Paulo Meira

Arcoverde, PE, 1966.
Vive e trabalha em Recife, PE.

Representado pela Amparo 60.

Indicado ao PIPA 2013, 2016 e 2018.

Paulo Meira se define, “Explorar o universo radiofônico no campo das artes visuais vem sendo, nos últimos três anos, um dos principais agenciadores das minhas ações artísticas. A busca de uma experiência estética ativadora de uma percepção ampliada, não centrada na recepção visual da obra, mas também, amplificada pelo despertar de outros sentidos, me levou, inicialmente, ao uso experimental de rádio transmissão em uma vídeo instalação no ano de 2013 na residência artística ‘Poemas aos homens do nosso tempo’, Campinas – SP. Desde então me envolvi com ideias de pesquisadores que esboçam uma estética pós-midíatica anunciadora de uma nova época do ouvir, bem como, de uma ‘cultura do ouvir’, diferente da ‘cultura visual` com seu tempo naturalmente mais curto e muito mais veloz do que o tempo do fluxo auditivo.”

Vídeo produzido pela Do Rio Filmes exclusivamente para o Prêmio PIPA 2018:



Posts relacionados


Videos relacionados


O PIPA respeita a liberdade de expressão e adverte que algumas imagens de trabalhos publicadas nesse site podem ser consideradas inadequadas para menores de 18 anos. Copyright © Instituto PIPA