Tagged Francisco Pereira

0

Sete artistas falam sobre identidade e relacionamento no mundo de hoje

(Belo Horizonte, MG) “Ninguém me dirá quem sou nem saberá quem fui”, coletiva com o indicado ao Prêmio PIPA 2017 Desali na Galeria Mama/Cadela, acaba esta semana – e, para marcar a data, os sete artistas da coletiva organizaram uma conversa aberta ao público. Com mediação da professora e fotógrafa Patrícia Azevedo, a ideia é discutir os processos criativos por trás das obras da exposição, que reflete sobre o lugar do indivíduo no mundo de hoje.

0

“Linguagens do corpo carioca [a vertigem do Rio]” reúne 800 obras de artistas que captaram a essência da alma carioca em seus trabalhos

(Rio de Janeiro, RJ) Em cartaz durante os Jogos Olímpicos, a exposição toma como ponto de partida o corpo de quem vive na cidade para pôr em discussão a identidade social como uma espécie de gíria gestual. A abordagem transversal se repete em na exposição, que é dividida em núcleos e traz à tona as mais diversas faces da vida na cidade.






O PIPA respeita a liberdade de expressão, e adverte que algumas imagens de trabalhos publicadas nesse site odem ser consideradas inadequadas para menores de 18 anos.
Copyright © Instituto PIPA