Tagged Maurício Ianês

“Queermuseu” explora a diversidade e a expressão de gênero

(Porto Alegre, RS) Muito se discute, atualmente, identidade, gênero e sexualidade. Esses debates colocaram em foco a ideia de “queer”, palavra usada para designar pessoas que não se encaixam nos padrões de heterossexualidade e binarismo de gênero. Na exposição “Queermuseu – Cartografias da Diferença na Arte Brasileira”, que começa hoje no Santander Cultural, os trabalhos em exposição exploram a diversidade, a diferença e a expressão de gênero na arte e na cultura, abarcando o período histórico de meados do século 20 até os dias de hoje.

0

Programação paralela da SP-Arte inclui inaugurações, conversas e até mesmo um show

(São Paulo, SP) Esta semana começa a SP-Arte e, com ela, uma série de eventos paralelos, que vão de visitas guiadas a performances e confraternizações nas galerias da cidade. Entre eles, o preview da individual do vencedor do Prêmio PIPA 2016 Paulo Nazareth na Mendes Woods DM, e o show da banda Cão, da qual participam dois indicados ao Prêmio PIPA, Dora Longo Bahia e Maurício Ianês.

0

Passado e presente se articulam na coletiva “Deus está solto!”

(São Paulo, SP) Um grito histórico, ainda que esquecido, dá nome à coletiva que é inaugurada na Galeria Jaqueline Martins neste fim de semana. Com curadoria de Germano Dushá, a exposição “Deus está solto!” (frase pronunciada por Caetano Veloso em 1968) se lança sobre dois diferentes contextos políticos nacionais, os anos da ditadura e o presente, para investigar nuances do imaginário social do Brasil.

0

“Coletiva” explora técnicas do desenho em obras de 24 artistas

(São Paulo, SP) Com obras de 24 artistas, a mostra “Coletiva” busca relações e convergências entre trabalhos que se baseiam nas técnicas próprias do desenho. Produzidas entre 2008 e 2016, as obras – um conjunto heterogêneo de pinturas, desenhos e esculturas – assumem suportes tão diversos quanto o veludo e o papelão. Ainda no dia da abertura, são lançados os livros-obra “Ressaca tropical”, do finalista do Prêmio PIPA 2011, Jonathas de Andrade, e “{[()]}”, do indicado à primeira edição do Prêmio PIPA Thiago Honório.

0

Coletiva “museu do louvre pau-brazyl” reúne artistas e pesquisadores

(São Paulo, SP) A exposição surge da relação entre os dois Louvres: o museu parisiense e o edifício de Artacho Jurado. O prédio, localizado na avenida São Luís e projetado nos anos 50, é um ícone da cidade, e um dos primeiros edifícios a comportar apartamentos de diferentes tamanhos e térreo e mezanino abertos para o espaço público, através de galerias comerciais em funcionamento até hoje.

0

Luísa Nóbrega, Maurício Ianês e Pontogor participam de coletiva com curadoria de Germano Dushá

(Rio de Janeiro, RJ) O projeto – cujo título é formado pela combinação de grafismo e onomatopéia – gira em torno da ideia de um movimento de pequena retração e forte impulso, reunindo trabalhos que, de diferentes maneiras, potencialmente o performam. A partir de cada ação, pensa-se a noção de gesto e sua relação com a ordem da estética, da ética e da política.

0

Últimos dias | “A Mão Negativa”, exposição com cerca de 50 obras de 38 artistas

(Rio de Janeiro, RJ) O curador visitante Bernardo José de Souza ressalta que conjunto de obras selecionadas não trata objetivamente de ficção científica, apesar de ser inspirado no tema, mas “sinaliza um mundo em transformação, onde o corpo e as formas reconhecíveis, quer na natureza ou mesmo no universo da cultura material, sofrem alguma espécie de abalo, mutação, tanto em seu organismo como em sua estrutura ou arquitetura”. Participam Cinthia Marcelle, Cristiano Lenhardt, Leticia Ramos, Maurício Ianês, Rafael RG, Rodolpho Parigi, Daniel Steegmann Mangrané e Sara Ramo.

Parque Lage conta com cerca de cinquenta obras espalhadas por muitos de seus espaços

(Rio de Janeiro, RJ) Cinthia Marcelle, Cristiano Lenhardt, Leticia Ramos, Maurício Ianês, Rafael RG, Rodolpho Parigi, Daniel Steegmann Mangrané e Sara Ramo estão entre os participantes da mostra “A Mão Negativa”. O curador Bernardo José de Souza ressalta que as obras, em sua maioria, “são essencialmente visuais, que causam um embate quase físico e fenomenológico com o espectador”.

“A Mão Negativa”, coletiva com participações de Cinthia Marcelle, Cristiano Lenhardt, Leticia Ramos, Maurício Ianês, Rafael RG, Rodolpho Parigi, Daniel Steegmann Mangrané e Sara Ramo

(Rio de Janeiro, RJ) Cinquenta artistas, brasileiros e estrangeiros integram a mostra “A Mão Negativa”, que apresenta obras espalhadas por várias áreas diferentes do parque carioca, do palacete à lavanderia dos escravos. Uma programação paralela conta ainda com performances e exibição de filmes que dialogam com o tema da exposição.

O PIPA respeita a liberdade de expressão e adverte que algumas imagens de trabalhos publicadas nesse site podem ser consideradas inadequadas para menores de 18 anos. Copyright © Instituto PIPA