Tagged Laís Myrrha

0

14 artistas participam de “Um piano na selva”, em Belo Horizonte

(Belo Horizonte, MG) Se Fitzcarraldo, obra de Werner Herzog lançada em 1982, pudesse ser resumida em uma imagem, é possível que ela consistisse naquela do piano perdido em meio a selva – uma ideia absolutamente fora do lugar. A imagem dá nome à coletiva “Um Piano na Selva”, que abre na Periscópio Arte Contemporânea neste sábado, 11 de março. Com curadoria de Germano Dushá, a exposição conta a participação de 14 artistas, sete deles já indicados ao Prêmio PIPA: Daniel Steegmann Mangrané, Daniel de Paula, Deyson Gilbert, Lais Myrrha, Pedro Motta, Rafael RG e Rodrigo Braga.

0

Novos e antigos olhares sobre a Avenida Paulista em exposição do MASP

(São Paulo, SP) Não só de cartões-postais vive a Avenida Paulista. Símbolo de São Paulo, o endereço carrega consigo as contradições e tensões da própria cidade. Foi pensando nisso que o MASP decidiu organizar “Avenida Paulista”, coletiva que apresenta antigos e novos olhares sobre a avenida centenária. Os antigos correspondem a documentos dos mais diversos, entre fotografias, objetos, cartazes e outros, produzidos de 1891 a 2016; já os novos aparecem através do olhar de 17 artistas contemporâneos – nove deles já indicados ao PIPA –, em projetos comissionados especialmente para a exposição.






0

Artistas refletem sobre a palavra como construção e discurso

(Rio de Janeiro, RJ) “Essa é uma exposição interessada em pensar o lugar da fala e da escuta”. É assim que a curadora Fernanda Lopes define “Permissão para falar”, coletiva que entra em cartaz na galeria Athena Contemporânea a partir da próxima terça-feira, 14 de fevereiro. Apresentando dez obras que refletem sobre “a palavra como construção e discurso”, a exposição reúne artistas que vêm ganhando cada vez mais reconhecimento na cena artística nacional, como Lais Myrrha, indicada a cinco edições do Prêmio PIPA.






0

Últimos dias | “Sempre um ponto de identidade, sempre distinção”

(São Paulo, SP) Hoje e amanhã são os últimos dias para ver a coletiva “Sempre um ponto de identidade, sempre distinção”. Curada por Hércules Goulart Martins, a exposição em cartaz na Galeria Jaqueline Martins se baseia na ideia de mutualismo – que, em sua raiz latina, significava tanto reciprocidade (mutuus) quanto mudança (mutare) – para entrelaçar as propostas de 11 artistas nacionais e internacionais.






0

Reciprocidade e mudança na coletiva “Sempre um ponto de identidade, sempre distinção”

(São Paulo, SP) Mutualismo. Do latim mutuus, recíproco – que, por sua vez, vem do verbo mutare, mudar. É a partir do jogo entre os dois vocábulos latinos, origem da ideia de mutualismo, que o curador Hércules Goulart Martins define a chave de “Sempre um ponto de identidade, sempre distinção”. Estreando neste sábado, 12 de novembro, na Galeria Jaqueline Martins, a exposição apresenta obras de 11 artistas nacionais e internacionais, entre eles os já indicados ao Prêmio PIPA Adriano Amaral, Ana Mazzei, Daniel de Paula, Débora Bolsoni, Ícaro Lira, Lais Myrrha e Ricardo Basbaum.






0

Sleek Magazine lista “Os 5 Artistas Brasileiros que Você Precisa Conhecer”

A finalista do PIPA 2016, Luiza Baldan, aparece em artigo da Sleek Magazine, cujo título é “Os 5 Artistas Brasileiros que Você Precisa Conhecer”. A revista lista 5 artistas emergentes e reconhecidos internacionalmente como aqueles que “moldaram o status de destaque do país na arte contemporânea”. O artigo apresenta a obra “Perabé” de Baldan, exibida na exposição dos finalistas do Prêmio PIPA 2016 no MAM-Rio, em cartaz até 9 de novembro.






0

“Secretaria de Insegurança” | Exposições e atividades gratuitas de 20 artistas

(São Paulo, SP) A “Secretaria de Insegurança Pública [de São Paulo]” é a primeira realização de um projeto que pretende se desdobrar no tempo e no espaço. Negociações estão em curso para que a Secretaria seja apresentada na Rússia, na Áustria e nos Estados Unidos. A cada edição, novos artistas e novas obras integram a mostra, sempre motivada pelas questões mais relevantes para as populações na atualidade.






0

“Dynamic Encounters” na 32ª Bienal de São Paulo

(São Paulo, SP) Participarão os artistas Cecilia Bengolea e Jeremy Deller, Erika Verzutti, Francis Alÿs, Frans Krajcberg, Hito Steyerl, Jonathas de Andrade, Jorge Menna Barreto, Lais Myrrha, Leon Hirszman, Mariana Castillo Deball, OPAVIVARÁ!, Pierre Huyghe, Sonia Andrade, Víctor Grippo, Vivian Caccuri, entre outros.






Copyright © Instituto PIPA