Tagged Galeria Fayga Ostrower

0

Últimos dias “Sistemas de estruturas e elementos de fachada, sala 7”, individual de Traplev

(Brasília, DF) No próximo domingo, 06 de agosto, encerra a exposição “Sistemas de estruturas e elementos de fachada, sala 7”, individual do artista Traplev, indicado ao Prêmio PIPA 2010, na Galeria Fayga Ostrower. As instalações apresentadas convidam o público à reflexão crítica sobre processos históricos no Brasil, levantando uma discussão sobre temas do cotidiano, como também sobre questões da arte, da política e da história.

0

Nove artistas repensam o gênero da paisagem em “À vista – paisagem em contorno”

(Brasília, DF) Se no Renascimento o gênero pictórico da paisagem buscava representar a conexão entre o terreno e o divino, hoje, ele ganha interpretações completamente distintas. É buscando repensar o gênero que a Galeria Funarte Fayga Ostrower abriu “À vista – Paisagem em contorno”. Apresentando obras de nove artistas mulheres, quatro delas já indicadas ao Prêmio PIPA, a exposição propõe investigar as relações entre espectador e paisagem.

0

Fogo é protagonista de “Poema 193”, nova individual de Diego de Santos

(Brasília, DF) Vencedor do PIPA Online Popular 2014, Diego de Santos inaugura sua mais nova individual na Galeria Fayga Ostrower, no Complexo Cultural Funarte Brasília. A exposição, curada por Yana Tamayo, é oriunda do projeto “Poema 193”, ganhador do Atos Visuais Funarte Brasília na categoria de Prêmio de Arte Contemporânea em 2015. “Todos os elementos, suas simbologias e conexões já eram, de certa forma, recorrentes na minha produção”, conta de Santos.

Últimos dias para conferir “Ausente Presente”

(Brasília, DF) O artista plástico Virgílio Neto apresenta a mostra “Ausente Presente”, na Galeria Fayga Ostrower. A exposição é resultado do Prêmio Funarte de Arte Contemporânea 2013 – Atos Visuais Funarte Brasília – Galeria e Marquise, concedido em 2013 ao artista. “Ausente Presente” reúne cerca de 200 desenhos inéditos, marcados por uma intensa pesquisa sobre a técnica e o processo de contar histórias; pelas viagens do autor, no Brasil e no exterior, e as pelas residências artísticas das quais ele participou, em Cruzeiro do Sul (Acre) e Banff (Canadá).

Últimos dias de “Ausente Presente”

(Brasília, DF) Neste fim de semana acontece o lançamento do catálogo com as obras que fazem parte da mostra “Ausente Presente”, de Virgílio Neto. Na mesma ocasião, o curador da exposição, Paulo Miyada, participará do bate-papo intitulado “Arte, missão falida”, sobre Virgílio Neto e sua relação com a arte.

Virgílio Neto na Galeria Fayga Ostrower

(Brasília, DF) Começa neste sábado, 2 de novembro, o Ciclo de Conversas da exposição “Ausente Presente”. O primeiro convidado é o crítico, artista e curador independente Divino Sobral. O tema do encontro será “Caminho entre figuras e palavras”. Para esta exposição, o curador Paulo Miyada separou os desenhos em três conjuntos. O Grupo 1, “Territórios”, traz os trabalhos iniciados durante um curso que Virgílio Neto ministrou em Cruzeiro do Sul (AC). O grupo 2 é chamado de “Fichas”. Nelas, estão anotações, em forma de desenhos, com referências a alces, com seus chifres ramificados, lembrando árvores genealógicas. Já “Highlights”, o Grupo 3, é a maior coleção de desenhos, distribuídos em 7 séries.

“Ausente Presente”, de Virgílio Neto

(Brasília, DF) A exposição é resultado do Prêmio Funarte de Arte Contemporânea 2013 – Atos Visuais Funarte Brasília – Galeria e Marquise, concedido em 2013 ao artista. A mostra reúne cerca de 200 desenhos inéditos, marcados por uma intensa pesquisa sobre a técnica e o processo de contar histórias; pelas viagens do autor, no Brasil e no exterior, e as pelas residências artísticas das quais ele participou, em Cruzeiro do Sul (Acre) e Banff (Canadá).

O PIPA respeita a liberdade de expressão e adverte que algumas imagens de trabalhos publicadas nesse site podem ser consideradas inadequadas para menores de 18 anos. Copyright © Instituto PIPA