife – PE
2006
Paisagem Bruta – Galeria Virgilio – São Paulo – SP

Arquivo Geral – Rio de Janeiro
2007
Novas Aquisições – Coleção Gilberto Chateaubriand – MAM – RJ

Exposições individuais recentes

2000
“Espaço e Sentido/Intervenções Extensivas” -Torreão – Porto Alegre – RS
2001
MAUC – Museu de Arte da UFC – Fortaleza – CE.
2002
Galeria Vicente do Rego Monteiro – Fundação Joaquim Nabuco – Recife – PE.
2003
CCBB – São Paulo – SP

Espaço Cultural Sérgio Porto – Rio de Janeiro – RJ
2004
Sala Petrobrás/Arte Contemporânea – Casa da Ribeira – Natal – RN
2005
Intervenções Extensivas X – Museu Vale do Rio Doce – Vila Velha – ES
2006
CCIntIntervenções em Trânsito I – MAM – Rio de Janeiro – RJ

Intervenções em Trânsito II – Palácio das Artes – Belo Horizonte – MG

Intervenções Extensivas XI – MAMAM no Pátio – Recife – PE

Intervenções Extensivas XII – Centro Universitário MariAntônia da USP – São Paulo – SP

GÊ ORTHOF

Nasceu em Petrópolis, RJ, em 1959.

Vive e trabalha em Brasília.

O artista plástico trabalhando com instalação, performance, vídeo e desenho.

Principais Exposições: Centro de Arte Moderno, Madri, School of the Museum of Fine Arts Gallery, Boston, ARS117, Bruxelas, Davis Museum, Barcelona, Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro, Galeria Gentil Carioca, Rio de Janeiro, Centro Cultural São Paulo, Museu de Arte Contemporânea de São Paulo, Museu de Arte Brasileira da Fundação Armando Álvares Penteado, São Paulo, Überartfest, Estocolmo, Suécia e ISEA08, Jacarta, Indonésia.

Formação:

2001 Pós-doutorado – Bolsista CAPES – (Instalação/ Performance) The School of the Museum of Fine Arts/ Tufts University. Boston. EUA.

1988 – 1992 Doutorado – Bolsista CNPq –  Ed.D. (Artes Visuais e Ensino das Artes na Universidade) Columbia University. Nova York. EUA.

1984 – 1985 Mestrado – Bolsista CAPES –  Ed.M. (Artes Visuais) Columbia University. Nova York. EUA.

1983 – 1984 Mestrado – Bolsista CAPES –  M.A. (Artes Visuais) Columbia University. Nova York. EUA.

1982 – 1983 Especialização – Bolsista CAPES/FULBRIGHT –  (Desenho) School of Visual Arts. Nova York. EUA.

1978 – 1981 Bacharelado: (Desenho Industrial) Escola Superior de Desenho Industrial ESDI/UERJ.

Cursos Livres:

1986 – 1987 Pintura. Gianguido Bonfanti Escola de Artes Visuais. Rio de Janeiro.

1980 – 1981 Desenho: Gastão Manuel Henrique. Museu de Arte Moderna. Rio de Janeiro.

Principais Exposições Individuais e Projetos em Colaboração

2009   “Écoute”  ARS 117, Bruxelas, Bélgica.

“800ºC” Davis Museum, Barcelona, Espanha.

2008   “A violência da história: o chão de Gertrud”, Centro de Arte Moderno, Madri, Espanha (Evento paralelo à representação brasileira na ARCO)

2006   “Transteatralidade” Casa da Cultura da América Latina, Brasília.

“abibliotecadostripper: o livro de fundo”, performance com Cecilia Aprigliano, Torreão, Porto Alegre.

“abibliotecadostripper: o livro de fundo”, performance com Cecilia Aprigliano,

Centro Cultural Banco do Nordeste, Fortaleza, Ceará.

2004   “abibliotecadostripper: o livro de fundo”, performance com Cecilia Aprigliano, Ateliê Espaço Aberto, Brasília, DF

2003   “Gentil Reversão”. Castelinho, Rio de Janeiro. Curador: Marília Panitz.

2002   “Imagem Provisória”. Galeria Referência, Brasília.

2001 – 2002 “Gentil Reversão”. Centro Cultural Banco do Brasil. Brasília. Curador: Marília Panitz.

