Tagged Rodrigo Braga

0

Crítica social é marcante em videoartes exibidas no Galpão VB

(São Paulo, SP) Como parte da programação da SP-Arte, que começa esta semana, a Associação Cultural Videobrasil abre nesta quinta-feira, 06 de abril, “Nada levarei quando morrer, aqueles que me devem cobrarei no inferno”. Co-curada pela diretora da Videobrasil, Solange Farkas, e Gabriel Bogossian, a mostra reúne obras críticas às transformações sociais hoje em curso no Brasil assinadas por artistas como Virgínia de Medeiros, Rodrigo Braga, e Miguel Rio Branco – o nome da exposição, aliás, é inspirado em uma obra de sua autoria.

0

Conversa com Rodrigo Braga, por Luiz Camillo Osorio

Finalista ao Prêmio PIPA 2012, quando também venceu o Voto Popular Exposição, Rodrigo Braga nasceu em Manaus, apesar de ter crescido em Recife, Pernambuco. Em parte graças a essa vivência inicial, em parte graças a seu contexto familiar, sua poética frequentemente aborda a relação entre o homem e a natureza. O assunto é um dos que Braga discute aqui com Luiz Camillo Osorio, curador do Instituto PIPA, em uma entrevista exclusiva que perpassa ainda pela relação do artista com a fotografia e o vídeo, sua formação artística, e a recepção internacional de seu trabalho.






0

14 artistas participam de “Um piano na selva”, em Belo Horizonte

(Belo Horizonte, MG) Se Fitzcarraldo, obra de Werner Herzog lançada em 1982, pudesse ser resumida em uma imagem, é possível que ela consistisse naquela do piano perdido em meio a selva – uma ideia absolutamente fora do lugar. A imagem dá nome à coletiva “Um Piano na Selva”, que abre na Periscópio Arte Contemporânea neste sábado, 11 de março. Com curadoria de Germano Dushá, a exposição conta a participação de 14 artistas, sete deles já indicados ao Prêmio PIPA: Daniel Steegmann Mangrané, Daniel de Paula, Deyson Gilbert, Lais Myrrha, Pedro Motta, Rafael RG e Rodrigo Braga.






0

“O livro de São Sebastião”, individual de Bruno Vilela, motiva roda de conversa e mostra de curtas

(Rio de Janeiro, RJ) Inaugurada em dezembro do ano passado na Anita Schwartz Galeria, a individual “O livro de São Sebastião”, de Bruno Vilela, apresenta nesta quarta-feira, dia 18 de janeiro, uma programação (e tanto) de verão. Às 18h, um bate-papo entre Rodrigo Braga, Pollyana Quintella, Michel Masson e o próprio artista abre os trabalhos. Com ares de performance, a ideia é que Vilela, sentado em um divã de costas para o público, seja “analisado” por Braga e Pollyana. Depois, acontece uma mostra de curtas no contêiner no terraço da galeria.






0

“Coletiva” explora técnicas do desenho em obras de 24 artistas

(São Paulo, SP) Com obras de 24 artistas, a mostra “Coletiva” busca relações e convergências entre trabalhos que se baseiam nas técnicas próprias do desenho. Produzidas entre 2008 e 2016, as obras – um conjunto heterogêneo de pinturas, desenhos e esculturas – assumem suportes tão diversos quanto o veludo e o papelão. Ainda no dia da abertura, são lançados os livros-obra “Ressaca tropical”, do finalista do Prêmio PIPA 2011, Jonathas de Andrade, e “{[()]}”, do indicado à primeira edição do Prêmio PIPA Thiago Honório.






0

Últimos Dias | “Artes Visuais em Revista”, exposição comemorativa da revista Dasartes

(Rio de Janeiro, RJ) Termina nesta sexta-feira, 18 de novembro, a exposição que comemora os oito anos de existência da revista Dasartes. Ocupando o Espaço Cultural BNDES, a coletiva “Artes Visuais em Revista” reúne quarenta trabalhos de quinze artistas, entre eles os indicados ao Prêmio PIPA Ana Holck, Bruno Miguel, Daniel Murgel, Felipe Barbosa, Gisele Camargo, Rodrigo Braga, Romy Pocztaruk, Rosana Ricalde, Sofia Borges, além do finalista dessa edição Gustavo Speridião.






0

Dasartes comemora oito anos com a mostra “Artes Visuais em Revistas”

(Rio de Janeiro, RJ) A mostra reúne trabalhos em suportes variados, como vídeos, pinturas, instalações, esculturas, desenhos e fotografias. A preocupação dos artistas com problemas atuais como política, dinheiro, relações humanas e materialismo, assim como reflexões sobre as possibilidades da arte hoje, aparece na maioria das obras, entre elas, no banco de jardim recoberto com notas picadas de um real por Felipe Barbosa.






0

Dia 17 de junho | Anúncio dos finalistas do PIPA 2016

Na próxima sexta-feira divulgaremos quem são os finalistas do PIPA 2016. São 4 artistas selecionados entre todos os indicados nesta edição que vão concorrer aos prêmios de R$130 mil do PIPA e R$24 mil do PIPA Voto Popular, além do PIPA Online, a que todos são convidados a disputar. Os finalistas participarão da exposição do Prêmio no MAM-Rio, de setembro a novembro deste ano.






0

38 artistas contemporâneos brasileiros se reúnem na mostra “Soft Power. Arte Brasil.”

(Amersfoort, Holanda) A mostra é inspirada na perspectiva do Rio Olímpico: o segundo evento esportivo a ser sediado no Brasil em alguns meses, após a Copa do Mundo da FIFA em 2014. Na exposição, é questionado que tipo de país escolhe se apresentar dessa forma. Parte da resposta pode ser vista através do trabalho de artistas visuais e coletivos atualmente ativos no Brasil. A arte deles aborda uma grande variedade de questões, desde a posição dos indígenas no norte do país até a falta de água em São Paulo e a política econômica do governo.






O PIPA respeita a liberdade de expressão, e adverte que algumas imagens de trabalhos publicadas nesse site odem ser consideradas inadequadas para menores de 18 anos.
Copyright © Instituto PIPA