Tagged Wagner Morales

Exposição apresenta diálogo entre trabalhos em vídeo de seis artistas

(São Paulo, SP) A Pinacoteca abriu no último sábado a exposição “Ensaio de tração”, dedicada a trabalhos em vídeo de artistas brasileiros. Incorporada ao acervo da Instituição em 2015, a obra “Da janela do meu quarto”, de Cao Guimarães, foi o ponto de partida da exposição, que reúne também trabalhos de Cinthia Marcelle e Tiago Mata Machado, Janaina Wagner, Marcellvs L. e Wagner Morales.

Últimos dias | “Matriz e Descontrução”, coletiva com curadoria de Luisa Duarte

(Rio de Janeiro, RJ) Com artistas de diferentes gerações e obras, como Ana Holck, Luiz Zerbini e Waltercio Caldas, a coletiva “Matriz e Desconstrução” se encerrará em breve. “Há obras mais racionais e outras que mostram a brutalidade da vida”, comenta a curadora Luisa Duarte. A mostra reúne trabalhos cuja matriz construtiva é nítida e outros nos quais a narrativa emerge – obras diversas mas pertencentes a história da arte brasileira dos últimos 50 anos.

Galeria carioca recebe a mostra coletiva “Matriz e Desconstrução”

(Rio de Janeiro, RJ) Sem ter como ponto de partida um conceito completamente fechado, a curadora foi alinhavando a ideia da mostra a partir de visitas aos ateliês, no contato com os trabalhos e nas conversas com artistas convidados, como Adriano Costa, Carla Guagliardi, Erika Verzutti e Matheus Rocha Pitta. “Numa época em que o conceito, a ‘explicação’, para o trabalho ou a exposição parece vir quase sempre antes, fica mais rara a chance do publico ter um contato com a arte que guarde o elemento da surpresa, do espanto, da mudança inaudita.”, defende a curadora Luisa Duarte.

Coletiva “Matriz e Desconstrução” reúne diversas obras brasileiras dos últimos cinquenta anos

(Rio de Janeiro, RJ) A curadoria da mostra tece diálogos entre obras cuja matriz construtiva é nítida, ou seja, trabalhos cuja visualidade é seca e depurada, de natureza geométrica, e outros nos quais uma narrativa vem à tona, sinalizando uma conversa entre pólos que não são opostos, mas diversos e que fazem parte de uma mesma história da arte brasileira dos últimos cinqüenta anos.

“Matriz e desconstrução”, coletiva com curadoria de Luisa Duarte

(Rio de Janeiro, RJ) Com artistas de diferentes gerações e obras que variam desde uma de Waltercio Caldas de 1967, até outras datadas de 2013 e 2014, a crítica de arte Luisa Duarte reúne artistas para ocupar totalmente uma galeria carioca. Adriano Costa, Ana Holck, Carla Guagliard, Daisy Xavier, Erika Verzutti, Gustavo Speridião e Matheus Rocha Pitta estão entre os participantes. “Numa época em que o conceito, a explicação, para o trabalho ou a exposição parece vir quase sempre antes, fica mais rara a chance do publico ter um contato com a arte que guarde o elemento da surpresa, do espanto, da mudança inaudita”, diz Luisa.

O PIPA respeita a liberdade de expressão e adverte que algumas imagens de trabalhos publicadas nesse site podem ser consideradas inadequadas para menores de 18 anos. Copyright © Instituto PIPA