2001   “Thestripperlibrary”. School of the Museum of Fine Arts Gallery, Boston, EUA.

“The Receiving Book”. Forest Hillls Historic Cemetery, Boston, EUA.

2000   “Antes”. Centro de Arte Moderno, Buenos Aires, Argentina.

“Sobretudo Transporte: Destino Madri”. CRUCE, Madri, Espanha.

1999   “Sobretudo Transporte: Destino Torreão”. Torreão. Porto Alegre.

“O Gentil – Homem e o D(eu)s Imperfeito”, Galeria da UnB, Brasília.

1998   “Sobretudo Transporte” Galeria Rubem Valentim. Brasília,

1997   “Encapsulada: A Caixa do Sono”. Centro Cultural São Paulo.

1996   “Encapsulada”. Centro Cultural Curitiba.

1995   “Águas Emendadas”. Gê Orthof, Regina De Paula e Simone Osthoff. V Fórum de Artes de Brasília. Fundação Athos Bulcão. Galeria Parangolé Centro Cultural 508 Sul.

“Fronteiras”.  Gê Orthof, Regina De Paula & Simone Osthoff.

Museu de Arte Brasileira, Fundação A. Álvares Penteado. São Paulo.

1994   “Oxford – Brazil” Centro Cultural Sérgio Porto. Rioarte. Rio de Janeiro.

“Oxford – Brazil” Museu de Arte Contemporânea, USP. São Paulo.

1991   Macy Gallery. Columbia University, Nova York, EUA.

1987   Universidade Federal Fluminense, UFF, Niterói.

1984   Macy Gallery. Columbia University, Nova York, EUA.

1979   Galeria Divulgação e Pesquisa, Rio de Janeiro.

Principais Exposições Coletivas

2010   Brasília Síntese das Artes. Centro Cultural Banco do Brasil, Brasília.

Arquivo Brasília: Cidade Imaginário, Espaço Cultural Marcantonio Vilaça, Brasília.

2009   Los Angeles Center For Digital Art, Los Angeles, EUA.

“Moradas do Íntimo” Espaço Cultural Marcantonio Vilaça, Brasília.

Obranome, Cavalariças, Parque Lage, Rio de Janeiro.

Obranome, Fundação Jaime Câmara, Goiânia.

Capital Digital, Museu da Estação da Ciência e da Arte, João Pessoa.

Novo Rosto, Casa da Cultura da América Latina, Brasília.

2008   Überartfest, Estocolmo, Suécia

ISEA08, Jacarta, Indonésia

Obranome, Museu Nacional da República, Brasília, DF

Do nu ao invólucro, Espaço Cultural Contemporâneo-ECCO, Brasília, DF

2007   O Jardim do Poder, Centro Cultural Banco do Brasil, Brasília, DF

O Círculo, Museu Nacional da República, Brasília, DF

A única coisa que me salva é a distração. Museu de Arte de Brasília

2006   Cidade Invadida, exposição intinerante por diversas capitais do Brasil e Espanha.

Coleção Gilberto Chateaubriand Espaço Cultural Contemporâneo-ECCO, Brasília.

Lugar Plano, ECCO Cultural Center, Brasília

Espaço Piloto, Universidade de Brasília

2005   Humano Pós-Humano, Centro Cultural Banco do Brasil, Brasília

Arte Brasileira Contemporânea, Conjunto Cultural da Caixa, Brasília, DF

2004   Preciosos Votos, Espaço Cultural Contemporâneo-ECCO, Brasília, DF

Artistas Brasileiros Contemporâneos, Bogotá, Colômbia.

Sala Roja, Centro de Arte Moderno, Quilmes, Argentina.

2003   Plataforma Contemporânea, Museu Imperial, Petrópolis, RJ.

ArtFrankfurt, Messe Frankfurt, Alemanha.

Vice-Versa: Eixo Brasília/ Linha Imaginária. Espaço Cultural Contemporâneo Venâncio – ECCO, Brasília. Curador: Karla Osório e Tereza de Arruda.

Foto Digital 2003. “. Centro de Arte Moderno, Buenos Aires, Argentina.

