Layla Motta

São Paulo, SP, 1988.
Vive e trabalha em São Paulo, SP.

Indicada ao PIPA 2014.

É formada em Artes Plásticas pela Fundação Álvares Penteado e fez curso de Desenvolvimento de Projeto Fotográfico no International Center of Photography, em Nova York.

Das exposições recentes, destacam-se: “Ao Sul Paisagens”, Bolsa de Arte de Porto Alegre (Porto Alegre, RS, 2013), “Betão à Vista”, Museu Brasileiro da Escultura (São Paulo, SP, 2013), “Rastros”, Zipper Galeria (São Paulo, SP, 2013), “The Island”, Focal Point Gallery (Nova York, EUA, 2012) e “Segundo andar à Direita”, Edifício Lutetia (São Paulo, SP, 2011).

“Ao comentar a produção, Motta enfatiza que o tempo é matéria-prima do seu olhar (…) O foco de Motta ao refazer o trajeto de Smithson pela cidade natal guarda ainda mais uma outra faceta, que evidencia a potência do banal e do prosaico. Um saco de lixo esgarçado, entregue a inexorável processo entrópico. Uma fachada de construção suburbana, espécie de bric a brac de texturas e superfícies absolutamente enfadonhas. Duas imagens que condensam alguns dos vetores poéticos da artista, como a destacar a investigação de pequenezas atentamente observadas, captadas e retrabalhadas até o arranjo final, em um ambiente expositivo”, diz o curador Mario Gioia sobre a artista.

Site: www.laylamotta.com



Posts relacionados


O PIPA respeita a liberdade de expressão e adverte que algumas imagens de trabalhos publicadas nesse site podem ser consideradas inadequadas para menores de 18 anos. Copyright © Instituto PIPA