Tagged Clara Ianni

0

Coletiva reflete sobre memória e política partindo das ditaduras da América Latina

(São Paulo, SP) Oito artistas, entre eles a finalista do Prêmio PIPA 2016 Clara Ianni e o indicado ao Prêmio 2016 Jaime Laureano, participam da exposição “Hiatus: a memória da violência ditatorial na América Latina” no Memorial da Resistência de São Paulo. Levantando o debate sobre memória como política – aquilo que se oculta e que se torna público na história são, também, decisões políticas -, a exposição reflete sobre a memória ditatorial da América Latina partindo dos relatórios das Comissões de Verdade.

Com curadoria do filósofo Georges Didi-Huberman, exposição coletiva reflete sobre os levantes sociais

(Pinheiros, SP) A finalista do Prêmio PIPA 2016 Clara Ianni faz parte de uma mostra itinerante que começou na França, já passou por Barcelona e Buenos Aires e agora se instala no Sesc Pinheiros, em São Paulo. “Levantes” começa amanhã, 18 de outubro, e leva a curadoria do filósofo e historiador da arte francês Georges Didi-Huberman. Para a exposição em São Paulo, Huberman propôs ainda a inserção de obras que estejam diretamente relacionadas ao contexto do país, de forma a inserir discursos locais fundamentais para a reflexão sobre as mobilizações sociais.

0

Coletiva reúne 29 artistas para discutir preconceito, violência e justiça

(São Paulo) Começa hoje no Instituto Tomie Ohtake a exposição “OSSO – Exposição-apelo ao amplo direito de defesa de Rafael Braga”. A coletiva reúne trabalhos inéditos ou feitos especialmente para a exposição de 29 artistas que discutem temas como preconceito, violência e racismo. Dos 29 participantes, 13 já foram indicados ao Prêmio PIPA, entre eles o ganhador do Prêmio ano passado Paulo Nazareth e os finalistas de 2010 e 2016 Jonathas de Andrade e Clara Ianni, respectivamente.

0

16 artistas abordam temas urgentes do cotidiano brasileiro em “Travessias 5: Emergência”

(Rio de Janeiro, RJ) O Observatório de Favelas apresenta amanhã a quinta edição do projeto “Travessias”, criado em 2011. Intitulada “Emergência” a mostra ocupa o Galpão Bela Maré e tem participação de 16 artistas contemporâneos. Entre eles, três dos quatro finalistas ao PIPA no ano passado, Clara Ianni, Gustavo Speridião e Paulo Nazareth (grande vencedor da sétima edição), além de muitos outros indicados ao prêmio ao longo de sua história.

0

#DiaInternacionaldaMulher | Conheça 15 artistas contemporâneas brasileiras

Em honra ao Dia Internacional da Mulher, o Prêmio PIPA reuniu em uma galeria obras de 15 artistas mulheres que, de alguma maneira, se destacaram durante a existência do Prêmio, ganhando alguma de suas categorias ou concorrendo como finalistas. Suas práticas e preocupações não poderiam ser mais variadas, assim como os suportes que escolhem. Juntas, contudo, elas provam que lugar de mulher é no museu, no ateliê, na galeria – e onde mais ela quiser.

Exposição Prêmio PIPA 2016

A exposição da sétima edição do Prêmio PIPA aconteceu no MAM-Rio entre os dias 03 de setembro e 13 de novembro e apresentou obras dos quatro artistas finalistas de 2016, Clara Ianni, Gustavo Speridião e Luiza Baldan e Paulo Nazareth. Sobre os finalistas em 2016, Luiz Camillo Osorio afirma: “São quatro artistas com poéticas contundentes, diversificadas e de alta intensidade política. Em um país…

0

Prêmio PIPA 2016: uma retrospectiva da sétima edição do Prêmio

Aqui, escrevemos uma retrospectiva do que aconteceu na sétima edição do Prêmio PIPA. Indicados, finalistas, ganhadores das três categorias do Prêmio e a exposição no MAM-Rio, assim como muitos outros, foram recapitulados. Para aqueles que perderam ainda que alguns momentos do Prêmio durante o ano, esse é o seu lugar; para os que simplesmente foram acometidos pela nostalgia típica do fim do ano, também. E preparem-se: daqui a pouco começa o Prêmio PIPA 2017.

0

Prêmio PIPA 2016: Vale a pena ler de novo

Neste post, reunimos alguns dos melhores textos que passaram pelo site do Prêmio PIPA em 2016. Entre entrevistas de artistas com Luiz Camillo Osorio, curador do Instituto PIPA, textos críticos e reflexões sobre a arte hoje, uma certeza: a de que o Prêmio cumpre dia-a-dia a sua missão de janela para a arte contemporânea brasileira. Que em 2017, ela seja ainda mais vista – e debatida, e problematizada – mundo afora.

0

Prêmio PIPA 2016: Vale a pena ver de novo

Que maneira melhor de tornar-se uma “janela para a arte contemporânea brasileira” do que através daquela que é a janela mais literal das artes, o audiovisual? Foi pensando nisso que o Prêmio PIPA estabeleceu, em sua criação, uma parceria com a produtora Matrioska Filmes, realizando vídeos exclusivos que, de posse de uma cuidadosa curadoria de assuntos e personalidades, discutem os dilemas da arte contemporânea. Aqui, reunimos uma seleção dos melhores vídeos de 2016. É de ver – e rever.

O PIPA respeita a liberdade de expressão e adverte que algumas imagens de trabalhos publicadas nesse site podem ser consideradas inadequadas para menores de 18 anos. Copyright © Instituto PIPA