2002   Mostra Paralela Bienal de São Paulo, Brazil Connects. Parque do Ibirapuera.

2001   “Mostra Brasília de Tapetes Autorais”. Espace Le Corbusier.

1998   “Vista Assim do Alto Mais Parece um Céu no Chão”. Salão de Arte Nacional. artista convidado. Curador: Agnaldo Farias. Museu de Arte Moderna. Rio de Janeiro.

“Panorama Barsília”. Galeria Athos Bulcão. Brasília.

1997   “Brasil-Reflexão 97/ A Arte Contemporânea da Gravura”. Museu Metropolitano de Curitiba. Curador: Uiara Bartira.

1996   “Encapsulada Errante”. IV International Congress of Visual Semiotic. PUC – São Paulo. Curador: Tânia Fraga.

1995   “Paisagens Cênicas”. Curador: Ralph Gehre. IV Fórum Brasília de Artes Visuais. Fundação Athos Bulcão.

“Coletores”. Centro Cultural Banco Central. Brasília.

1994   “3X4. Um Retrato da Cidade”. Galeria Rubem Valentim. Centro Cultural 508 Sul. Brasília.

“Pesquisa em Arte”. Centro Cultural BRB and Centro Cultural 508 Sul. Brasília.

1993   Panorama Brasília – II Forum Brasília de Artes Visuais. Galeria Rubem Valentim. Centro Cultural 508 Sul. Brasília.

1992   Art Salon. Art in General Curador: Holly Block. Art in General. NovaYork.

“Three in 92”. Macy Gallery. Columbia University. Nova York. Curador: Justin Schorr.

“Group Show”. The Funding Center. Washington D.C.

1991   “Group Show”. Public Space. Washington D.C.

“Group Show”. Wetherholt Gallery. Washington D.C.

1989   “Group Show”. Macy Gallery. Columbia University. Nova York.

1987   Mostra de Ilustração de livros para Craianças -Rio 87, BNDES,Rio de Janeiro.

1985   “Group Show”. Macy Gallery. Columbia University. Nova York.

“3 artists at St. James”. UTS Gallery. Nova York. Curador: Dr. Justin Schorr.

1984   “Group Show”. Macy Gallery. Columbia University. Nova York.

1982   Brno Biennial, Eslovaquia.

Unesco Children’s Book Illustration Traveling Exhibition. América do Sul & Europa.

1981   Children’s Book Illustration International Exhibition. Bratislava. Eslovaquia.

1979   Gê Orthof & Sergio Magalhães. Sala de exposições da ESDI. Rio de Janeiro.

1978   Salão Carioca. FUNARTE, Museu Nacional de Belas Artes, Rio de Janeiro.

Salão Nacional.  Palácio da Cultura.  FUNARTE, Rio de Janeiro.

1977   Salão Carioca. FUNARTE, Museu Nacional de Belas Artes, Rio de Janeiro.

Prêmios e bolsas

2003   Bolsa de viagem ao exterior, CAPES.

“Cinco melhores exposições do ano” Correio Braziliense, pela curadoria, em colaboração com Marilia Panitz, pela exposição: centro/EX/cêntrico, CCBB, Brasília.

2002   Bolsa de intercâmbio Penn State University, PA, EUA.

2001   Bolsa de estudos no exterior, CAPES.

1997 – 1999 Bolsa de pesquisador. CNPq.

1998   Art Reality Award for Best Web Design Art Journal.

Elite Site Awrard for Best Web Design Art Journal.

Akita Award for Best Web Design Art Journal.

Award-it for Best Web Design Art Journal

1997   “Cinco melhores exposições do ano” Correio Braziliense.

1993   Prêmio Jovens Talentos.  ECA.  Universidade de São Paulo.

1988 – 1992 Bolsa de estudos no exterior, CNPq .

Professional Development Award. Columbia University, Nova York.

1984   O Melhor para Crianças.  Fundação Nacional do Livro Infentil e Juvenil, Rio de Janeiro.

1983   Melhor Ilustrado de Livro Infantil. Associação de Críticos de Arte de São Paulo.

Bolsa de Estudos no Exterior, Organization of the American States. Washington,DC.

1983 – 1985 Bolsa de estudos no exterior, CNPq.

1982 – 1983 FULBRIGHT Scholarship for the Visual Arts.  Nova York.

