Tagged Sesc Pinheiros

Com curadoria do filósofo Georges Didi-Huberman, exposição coletiva reflete sobre os levantes sociais

(Pinheiros, SP) A finalista do Prêmio PIPA 2016 Clara Ianni faz parte de uma mostra itinerante que começou na França, já passou por Barcelona e Buenos Aires e agora se instala no Sesc Pinheiros, em São Paulo. “Levantes” começa amanhã, 18 de outubro, e leva a curadoria do filósofo e historiador da arte francês Georges Didi-Huberman. Para a exposição em São Paulo, Huberman propôs ainda a inserção de obras que estejam diretamente relacionadas ao contexto do país, de forma a inserir discursos locais fundamentais para a reflexão sobre as mobilizações sociais.

0

Último final de semana “As Margens dos Mares”

(São Paulo, SP) Com participações de Chiara Banfi e O Grivo e curadoria de Agnaldo Farias, a mostra é um encontro entre artistas expoentes de diferentes regiões que busca apresentar, por meio das artes visuais e da música, uma expressão da cultura contemporânea destes países lusófonos. Para a exposição foram selecionadas obras de doze artistas que refletem sobre questões como memória, espaço e arquitetura a partir de instalações, fotografias, vídeos e objetos.

Exposição com curadoria de Agnaldo Farias reúne artistas de Angola, Brasil, Moçambique e Portugal

(São Paulo, SP) Com curadoria de Agnaldo Farias, “As Margens dos Mares” é um encontro entre artistas expoentes de diferentes regiões que busca apresentar, por meio das artes visuais e da música, uma expressão da cultura contemporânea destes países lusófonos. Para a exposição foram selecionadas obras de doze artistas – entre eles Chiara Banfi e O Grivo – que refletem sobre questões como memória, espaço e arquitetura a partir de instalações, fotografias, vídeos e objetos.

Mostra reúne artistas de países lusófonos

(São Paulo, SP) “As instalações predominam e a música, incluindo ruídos, atua como elemento agregador da exposição, atravessando-a de ponta a ponta”, define o curador Agnaldo Farias. Para a exposição foram selecionadas obras de doze artistas – entre eles Chiara Banfi e O Grivo – que refletem sobre questões como memória, espaço e arquitetura a partir de instalações, fotografias, vídeos e objetos.

“As Margens dos Mares” | Participações de Chiara Banfi e O Grivo

(São Paulo, SP) Com curadoria de Agnaldo Farias, “As Margens dos Mares” é um encontro entre artistas expoentes de diferentes regiões que busca apresentar, por meio das artes visuais e da música, uma expressão da cultura contemporânea destes países lusófonos. Para a exposição foram selecionadas obras de doze artistas – entre eles Chiara Banfi e O Grivo – que refletem sobre questões como memória, espaço e arquitetura a partir de instalações, fotografias, vídeos e objetos.

Últimos dias | “Retumbante Natureza Humanizada”, de Luiz Braga

(São Paulo, SP) O fotógrafo está em cartaz na capital paulista com esta mostra individual onde apresenta 160 obras realizadas entre 1976 e 2014. “Depois de muito refletir sobre o que fazia, notei que voltava naturalmente aos mesmos lugares e temas, mas que a cada retorno minha fotografia poderia se expandir e se aprofundar, mantendo acesa a inquietude que alimenta a experimentação de novas técnicas e maneiras de fotografar”, diz o artista. A exposição se encerra no dia 3 de agosto.

“Retumbante Natureza Humanizada”, mostra fotográfica de Luiz Braga

(São Paulo, SP) Está em cartaz a mostra individual que reúne 160 trabalhos, muitos inéditos, do fotógrafo paraense. Encerra o percurso da exposição o vídeo igualmente inédito filmado em Belém e na Ilha de Marajó, “O sem nome e o nada” (2014, 30’), inspirado na obra do fotógrafo, idealizado pelo curador e realizado pelo coletivo paraense “Cêsbixo”.

O PIPA respeita a liberdade de expressão e adverte que algumas imagens de trabalhos publicadas nesse site podem ser consideradas inadequadas para menores de 18 anos. Copyright © Instituto PIPA