Tagged Helô Sanvoy

“Pororoca” | Mostra coletiva com Armando Queiroz, Berna Reale, Ivan Grilo, Luiz Braga e Rodrigo Braga

(Rio de Janeiro, RJ) O museu selecionou cerca de cem artistas cujas obras apresentam algum vínculo com a região amazônica, ainda pouco conhecida no Brasil. Entre a visualidade amazônica, a violência social, a arte relacional e o processo de metropolização, dois séculos e meio de história crítica estão retratados em instalações, pinturas, esculturas, fotografias, artes gráficas e decorativas, vestuário, mapas e objetos arqueológicos.

Mostra coletiva tangencia debates sobre a região amazônica

(Rio de Janeiro, RJ) Cerca de cem artistas estão representados em “Pororoca”, muitos com suas obras-primas, entre eles Armando Queiroz, Berna Reale, Ivan Grilo, Luiz Braga e Rodrigo Braga. A mostra tem curadoria de Paulo Herkenhoff e inclui obras provenientes de diversos fundos da Coleção MAR, como a Fundação Rômulo Maiorana, o Fundo Berna Reale e o Fundo Z.

Abertura | “Pororoca – A Amazônia no MAR”

(Rio de Janeiro, RJ) Obras de Armando Queiroz, Ivan Grilo, Luiz Braga e Rodrigo Braga, da Coleção Amazônica do MAR, estarão em cartaz a partir de hoje. A proposta curatorial é tangenciar debates ecológicos, cosmológicos, sociais, antropológicos e políticos, abordando a produção estética da Amazônia em suas plurais dimensões, da iconografia à produção artística contemporânea.

Apresentação de Shima e Grupo EmpreZa integra mostra “Eu como Você”

(Rio de Janeiro, RJ) O artista que está em residência no MAR encontra-se hoje com o coletivo para experimentações e um debate. “Eu como Você” é composta por duas áreas. Uma delas a documentação – registros fotográficos e filmagens – de performances que aconteceram ao longo dos treze anos de existência do grupo. Essa sala nos ajuda a entender a trajetória do grupo através de uma generosa seleção de seus trabalhos.

Shima e Grupo EmpreZa em apresentação no MAR

(Rio de Janeiro, RJ) O encontro faz parte da exposição “Eu como Você” do Grupo EmpreZa. Além de exibir registros de performances do coletivo ao longo de seus treze anos de existência, a mostra conta com o espaço “Sua Vez”, que propõe realizar uma experiência inovadora no Museu. Durante o tempo da exposição, a sala será ocupada pelos “emprezários” e “emprezárias” e por grupos e artistas convidados. O público poderá interagir com os artistas e entender seus processos de criação, como num ateliê coletivo. Como dá pra ver o título da sala, o público é chamado a, como interlocutores e/ou participantes, ter “sua vez” na obra do EmpreZa, bem como em processos ampliados de criação.

O PIPA respeita a liberdade de expressão e adverte que algumas imagens de trabalhos publicadas nesse site podem ser consideradas inadequadas para menores de 18 anos. Copyright © Instituto PIPA