Tagged Ana Maria Tavares

0

“Coletiva” explora técnicas do desenho em obras de 24 artistas

(São Paulo, SP) Com obras de 24 artistas, a mostra “Coletiva” busca relações e convergências entre trabalhos que se baseiam nas técnicas próprias do desenho. Produzidas entre 2008 e 2016, as obras – um conjunto heterogêneo de pinturas, desenhos e esculturas – assumem suportes tão diversos quanto o veludo e o papelão. Ainda no dia da abertura, são lançados os livros-obra “Ressaca tropical”, do finalista do Prêmio PIPA 2011, Jonathas de Andrade, e “{[()]}”, do indicado à primeira edição do Prêmio PIPA Thiago Honório.

0

Ana Maria Tavares volta à Pina em antologia

(São Paulo, SP) Depois de quase 35 anos de sua primeira individual, realizada na Pinacoteca de São Paulo, a artista Ana Maria Tavares volta para apresentar “No lugar mesmo: uma antologia de Ana Maria Tavares”. A exposição, curada por Fernanda Pitta, reúne mais de 160 obras da mineira que rearticulam elementos fundamentais da produção da artista de 1982 até o momento presente.

0

Armando Queiroz participa da coletiva “Doações Recentes”

(Fortaleza, Ceará) A mostra é formada, na sua maioria, por obras doadas pelos artistas, que, de alguma forma, estiveram ligados à instituição, seja através de exposições, programas públicos, oficinas e da recente parceria com o Laboratório de Artes Visuais do Porto Iracema das Artes, que tem ativado com potência o espaço.

Últimos dias | “Josephine Baker e Le Corbusier no Rio – um caso transatlântico”, com Laercio Redondo e Matheus Rocha Pitta

(Rio de Janeiro, RJ) Últimos dias para conferir a exposição coletiva que reúne documentos sobre o encontro da célebre dançarina Josephine Baker e o renomado arquiteto Le Corbusier, no Rio de Janeiro em 1929. Juntamente aos documentos, podem ser vistas obras contemporâneas tanto das artes visuais como da dança, da performance e do cinema e de contribuições da cultura popular, de artistas como Antonia Baehr, Faustin Linyekula, Ana Borralho e João Galante.

Matheus Rocha Pitta e Laercio Redondo participam de exposição coletiva no MAR

(Rio de Janeiro, RJ) “Josephine Baker e Le Corbusier no Rio – um caso transatlântico” reúne documentos sobre o encontro de duas grandes e diferentes personalidades da vanguarda, em 1929. Paralelamente estarão expostas obras contemporâneas no campo das artes visuais, performáticas, de cinema e dança, e ainda trabalhos sobre o Movimento de Arte Pornô, exemplos da estética criada por Josephine Baker.

“Josephine Baker e Le Corbusier no Rio – um caso transatlântico” | Com Matheus Rocha Pitta e Laercio Redondo

(Rio de Janeiro, RJ) A exposição trata do encontro da dançarina, cantora e atriz Josephine Baker com o arquiteto renomado Le Corbusier, no Rio de Janeiro em 1929. São expostas fotos e documentos do casal, incluindo o trajeto a bordo dos navios transatlânticos, obras de arte de artistas como Flávio de Carvalho, Marcel Gautherotl e Steven Cohen e paralelamente, trabalhos sobre o Movimento de Arte Pornô, exemplos recente da estética criada por Josephine.

Laercio Redondo e Matheus Rocha Pitta em exposição coletiva sobre Josephine Baker e Le Corbusier

(Rio de Janeiro, RJ) Uma das salas da mostra, pensada como um teatro semelhante aos do interior de navios, é o espaço onde ocorrerão performances e ações que comporão um dos eixos centrais da mostra. Trabalhos e documentos sobre o Movimento de Arte Pornô e sobre o ator underground Mario Montez integram paralelamente a exposição. São exemplos da estética criada por Josephine na cultura mais recente.

O PIPA respeita a liberdade de expressão e adverte que algumas imagens de trabalhos publicadas nesse site podem ser consideradas inadequadas para menores de 18 anos. Copyright © Instituto PIPA