Eder Santos

Belo Horizonte, MG, 1960.
Vive e trabalha em Belo Horizonte, MG.
Representado pelas galerias Celma Albuquerque e Luciana Brito.

Indicado ao PIPA 2016.

Um dos pioneiros
 da arte multimídia
 no Brasil, o vídeo artista Eder Santos 
é reconhecido mundialmente por desenvolver projetos híbridos que mesclam artes visuais, cinema, teatro, vídeo e novas mídias. Mineiro, nascido em Belo Horizonte. Possui obras que integram os acervos permanentes do MoMA, em Nova York (EUA), e do Centre Georges Pompidou, em Paris (França), dois dos maiores museus de arte contemporânea no mundo.

A participação de Eder Santos em bienais e festivais no Brasil e no exterior é extensa, destacando-se a parceria com o WWVF – World Wide Vídeo Festival, realizado em Amsterdã (Holanda), onde o artista apresentou a instalação “Enciclopédia da Ignorância”, também exibida no Media Art Festival de Milão (Itália); no Palácio das Artes em Belo Horizonte (MG) e na Luciana Brito Galeria em São Paulo (SP).

Além de se dedicar à criação de exposições, videoinstalações e videoperformances, Eder Santos tem uma premiada carreira como diretor de cinema, tendo realizado 15 curtas-metragens, 
a série de TV Contos da Meia-Noite (2004, TV Cultura, 90 episódios) e 
o longa-metragem “Enredando as Pessoas” (1995), contemplado com o prêmio de Melhor Montagem no 17o Festival del Nuevo Cine Latinoamericano em Havana e Menção Especial no 17o Festival et Forum International des Nouvelles Images, 
em Locarno, Suíça. Atualmente, se dedica à distribuição de seu segundo longa-metragem “Deserto Azul”. O projeto é resultado da contínua experimentação do artista com a linguagem do vídeo e sua relação com as artes visuais.




Posts relacionados


O PIPA respeita a liberdade de expressão, e adverte que algumas imagens de trabalhos publicadas nesse site odem ser consideradas inadequadas para menores de 18 anos.
Copyright © Instituto PIPA