Tagged Bernardo José de Souza

0

Últimos dias | “A Mão Negativa”, exposição com cerca de 50 obras de 38 artistas

(Rio de Janeiro, RJ) O curador visitante Bernardo José de Souza ressalta que conjunto de obras selecionadas não trata objetivamente de ficção científica, apesar de ser inspirado no tema, mas “sinaliza um mundo em transformação, onde o corpo e as formas reconhecíveis, quer na natureza ou mesmo no universo da cultura material, sofrem alguma espécie de abalo, mutação, tanto em seu organismo como em sua estrutura ou arquitetura”. Participam Cinthia Marcelle, Cristiano Lenhardt, Leticia Ramos, Maurício Ianês, Rafael RG, Rodolpho Parigi, Daniel Steegmann Mangrané e Sara Ramo.

Parque Lage conta com cerca de cinquenta obras espalhadas por muitos de seus espaços

(Rio de Janeiro, RJ) Cinthia Marcelle, Cristiano Lenhardt, Leticia Ramos, Maurício Ianês, Rafael RG, Rodolpho Parigi, Daniel Steegmann Mangrané e Sara Ramo estão entre os participantes da mostra “A Mão Negativa”. O curador Bernardo José de Souza ressalta que as obras, em sua maioria, “são essencialmente visuais, que causam um embate quase físico e fenomenológico com o espectador”.

“A Mão Negativa” apresenta 50 obras de 38 artistas

(Rio de Janeiro, RJ) Cinthia Marcelle, Cristiano Lenhardt, Leticia Ramos, Maurício Ianês, Rafael RG, Rodolpho Parigi, Daniel Steegmann Mangrané e Sara Ramo têm obras ocupando diversos espaços do Parque Lage, do palacete à gruta. A mostra, do curador visitante Bernardo José de Souza, foi “largamente inspirada na ficção-científica”.

Últimos dias | Mostra coletiva “To see what is coming”

(Rio de Janeiro, RJ) Daniel Steegmann Mangrané, Gisela Motta & Leandro Lima, Laura Lima, Matheus Rocha Pitta, Pablo Ferretti, Rodolpho Parigi e Luiz Roque apresentam obras nessa exposição resultado da oficina “Prátics Curatoriais Contemporâneas”. Segundo a curadora Michelle Sommer, o objetivo é apresentar uma duplicidade dos sentidos na tentativa de antecipar o futuro e simultaneamente deixar-se ser surpreendido por ele. Aposta-se na saída do reinado do presente absoluto, da trama da homogeneidade considerando que há vários tempos em um só tempo que partilha diversos mundos de experiência, adensados e em contaminação visual.

Mostra coletiva com performances, exibições e publicações ocupa galeria carioca

(Rio de Janeiro, RJ) Em “To see what is coming”, o público poderá conferir os trabalhos de Daniel Steegmann Mangrané, Gisela Motta & Leandro Lima, Laura Lima, Matheus Rocha Pitta, Pablo Ferretti, Rodolpho Parigi, Luiz Roque e vários outros, que apresentam uma duplicidade dos sentidos na tentativa de antecipar o futuro e simultaneamente deixar-se ser surpreendido por ele. Aposta-se na saída do reinado do presente absoluto, da trama da homogeneidade considerando que há vários tempos em um só tempo que partilha diversos mundos de experiência, adensados e em contaminação visual.

O PIPA respeita a liberdade de expressão e adverte que algumas imagens de trabalhos publicadas nesse site podem ser consideradas inadequadas para menores de 18 anos. Copyright © Instituto PIPA