1981   Prêmio de ilustração editorial.  Centro Cultural of Curitiba.

1980   Bolsa de estudos 30º Festival de Artes, Pro-Arte. Rio de Janeiro.

1º Prêmio em Desenho. Salão de Artes Universitário, UERJ/ MEC.

1979   Bolsa de Pesquisa. UERJ/ MEC.

1978   1º Prêmio em Gravura. Salão de Artes Universitário, UERJ/ MEC.

Experiência profissional e acadêmica

Desde 1993   Professor no Departamento de Artes Visuais do Instituto de Artes da Universidade de Brasília.

Desde 1997   Consultor ad-hoc CAPES, CNPq, FAPERGS e membro de júri Fundação Cultural do Distrito Federal, FUNARTE, Conjunto Cultural da Caixa, Prêmio Brasília de Artes Visuais, Prêmio Estadão, SP, UnB, UFRGS, UFPE, entre outros.

2008   Membro da Comissão de Avaliação, PIC-CNPq.

Membro da Comissão PROF, Decanato de Pesquisa e Pós-Graduação, UnB.

2002   Professor visitante no Departamento de Artes Visuais na Penn State University. EUA.

2000   Diretor da Casa da Cultura da América Latina/ Universidade de Brasília.

1999   Coordenador de Artes Visuais da Casa da Cultura da América Latina/ Universidade de Brasília.

1997 – 1998 Chefe do Depertamento de Artes Visuais do instituto de Artes, Universidade de Brasília.

1996   Coordenador de extensão do instituto de Artes, Universidade de Brasília.

1995 – 1998 Membro da Comissão de Avaliação, PIBIC-CNPq.

1990   Professor de Artes Visuais. Universidade de Aveiro. Portugal.

Publicações

2008   “Vídeo: morada do íntimo” com Karina Dias. Anais do 7° Encontro Internacional de Arte e Tecnologia. UnB e Museu Nacional da República.

1996 – 2003 Co-editor fundador do periódico reVISta-Revista do Mestrado em Arte. Instituto de Artes, Universidade de Brasília.

2002   “The Aesthetics of Gentle Reversion” . (entrevista) The Newsletter of the School of Visual Arts at Penn State. Artsword, Fall 2002. EUA.

“Down South and Down Under. Brazilian Exchange”. (entrevista) College of Arts and Architecture News. Fall 2002. PSU Press. EUA.

“As regras do jogo” in Gentil Reversão, Catálogo CCBB, Brasília.

“Campus Musa” in Arte Futura. Publicação de Arte e Cultura. Brasília.

“Fluxus” Coordenador editorial. Catálogo CCBB, Brasília e Rio de Janeiro.

“O Chamariz do Devir: Pontos de Fuga, Pontos de Partida”. in O Meio como Ponto Zero. Org. Blanca Brites e Elida Tessler. Editora da UFRGS. Porto Alegre

1999   “Táticas de Ocupação: Espaços Múltiplos”. Anais do 1º Encontro Internacional de Arte e Tecnologia/ Imaginário, Real e Virtual. IdA. Mestrado em Arte. Universidade de Brasília.

1998 ” A Formação do Artista”. Revista Humanidades. Editora Universidade de Brasília.

1996   “Egoimagem” Artigo publicado no Correio Braziliense. Brasília.

1995   “Autoria: Colaborações Interferentes” Anais do Seminário Nacional Sobre a Performance/ TRANSE. Universidade de Brasília – CNPq.

“Águas Emendadas” Anais do Congresso da Associação Nacional de Pesquisadores em Artes Plásticas. USP.

“Lugares Tecnológicos” in reVISta do Mestrado em Artes. IdA/UnB.

1994   “Tradição e Inovação.  Especialização e Interdisciplinaridade no Ensino das Artes”.  Jornadas da educação Artística: Identidade e Rumos da Licenciatura.

“Avaliação e o Ensino das Artes”.  “Porto Arte. Revista de Artes Visuais v.5 n.8. Editora da UNiversidade do Rio Grande do Sul  e Anais do VI Congresso Nacional de Arte Educadores. Universidade Federal de Pernambuco.

“A Universidade e a Formação do Artista” Anais do III Encontro de Ensino das Artes. Universidade de Brasília.

