Tagged Gabriel Bogossian

0

Crítica social é marcante em videoartes exibidas no Galpão VB

(São Paulo, SP) Como parte da programação da SP-Arte, que começa esta semana, a Associação Cultural Videobrasil abre nesta quinta-feira, 06 de abril, “Nada levarei quando morrer, aqueles que me devem cobrarei no inferno”. Co-curada pela diretora da Videobrasil, Solange Farkas, e Gabriel Bogossian, a mostra reúne obras críticas às transformações sociais hoje em curso no Brasil assinadas por artistas como Virgínia de Medeiros, Rodrigo Braga, e Miguel Rio Branco – o nome da exposição, aliás, é inspirado em uma obra de sua autoria.

Obras em áudio

No total são aproximadamente 50 minutos de arte em forma de som, que podem ser ouvidos no total ou separadamente. Cuquinha, por exemplo, expõe fragmentos de conversas obtidas no trabalho “Ouvidoria”.






“ramal_mixtape”

“Vivemos uma época que não tem identidade; a identidade dela é a música. Por isso, a ideia de ‘ramal_mixtape’ é reunir obras de arte que são áudio, música, enfim, que são ecos desse tempo sem identidade”, explica Bogossian.






Arte sonora via telefone

A mostra “ramal_mixtape” vai disponibilizar trabalhos em áudio assinados por seis artistas brasileiros, que poderão ser ouvidos apenas por quem ligar para o telefone fixo da Baró.






O PIPA respeita a liberdade de expressão, e adverte que algumas imagens de trabalhos publicadas nesse site odem ser consideradas inadequadas para menores de 18 anos.
Copyright © Instituto PIPA