Tagged Carmela Gross

0

Cartografia e arte contemporânea lado a lado em “A vastidão dos mapas”

(Curitiba, PR) De um lado, um conjunto de mapas originais dos séculos XVI, XVII e XVIII. De outro, obras de artistas contemporâneos. A fórmula foi idealizada por “A vastidão dos mapas”, exposição que ocupa o Museu Oscar Niemeyer desde o final de maio. Exibindo 15 mapas do núcleo de cartografia da Coleção Santander Brasil em conjunto com obras de 33 artistas contemporâneos – entre eles, o vencedor do Prêmio PIPA 2012 Marcius Galan e o indicado Rodrigo Torres –, a mostra pretende questionar os espaços, as fronteiras, os fluxos territoriais e deslocamentos.

0

“Metrópole” aborda a “experiência paulistana” na Pina Estação

(São Paulo, SP) A diversidade da “experiência paulistana” é tema de “Metrópole”, que estreia na Pina Estação neste sábado. Curada por Tadeu Chiarelli, a mostra reúne obras de 33 artistas paulistanos que vivem ou viveram na cidade, entre eles o vencedor do PIPA Voto Popular Exposição 2010 Marcelo Moscheta, além de outros oito artistas já indicados ao Prêmio.

0

A arquitetura de Paulo Mendes da Rocha dialoga com a arte no MuBE

(São Paulo, SP) O Museu Brasileiro da Escultura e Ecologia (MuBE) abre no sábado “Pedra no Céu: Arte e arquitetura de Paulo Mendes da Rocha”. A coletiva busca estabelecer paralelos entre a arte e a obra do arquiteto do MuBE, hoje com 88 anos, reunindo tanto obras de artistas clássicos como Debret, grande referência do arquiteto, quanto de nomes contemporâneos, como os finalistas ao Prêmio PIPA André Komatsu e Daniel Steegmann Mangrané.

0

“Coletiva” explora técnicas do desenho em obras de 24 artistas

(São Paulo, SP) Com obras de 24 artistas, a mostra “Coletiva” busca relações e convergências entre trabalhos que se baseiam nas técnicas próprias do desenho. Produzidas entre 2008 e 2016, as obras – um conjunto heterogêneo de pinturas, desenhos e esculturas – assumem suportes tão diversos quanto o veludo e o papelão. Ainda no dia da abertura, são lançados os livros-obra “Ressaca tropical”, do finalista do Prêmio PIPA 2011, Jonathas de Andrade, e “{[()]}”, do indicado à primeira edição do Prêmio PIPA Thiago Honório.

Fernanda Brenner

Vive e trabalha São Paulo, SP. Membro do Comitê de Indicação do Prêmio PIPA 2015 e 2018. Fernanda Brenner é curadora independente e diretora artística estabelecida em São Paulo. Fundou em 2012 o Pivô, um espaço de arte contemporânea sem fins lucrativos em São Paulo, onde ela atua como diretora artística. Recentemente, Brenner foi a…

“Experimentando Espaços 2”, com André Komatsu, José Rufino e Marcius Galan

(São Paulo, SP) Mostra coletiva que retoma a ocupação de 2009 do jardim do Museu da Casa Brasileira, está nos seus últimos dias de exibição. “O objetivo dessa edição continua sendo o de apresentar algumas das mais variadas e instigantes experiências espaciais realizadas por nossos artistas”, revela o curador Agnaldo Farias. “Especulando sobre os significados e as formas de ser que as cidades, as paisagens, as arquiteturas, e até mesmo a extensa gama de objetos com quê mobiliamos os espaços domésticos, os artistas, por meio das mais variadas modalidades de suportes expressivos, terminam por reinventar a noção de espaço”.

O PIPA respeita a liberdade de expressão e adverte que algumas imagens de trabalhos publicadas nesse site podem ser consideradas inadequadas para menores de 18 anos. Copyright © Instituto PIPA