1993   “On Becoming an Artist.  Considerations for an Advanced Program in the Visual Arts”.  University Microfilms Inc.  Ann Arbor, Michigan. EUA.

Ilustrações de Livros

Ilustrou mais de vinte livros para as seguintes editoras: Milton Glaser Inc. (NY), Barron’s (NY), Thorndike (NY), The Little Orchestra Society, Lincoln Center (NY), Fisher-Landau Foundation, Pasquim-Codecrí (RJ), Ática (SP), Paulinas, (SP), Abril, (SP), José Olympio (RJ), Global (SP), FUNARTE (RJ), Salamandra (RJ), MemóriasFuturas (RJ), Imago (RJ.), Jornal do Brasil (RJ), Universidade de Brasília, FTD (SP) & Globo (RJ).

Curadoria

Desde 1996 Tem trabalhado como curador independente para as seguintes instituições: Espaço Marcantonio Vilaça –TCU, Universidade de Brasilia, Centro Cultural Banco do Brasil, Fundação Cultural de Brasilia, Banco Central, Brasília, Fundação Nacional de Artes e Instituto Cultural Itaú, São Paulo.

Cenografia

1985   “L’Histoire du Soldat” de Stravinsky. Regência: Pedro Alcalde. Horace Mann Auditorium/ Columbia University. Nova York.

1981-1979     Diversas montagens para Casa de Ensaio no Rio de Janeiro.

Citações

2007   Territórios Recombinantes: Arte e Tecnologia/ Debates e Laboratórios. Prêmio Sergio Motta.Cadernos Intituto Sergio Mota. São Paulo. pp.69-81.

1998   Um Olhar sobre a Cultura Brasileira. Org. Francisco Weffort e Márcio Souza. FUNARTE. Rio de Janeiro. p. 237.

ROMMULO CONCEIÇÃO


Rommulo Vieira Conceição nasceu em Salvador-BA em 1968.

Vem desenvolvendo seus trabalhos a partir de reflexões sobre o mundo contemporâneo, no qual a velocidade dos eventos, a relativização de fatos históricos e a queda de alguns paradigmas do mundo moderno servem como base para construção de seus trabalhos em diferentes meios, como a fotografia, o desenho e os objetos/instalações.

Seus trabalhos questionam a todo tempo o espaço utilizado e vivido pelo indivíduo contemporâneo, bem como a disjunção que existe entre o conceito e a percepção do espaço e a percepção e a definição de conceitos.

Tem transitado por países como a Austrália, a França, o Japão e a Finlândia. Reside em Porto Alegre-RS desde 2000, onde foi orientado por Jailton Moreira, no Espaço Torreão.

Durante os anos de 2007 e 2008, participou do Atelier Floresta. Desde 2005 participa do grupo “Pessoal” com artistas argentinos e chilenos. Mestre e Doutor em geologia; Mestre em poéticas visuais pelo Instituto de Artes, da Universidade Federal do Rio Grande do Sul-UFRGS.

Vem realizando individuais e coletivas, e residências artísticas no Brasil, na Argentina, na Austrália, na Finlândia e no Chile. Ganhou prêmios, dentre os quais Rumos Itaú Cultural e FUNARTE.

Atualmente, mora e trabalha em Porto Alegre, Rio Grande do Sul; e em Salvador, Bahia.

www.rommulo.com

TIAGO GIORA

Tiago Giora nasceu, vive e trabalha no  Rio Grande do Sul.

É arquiteto de formação, mestre em poéticas visuais pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul e atualmente cursando o Doutorado também em artes visuais.

Interessado nas relações entre arte e contexto, realiza instalações e intervenções em espaço urbano e interiores de galerias, jogando com a arquitetura e o fenômeno perceptivo.

Seu trabalho provoca alterações na relação do público com o espaço fazendo uso de fotografia, vídeo e estruturas tridimensionais.

Os processos de apagamento, sublinhamento e distorção das formas inserem os trabalhos no ambiente de maneira indivisível, alterando os lugares a partir de suas próprias características.

www.tiagogiora.com.br

Confira aqui a lista completa.


O PIPA respeita a liberdade de expressão e adverte que algumas imagens de trabalhos publicadas nesse site podem ser consideradas inadequadas para menores de 18 anos. Copyright © Instituto PIPA