Obras doadas em 2010

Um dos principais objetivos que levou à criação do PIPA, em 2010, foi a vontade de seus idealizadores de estabelecer uma parceria duradoura com o Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro.
Neste sentido ficou definido que, visando contribuir para a ampliação do acervo do museu, especificamente com obras de artistas brasileiros contemporâneos, os quatro finalistas de cada edição do PIPA doariam uma obra cada um para o acervo da instituição.

Os vencedores de cada categoria (PIPA, PIPA Voto Popular e PIPA Online – e o segundo colocado nesta última categoria) doam ainda uma obra cada um para o Instituto IP, que realiza o Prêmio.

Veja as obras doadas pelos artistas em 2010:

Doações para o MAM-Rio

Renata Lucas, eleita pelo Júri de Premiação vencedora do PIPA 2010, doou a obra “Denominador Comum – Primeira nota para Florestas raras”, 2010, obra exposta na exposição do PIPA. A obra é uma instalação, onde a artista fazia uma interferência nas esquadrias do museu.
Veja abaixo a foto de Marco Rodrigues no dia da abertura da exposição.

Marcelo Moscheta, eleito pelos visitantes da exposição no MAM-Rio vencedor do PIPA Voto Popular, doou “Circulo Polar Ártico”, 2007 [edição 2/3], instalação com caixas de alumínio, LEDs, cabos, componentes e fios elétricos, acrílico, poliestireno e fotografia em transparência, 200 x 200 x 300cm.

Marcius Galan, doou uma instalação exposta na mostra dos finalistas do PIPA 2010: “Desenhos (interseção)”, 2009-2010, edição de 3 + 1 PA, áudio em 2 canais, caixas de som, dimensões variáveis.
A foto foi captada por Marco Rodrigues na abertura da exposição.

Cinthia Marcelle, a quarta finalista doou para o MAM-Rio, o vídeo “Cruzada”, 2010, 8’36” em lop, que apresentou na exposição do PIPA 2010.
No vídeo dezesseis músicos surgem dos quatro cantos de um cruzamento, quatro de cada lado, trajando quatro cores: amarelo, vermelho, azul e verde. Os grupos (grupo dos pratos, grupo dos taróis e bumbos, grupo dos trompetes e trombones, grupo dos bombardinos e tubas), entram em cena, um de cada vez, ao som desencontrado dos instrumentos até alcançarem o centro do cruzamento. Quando todos se vêem na encruzilhada, frente a frente, inicia-se um duelo entre eles, embate que termina em uma coreografia na qual os músicos trocam de lugar, formando então quatro bandas de cores e instrumentos misturados. Ao som de uma mesma canção, enfim harmonizados, os músicos deixam a encruzilhada espalhando-se, cada qual no seu tempo, pelas quatro vias.

CRUZADA from cinthia marcelle on Vimeo.

Doações para o Instituto IP

Renata Lucas, vencedora do PIPA doou “Quadro Rotonda”, 2006-2011, edição 3/3, 54 x43 x3,5cm.

Marcelo Moscheta – vencedor da categoria Voto Popular do PIPA 2010, doou duas obras para o IIP: “22” e “24” da série “A New Method for Assisting the Invention in the Composition of Clouds”, 2009, grafite sobre PVC expandido e ácido muriático sobre placa de alumínio, 66 x100cm.
Os trabalhos fazem parte do projeto baseado no livro “A New Method for Assisting the Invention in the Composition of Landscape”, publicado por Alexander Cozens (1717-1786). Nele, Cozens procura traçar um esquema de composição para ensinar a seus alunos uma maneira mais eficaz de realizar uma composição de paisagem.
A partir dos textos das gravuras em metal que Alexander Cozens publicou em seu livro, Moscheta redesenhou a composição das pranchas, mas usando como técnica desenho em grafite sobre PVC expandido e placas de alumínio gravadas com os textos que servem de referência para cada instrução.


O PIPA respeita a liberdade de expressão, e adverte que algumas imagens de trabalhos publicadas nesse site odem ser consideradas inadequadas para menores de 18 anos.
Copyright © Instituto PIPA