Tagged Luiz Camillo Osorio

0

“A arte foi ao banheiro: crise ou solução?”, novo texto da coluna de Luiz Camillo Osorio

Mensalmente, o colunista e curador do Instituto PIPA Luiz Camillo Osorio escreve um texto exclusivo para o site. Este mês, Camillo fala sobre o trabalho “America”, de Maurizio Cattelan, uma privada de ouro maciço que pode ser vista – e usada– no Guggenheim, Nova York. A partir de uma análise da obra, que mistura luxo e lixo, o texto levanta uma reflexão sobre o lugar da arte e seu poder político em um cenário em que ela é, de um lado, capturada pelo mercado e, do outro, institucionalizada, perdendo a força e a acidez crítica que se propõe a ter.

0

Conversa com Arjan Martins, por Luiz Camillo Osorio

Um dos artistas mais indicados ao Prêmio PIPA, Arjan Martins tem tido um ano internacional. Em abril, foi à Nigéria para a abertura de “The Atlantic Triangle”, exposição organizada pelo Goethe-Institut Lagos sobre as entre as Américas, a costa africana e a Europa. Hoje, está às voltas com uma residência na Brasileia, em Basel, Suíça. Aqui, Arjan fala sobre essas e outras viagens com o curador do Instituto PIPA, Luiz Camillo Osorio, em mais uma conversa exclusiva para o Prêmio PIPA.






0

Conversa com Rodrigo Braga, por Luiz Camillo Osorio

Finalista ao Prêmio PIPA 2012, quando também venceu o Voto Popular Exposição, Rodrigo Braga nasceu em Manaus, apesar de ter crescido em Recife, Pernambuco. Em parte graças a essa vivência inicial, em parte graças a seu contexto familiar, sua poética frequentemente aborda a relação entre o homem e a natureza. O assunto é um dos que Braga discute aqui com Luiz Camillo Osorio, curador do Instituto PIPA, em uma entrevista exclusiva que perpassa ainda pela relação do artista com a fotografia e o vídeo, sua formação artística, e a recepção internacional de seu trabalho.






0

Luiza Baldan abre nova individual, “Estofo”

(Rio de Janeiro, RJ) Finalista ao Prêmio PIPA 2016, Luiza Baldan passou quase nove meses navegando pela Baía de Guanabara, no Rio de Janeiro. O resultado de suas constantes idas e vindas pode ser conferido em “Estofo”, que ela inaugurou essa semana na Anita Schwartz Galeria de Arte. Com título oriundo de um jargão náutico, a individual reúne uma videoinstalação, um texto da artista e uma carta náutica, além de fotogravuras e suas matrizes.






0

“As artimanhas do cinismo: Richard Prince x Donald Trump” – leia o texto crítico de Luiz Camillo Osorio

O artista norte-americano Richard Prince causou polêmica no início do ano ao devolver o dinheiro que Ivanka Trump – filha do atual presidente dos Estados Unidos, Donald Trump – tinha pago em uma obra. “Este trabalho não é meu. Eu não o fiz”, ele escreveu no Twitter. A controvérsia motiva o novo texto de Luiz Camillo Osorio para o Prêmio PIPA, que enxerga no caso uma tendência revolucionária: “O que se passou agora foi a possibilidade do artista transformar a arte em não-arte”, ele analisa.






0

Iole de Freitas e Luiz Camillo Osorio conversam sobre arte e arquitetura no Jacaranda

(Rio de Janeiro, RJ) Cerca de 30 metros de tubos de aço inoxidável envolvem, em linhas sinuosas, a fachada do espaço Jacaranda na Villa Aymoré, patrimônio histórico da cidade. A intervenção é tema da conversa entre sua autora, Iole de Freitas, e Luiz Camillo Osorio, crítico e curador do Prêmio PIPA na próxima quarta-feira, dia 25 de janeiro. A ideia é discutir justamente a relação entre arte e arquitetura na obra de Iole, que já expôs no MoMA de Nova York e na Documenta, em Kassel, na Alemanha.






0

“Arjan: a pintura e suas vozes imprevistas” – Leia o texto crítico de Luiz Camillo Osorio

“O que faz um artista pintar hoje”? É com essa pergunta que Luiz Camillo Osorio, crítico e curador do Instituto PIPA, inicia o texto crítico exclusivo a seguir, o primeiro de 2017. Partindo do problema da pintura no século XXI, um meio a cada dia mais anacrônico diante de um mundo de avanços tecnológicos crescentes, Osorio analisa a obra de Arjan Martins, cuja última exposição, “Et Cetera”, encerrou-se no mês passado. Unindo crítica social e referências contemporâneas – em “Et Cetera”, uma das imagens mais repetidas nos quadros era a da capa do álbum “Girl talk”, de Oscar Peterson –, Arjan talvez seja capaz de oferecer uma resposta à altura da pergunta de porque pintar na contemporaneidade.






0

Prêmio PIPA 2016: uma retrospectiva da sétima edição do Prêmio

Aqui, escrevemos uma retrospectiva do que aconteceu na sétima edição do Prêmio PIPA. Indicados, finalistas, ganhadores das três categorias do Prêmio e a exposição no MAM-Rio, assim como muitos outros, foram recapitulados. Para aqueles que perderam ainda que alguns momentos do Prêmio durante o ano, esse é o seu lugar; para os que simplesmente foram acometidos pela nostalgia típica do fim do ano, também. E preparem-se: daqui a pouco começa o Prêmio PIPA 2017.






0

Destaques de 2016 no Instituto PIPA

Muitos eventos importantes aconteceram em 2016. A frase é verdadeira também no caso do Instituto PIPA que, responsável por patrocinar e coordenar o Prêmio PIPA, implementou uma série de novas estratégias, iniciativas e projetos nos últimos meses. Aqui, lembramos de alguns destaques do Instituto PIPA durante o ano.






0

Prêmio PIPA 2016: Vale a pena ler de novo

Neste post, reunimos alguns dos melhores textos que passaram pelo site do Prêmio PIPA em 2016. Entre entrevistas de artistas com Luiz Camillo Osorio, curador do Instituto PIPA, textos críticos e reflexões sobre a arte hoje, uma certeza: a de que o Prêmio cumpre dia-a-dia a sua missão de janela para a arte contemporânea brasileira. Que em 2017, ela seja ainda mais vista – e debatida, e problematizada – mundo afora.






O PIPA respeita a liberdade de expressão, e adverte que algumas imagens de trabalhos publicadas nesse site odem ser consideradas inadequadas para menores de 18 anos.
Copyright © Instituto PIPA