Tagged Germano Dushá

0

14 artistas participam de “Um piano na selva”, em Belo Horizonte

(Belo Horizonte, MG) Se Fitzcarraldo, obra de Werner Herzog lançada em 1982, pudesse ser resumida em uma imagem, é possível que ela consistisse naquela do piano perdido em meio a selva – uma ideia absolutamente fora do lugar. A imagem dá nome à coletiva “Um Piano na Selva”, que abre na Periscópio Arte Contemporânea neste sábado, 11 de março. Com curadoria de Germano Dushá, a exposição conta a participação de 14 artistas, sete deles já indicados ao Prêmio PIPA: Daniel Steegmann Mangrané, Daniel de Paula, Deyson Gilbert, Lais Myrrha, Pedro Motta, Rafael RG e Rodrigo Braga.

0

Passado e presente se articulam na coletiva “Deus está solto!”

(São Paulo, SP) Um grito histórico, ainda que esquecido, dá nome à coletiva que é inaugurada na Galeria Jaqueline Martins neste fim de semana. Com curadoria de Germano Dushá, a exposição “Deus está solto!” (frase pronunciada por Caetano Veloso em 1968) se lança sobre dois diferentes contextos políticos nacionais, os anos da ditadura e o presente, para investigar nuances do imaginário social do Brasil.






0

Projeto “Novas Poéticas” expõe trabalhos de 23 artistas

(Curitiba, PR) O projeto “Novas Poéticas” abre na próxima sexta-feira, 25 de novembro, sua terceira exposição, dessa vez na Fundação Museu do Futuro. A mostra apresenta trabalhos de 23 artistas – entre eles, Ingrid Bittar, indicada ao Prêmio PIPA – , selecionados através de uma convocatória lançada em junho por Germano Dushá, Pollyana Quintella e Guilherme Gutman. A exposição comporta linguagens diversas: tendências formalistas, aspirações sócio-políticas, pesquisas de si, da paisagem, do entorno, da matéria e suas qualidades, da tecnologia.






0

Luísa Nóbrega, Maurício Ianês e Pontogor participam de coletiva com curadoria de Germano Dushá

(Rio de Janeiro, RJ) O projeto – cujo título é formado pela combinação de grafismo e onomatopéia – gira em torno da ideia de um movimento de pequena retração e forte impulso, reunindo trabalhos que, de diferentes maneiras, potencialmente o performam. A partir de cada ação, pensa-se a noção de gesto e sua relação com a ordem da estética, da ética e da política.






Copyright © Instituto PIPA